Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

pm@paulomarcos.com | msg: 74.9110 4596
Jornalismo no Rádio, TV e Internet

http://www.dotpod.com.ar/wp-content/uploads/2008/06/sonico-logo.jpg

 

 

http://static.wix.com/media/1ff96be45122890f6b04ceeaa7dbd2d3.wix_mp

PM no Twitter

404 Not Found

Este perfil não tem posição geográfica registrada.

Paulo Marcos

Paulo Marcos
Pintadas - Bahia - Brasil
 Voltar a Canto de Tud...
Tela cheia

Educadores relatam experiências depois do Arte pela Educação

10 de Julho de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 635 vezes

Educadores de onze municípios do Território da Bacia do Jacuípe estão experimentando o uso da arte e cultura no ensino e aprendizagem.  O curso Arte pela Educação coordenado pela Companhia de Artes Cênicas Rheluz tornou-se um espaço de debate, mobilização e qualificação de professores, visando a valorização da arte popular e a construção de uma nova concepção de Arte-Educação no dia a dia escolar.

 


Participam do projeto educadores de onze municípios

Num encontro realizado, em Pintadas, que teve início nesta sexta-feira (09) e vai até domingo (11), os educadores relataram diversas experimentações que fizeram após as capacitações oferecidas pelo projeto no final do ano passado.


José Wilker é educador do município de Ipirá

 

Em Ipirá, por exemplo, José Wilker relatou que foi criada uma turma com estudantes de uma escola da periferia do município visando dar nova dinâmica na escola que sofria com a falta de estímulo dos educandos e educadores. “Agora estamos felizes com o rendimento dos alunos. A resposta tanto dos professores como deles tem sido satisfatória”, comentou Wilker.

 


Ciomária Alves é Secretária de Cultura de Várzea do Poço ela criou um blog para relatar as ações

Em Várzea do Poço, o município ganhou uma secretaria específica para tratar da cultura. A secretária Ciomária Alves comemorou os resultados obtidos este ano com a realização de oficinas artísticas nas salas de aula, construção de fantoches e contação de histórias infantis, além de um mini-curso sobre cultura afro-brasileira. “O Arte pela Educação me ajudou também a aprimorar a gestão cultural no município. Com certeza hoje eu desenvolvo melhor o meu trabalho graças a essa troca que promovemos aqui e agora estamos ansiosas para colocar nosso projeto local em prática”, enfatizou Ciomária.

 


Reginaldo Carvalho coordenador da oficina

 

Apartir desta oficina, coordenada pelo arte-educador Reginaldo Carvalho, os participantes vão iniciar a construção de projetos locais para disseminar os conhecimentos adquiridos no ensino público.


Confira a reportagem produzida pelo Pensar Filmes sobre a iniciativa. O projeto é financiado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, apartir de editais públicos.

 

Por Paulo Marcos


Tags deste artigo: bahia pensar videos filmes pintadas

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.