Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

TCU diz não à terceirização e atinge áreas de TI das estatais

30 de Agosto de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1116 vezes

Em processo relatado pelo ministro Augusto Nardes, o Tribunal de Contas da União determinou às empresas estatais da Administração Pública Federal, a substituição de forma gradativa dos terceirizados irregulares por servidores concursados.

Empresas têm seis meses para fazer um levantamento com o objetivo de identificar e regulamentar as atividades passíveis de terceirização, entre elas, está a de Informática. Também entram no processo de avaliação as áreas de conservação, limpeza, segurança, assessoramento e consultoria.

Depois do levantamento, as empresas deverão enviar ao Ministério do Planejamento um plano detalhado de substituição dos terceirizados por concursados, com cronograma e percentual de substituições previstas em cada ano. O prazo para que essa mudança seja completada é de cinco anos.

O TCU informa ainda aque cópia da decisão foi enviada aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, ao procurador-geral da República, ao Ministério Público do Trabalho, aos ministros de Estado, ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) e à Controladoria-Geral da União (CGU).

:: fonte: Convergência Digital


Tags deste artigo: furusho ti tcu terceirização

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.