Ir para o conteúdo
ou

Thin logo

Divulgação

MiniDebConf

COMCET

.

ASL

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

ASL é parceira da Prefeitura de Porto Alegre em projeto para interligar redes livres de WiFi na cidade

25 de Setembro de 2015, 19:06 , por Gabriel Galli - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 486 vezes

A Associação Software Livre.Org é uma das primeiras parceiras da Prefeitura de Porto Alegre no projeto "Porto Alegre Livre", que pretende oferecer internet gratuita em diversos pontos da cidade. A ação é uma iniciativa da Procempa coordenada pelo diretor-presidente Mario Teza e foi lançada nesta sexta-feira (25) no Paço Municipal.

Mario Teza, diretor-presidente da PROCEMPA.

O projeto foi inspirado em iniciativas parecidas em países como Itália e Estados Unidos. Ele consiste na realização de uma parceria com empresas e instituições que aceitem liberar seu sinal WiFi para uso público. Os sinais abertos serão mapeados e exibidos no site do projeto.

O embaixador da ASL.Org, Sady Jacques, explica que o projeto é importante por fortalecer o sistema de acesso e possibilitar o surgimento de novas iniciativas. "A ASL irá liberar seu sinal WiFi durante o próximo Fórum Internacional Software Livre (FISL) e também na sua sede para uso público. Além disso, iremos articular para que a ideia não permaneça fechada em um pequeno grupo. Queremos mobilizar o movimento de inclusão digital para que também integrem a ação", afirma.

Sady Jacques, coordenador da Associação Software Livre, assina termo de compromisso.

"Porto alegre é umas cidades do mundo que mais usam apps de mobilidade urbana, por exemplo. Isso mostra o potencial que temos aqui" afirma Teza. Ele também salienta que o desafio foi aumentar o acesso à internet sem gerar custos grandes à administração do município. "Nós temos que gerar mais emprego na crise. E isso é o que disseminar a banda larga faz. Nesse mundo da tecnologia quem chega primeiro tem mais chance", complementa.

Para o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, o projeto é uma oportunidade de responder à crise econômica com criatividade. "Percebemos que a parceria com instituições sociais e empresas é fundamental. Neste caso, estamos fazendo uma parceria focada na articulação entre pessoas", explica.

SOFTWARE LIVRE FOI DIFERENCIAL EM ROMA

O evento contou também com a participação online de um representante da Prefeitura de Roma, que contou detalhes de um projeto parecido realizado na Itália e que é todo gerenciado usando um software livre que foi desenvolvido por eles. "O uso de softwares livres fez o nosso projeto se expandir em mais de 26 cidades", diz. Ele também afirmou que ficou orgulhoso de ver a prefeitura utilizar a iniciativa como exemplo.

Participação online do representante da Prefeitura de Roma.

O Porto Alegre Livre também conta com o apoio do Governo Federal. De acordo com o secretário de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações Jefferson Oliveira há intenção de disseminar o projeto em todo país. "Queremos que a prefeitura nos autorize a levar o modelo para todo o Brasil. É uma ação em que todos ganham, que envolve a sociedade de uma forma mais ampla. Isso gera novos negócios e cria novas possibilidades de articulação entre o poder público e o movimento social", afirma.

SAIBA MAIS SOBRE O POA LIVRE

O projeto Porto Alegre Livre foi desenvolvido pela Prefeitura de Porto Alegre, de forma que os pontos de acesso gratuito à internet estejam localizados em espaços públicos de convivência, como praças e parques.  O serviço Porto Alegre Livre pode ser acessado livremente por meio dos rádios wi-fi (hotspots) da Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa).  A Procempa destaca que a abrangência do sinal de wi-fi pode atingir aproximadamente 100 metros de raio, a partir da posição dos rádios em relação ao dispositivo móvel utilizado pelo usuário.

Um diferencial do projeto é a articulação com empresas e instituições interessadas em liberar seu sinal de WiFi e o posterior mapeamento dos pontos livres em um mapa atualizado pela prefeitura.

Sady Jacques e o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati.


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.