Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Projeto Noosfero

Noosfero

Chat sobre Noosfero no
cannal IRC #noosfero-br
na freenode.net

Se preferir existe uma
interface web
para entrar no Chat.

 Voltar a Blog do proj...
Tela cheia Sugerir um artigo

Instalando o Noosfero no Ubuntu 9.04

16 de Junho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 44 comentários | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 3478 vezes

Olá companheiros. Queria apresentar a instalação caseira do Noosfero rodando no Ubuntu 9.04 para tirar algumas dúvidas. Não sou programador, mas estou estudando essa ferramenta para tentar entendê-la e usá-la em alguns projetos mais para a frente.

Antes de mais nada, baixei o Noosfero no site da Colivre, na versão 0.18.1. Tenho aqui no meu PC o Ubuntu 9.04 rodando um servidor LAMP. Quando baixei o pacote do Noosfero, descompactei-o na pasta /var/www/noosfero e depois instalei via apt-get todos os pacotes descritos no manual do Noosfero que tem lá no site da Colivre. Foi um monte de pacotes e, em quase todos, eu não sabia por que estava instalando, mas saí instalando desembestado assim mesmo. Com o tempo fui lendo sobre essas coisas de Ruby on Rails e tal até que cheguei à informação de que, depois de todos os pacotes instalados tinha que rodar o servidor do Ruby, o qual eu fiz desse jeito aí:

Noosfero1


Feito isso, aberto o firefox e digitado o endereço: http://localhost:3000/, ele retorna o Noosfero rodando com o sistema do Fórum de Economia Solidária zerado, como se vê no printscreen abaixo:

Captura_de_tela-sistema_fbes_-_mozilla_firefox


Diante disso, o que me interessa saber no momento é como personalizar o conteúdo do Noosfero para uma nova aplicação. Pelo que pesquisei, encontrei um editor chamado Aptana, que talvez poderia me ser útil na personalização deste conteúdo. No entanto, ainda não consegui faze-lo rodar, parece que por incompatibilidade com o Firefox-3.


44 comentários

Enviar um comentário
Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.