Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia
 Feed RSS

Blog

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

O Surfista do 5G e as Setilhas Piratas

17 de Novembro de 2019, 13:51, por O Bardo - 0sem comentários ainda

Este meu novo cordel traz muita coisa interessante. Vamos por partes.

A história do Surfista do 5G é uma representação simbólica do que a Huawei vem passando, com boicote à sua tecnologia 5G pelos Estados Unidos. No cordel, em um futuro hipotético, os Estados Unidos foram separados, de modo que cada estado se tornou um país. Após isso, nasceu um novo Estados Unidos, que não era mais um país e sim um bloco com as nações americanas (todas, não só as do norte).

O praticante de kitesurf (aquele surf com uma pipa) havaiano Shui View criou uma manobra que vai bagunçar as competições nas Olimpíadas, então o Comitê Olímpico se reune para decidir o que fazer.

A outra grande novidade diz respeito à forma. Este é o primeiro cordel que publico com uma poética variante que eu planejei e chamei de setilha pirata.

Quem conhece o galope à beira-mar sabe que seus versos não são apenas em 11 sílabas poéticas. Além disso, o ritmo de galope marca a 2ª, a 5ª e a 8ª sílabas poéticas, de modo a se dar o ritmo de galope. Pois bem, a setilha pirata tem 2 métricas, uma para os versos 5 e 6 (métrica em 5) e outra para os demais (métrica em 8), mas tudo no ritmo do galope, como se fossem versos quebrados de um galope à beira-mar.

O resultado finalo é uma setilha diferente, que tem um ar de aventura quando declamada, que lembra cantigas de piratas, por isso escolhi esse nome.

Em dois, mil cento e dezenove
Dez anos depois do ocorrido
Que gerou diversas nações
Partindo os Estados Unidos
De suas raízes
Cinquenta países
Em um mundo mais dividido

Um novo "Estados Unidos"
Nasceu como parte da ideia
Unindo os países da América
Até mesmo a parte plebeia
Para fazer frente
De forma eficiente
À imensa União Europeia

No esporte desses novos tempos
Que animava a população
Havia duas Olimpíadas
Dois tipos de competição
De forma correta
Separando atleta
Quem era ciborgue e quem não

Quando o Comitê Americano
De surf, skate e asa delta
Se juntou no país da Flórida
Em uma reunião secreta
Pra turma dali
Poder discutir
Um tema que muito os afeta

O cordel já pode ser comprado a mim fisicamente ou obtido na Amazon!

Special: 
Avalie: 
Select rating Give O Surfista do 5G e as Setilhas Piratas 1/5 Give O Surfista do 5G e as Setilhas Piratas 2/5 Give O Surfista do 5G e as Setilhas Piratas 3/5 Give O Surfista do 5G e as Setilhas Piratas 4/5 Give O Surfista do 5G e as Setilhas Piratas 5/5
No votes yet


7º Lugar na APLACC

10 de Novembro de 2019, 18:26, por O Bardo - 0sem comentários ainda

Depois da notícia de que tinha havido mais de 1.000 trabalhos inscritos no VII Concurso Cidade de Penedo de Poesia e Conto, e de que eu havia ficado entre os 10 primeiros na categoria Poesia - Adulto, na última sexta-feira houve a solenidade de premiação.

Um concurso muito bem conduzido, com uma solenidade impecável também. Foi no Theatro Sete de Setembro, lá em Penedo mesmo. Um teatro bonito e antigo. Na solenidade, os classificados que não puderam estar presentes falavam através de vídeo, mandado com antecedência para os organizadores. Na categoria Poesia - Juvenil, em especial, houve dramatização das poesias dos 3 primeiros colocados. Além de incentivar leitura e escrita de Literatura, a turma da APLACC também expõe atuação teatral para estimular os estudantes. Estão de parabéns!

Quanto a mim, fiquei com a 7ª posição, com uma poesia que em breve publicarei.

Special: 
Avalie: 
Select rating Give 7º Lugar na APLACC 1/5 Give 7º Lugar na APLACC 2/5 Give 7º Lugar na APLACC 3/5 Give 7º Lugar na APLACC 4/5 Give 7º Lugar na APLACC 5/5
No votes yet


9ª Bienal, ACALA e Cordéis

2 de Novembro de 2019, 13:00, por O Bardo - 0sem comentários ainda

Ontem foi a abertura da 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, que se estende até o próximo dia 10. Nela, terá mesas, palestras, oficinas, apresentações e venda de livros.

A ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes) participará no dia 6, com diversos lançamentos, incluindo 4 cordéis meus:

  • Fazendo um Cordel em Sextilhas: utilizando o próprio gênero do cordel, este cordel ensina como você pode criar o seu próprio, formatado em sextilhas. Como Fazer um Cordel, que publiquei em 2018, ensina o mesmo mas com base em setilhas. Este outro vem para complementar o material, dando alternativa para quem quer promover oficina de produção textual ou simplesmente escrever seus próprios títulos de cordel! Também será lançado o Kit Sextilhas, já pronto para oficinas.
  • Visita de Lampião Elétrico: continuando a saga cyberagreste de Lampião Elétrico, desta vez ele e Miss Maria fazem uma visita inesperada.
  • Os 12 Astros do Espaço: explicando um pouco sobre astrologia, este cordel também traz 12 sonetos cordelares, um para cada signo.
  • O Comunista e o Capitalista: da série Peleja na Tela, desta vez o embate é entre a visão comunista e a visão capitalista do mundo.

Os lançamentos serão no estande da AAL.

A ACALA também terá participação no sábado, com palestra da nossa presidenta Carla Emanuele às 9:30 na Sala 02 (das oficinas). O título: Benefícios da Implantação de Repositório Institucional nas Escolas de Educação Básica.

Ainda sobre lançamentos de cordel meu, em novembro também tem um quinto novo cordel: O Surfista do 5G. Falarei mais dele outro dia.

Aproveitando... Saiu o resultado parcial do VII Concurso Literário da APLACC e a poesia que submeti foi uma das 10 selecionadas! Sexta será a premiação e estarei lá em Penedo. Depois falo como foi.

No mais, quem estiver na Bienal nesta quarta-feira ou no sábado não deixe de nos prestigiar!

Special: 
Avalie: 
Select rating Give 9ª Bienal, ACALA e Cordéis 1/5 Give 9ª Bienal, ACALA e Cordéis 2/5 Give 9ª Bienal, ACALA e Cordéis 3/5 Give 9ª Bienal, ACALA e Cordéis 4/5 Give 9ª Bienal, ACALA e Cordéis 5/5
Average: 3 (2 votes)


Séries de Cordéis

26 de Outubro de 2019, 18:53, por O Bardo - 0sem comentários ainda

Para escrever Literatura de Cordel, eu trabalho os títulos individualmente. É como se cada cordel fosse um conto, que pode ou não ter continuação.

Mas no planejamento, na organização de temas, eu tenho já algumas séries pensadas. Alguns cordéis já nascem com essa ideia junta, de serem seguidos por vários outros e formarem um bloco.

Os meus primeiros títulos já traziam um grupo óbvio neles: os cordéis de Tecnologia. Cordel do Software Livre, Cordel do BrOffice, Cordel dos Aplicativos... O cordel Piratas e Reis suscede o Cordel da Pirataria, apesar de eu não ter planejado muitos outros nesse grupo.

Mais próximo do que estou dizendo, me lembro de dois títulos que já publiquei e que são na ideia de série:

  • O Castelo da Bruxa: continuando a aventura de Rand, que tinha aparecido no Castelo de Zumbis. Planejo vários outros castelos mágicos em sua jornada.
  • Pedro Cevada contra Meme Face: continua o Desafio a Pedro Cevada. Tenho planos para outros desafios nessa sequência de pelejas, narração e humor.

Tenho outras ideias de séries, algumas envolvendo cordéis que já escrevi e já estão publicados; outras de cordéis que são ainda inéditos e outras ainda de cordéis que nem escrevi. Quem for de Alagoas e tiver interesse, na Bienal Internacional do Livro deste ano eu pretendo lançar 4 títulos novos! Detalhe que 3 deles são continuações de cordéis anteriores. Como diz o filósofo norueguês do século XIV Didi Mocó: "Aguarde e confie..."

Special: 
Avalie: 
Select rating Give Séries de Cordéis 1/5 Give Séries de Cordéis 2/5 Give Séries de Cordéis 3/5 Give Séries de Cordéis 4/5 Give Séries de Cordéis 5/5
No votes yet


TV on-demand e Games

19 de Outubro de 2019, 15:58, por O Bardo - 0sem comentários ainda

Ainda no lance de streaming, estava aqui pensando em como isso tudo pode começar a se parecer com a indústria de jogos eletrônicos.

Detalhando melhor: no mundo dos games temos os fabricantes de plataformas, que são consoles. Os jogos que saem para cada plataforma são meio que controlados por essas empresas. Quem conhece um pouco da história sabe que a Atari abriu demais e deu errado. Depois dela, os fabricantes de videogames começaram a ter critérios para definir que publicações eles autorizam serem lançadas para seus aparelhos.

Existem os fabricantes de jogos, como é o caso das famosas Capcom e Konami. Fabricam para lançar em várias plataformas. Alguns jogos são feitos com contrato de exclusividade. E tem os próprios fabricantes das plataformas, que também fazem jogos para terem um diferencial, uma exclusividade.

Costumamos chamar de first party a produtora de jogos que é também a do console. De second party quando é uma outra empresa, mas que tem contrato de exclusividade de tudo o que produz, vinculada a uma plataforma só. Third party é o outro caso de que falei antes, de fabricantes de jogos que fabricam para várias plataformas.

O mundo de streaming está crescendo e quem sabe daqui a um tempo estejamos utilizando esse tipo de classificação para as produtoras de filmes e séries.

Special: 
Avalie: 
Select rating Give TV on-demand e Games 1/5 Give TV on-demand e Games 2/5 Give TV on-demand e Games 3/5 Give TV on-demand e Games 4/5 Give TV on-demand e Games 5/5
No votes yet