Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Softwares auxiliam vigilância sanitária

6 de Dezembro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 603 vezes

A vigilância sanitária é um assunto de interesse público, cuja ação demanda grande organização. É preciso cadastrar estabelecimentos, visitá-los, apurar denúncias, enviar agentes, autuar por infrações e manter um banco de dados atualizado. O conjunto de tarefas é extenso e pede boa organização. Alguns softwares ajudam os gestores da área de saúde a melhorar o desempenho na área.

Um deles, de código aberto e de download gratuito, é o Vigilância Sanitária Online (Vsol). Desenvolvido pela OpenGov , empresa localizada em Goiânia, o programa disponibiliza uma série de formulários eletrônicos que cadastram estabelecimentos, denúncias, autos e acompanhamento de investigações.

O aplicativo também produz relatórios de atividades e permite ao comerciante solicitar seu alvará sanitário pela internet. “O contribuinte pode iniciar o processo e fazer todo o acompanhamento”, afirma Washington Kenned, diretor técnico da Opengov. “O objetivo principal do programa é reduzir o tempo gasto no registro e autorização de funcionamento dos estabelecimentos”. O Vsol está sendo implementado em Anápolis (GO) e Nerópolis (GO).

Outra possibilidade que pode ser utilizada pelos gestores é o SAI Vigilância Sanitária, elaborado pela Intercom, baseada em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. O programa também elabora cadastros, controle de pessoal e equipamentos e produz relatórios de acordo com as informações fornecidas pelo usuário. A empresa diz que seu aprendizado é fácil e traz benefícios para o poder público.

A W Ponto, de Londrina (PR), por sua vez, oferece uma solução integrada ao software do sistema de saúde. Por intermédio do programa SGS/SUS, o gestor público pode agendar visitas de agentes sanitários e produzir relatórios. Diferentemente dos outros aplicativos, no entanto, o programa faz parte de uma solução maior, voltada para toda a área de trabalho de uma Secretaria de Saúde.

Já o governo de São Paulo desenvolveu o Sivisa, que permite o gerenciamento das ações de Vigilância Sanitária nas diversas esferas do SUS. O sistema registra dados referentes à produção e qualidade dos serviços prestados pelas equipes de vigilância, tanto municipais como estaduais, além de cadastrar estabelecimentos e gerar informações. Para acessá-lo, é preciso se cadastrar no site do Centro de Vigilância Sanitária de São Paulo.

* fonte: Guia das Cidades Digitais


Tags deste artigo: santiária saúde vigilância

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.