Go to the content
or

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tux Chile

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Go back to FREE SOFTWAR...
Full screen

Netbooks serão 'palco' para o embate Google x Microsoft

July 8, 2009 0:00 , by Software Livre Brasil - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 1389 times

Agora é real. O Google está, de fato, declarando 'guerra' à rival Microsoft. A empresa lançará um sistema operacional baseado no Google Chrome. Intenção é que o sistema já esteja rodando em equipamentos como netbooks no ano que vem. Empresa não descarta entrar também no mercado de PCs, onde a MS é dominante. Ao reportar seus planos, o Google foi ferino: "Um sistema operacional tem simplesmente que funcionar".

O Google Chrome OS (operating system), anunciado por meio de blog, nesta terça-feira, 07/07, será voltado inicialmente para netbooks, computadores portáteis menores, mais baratos e com menos recursos que os laptops. Máquinas equipadas com o Google Chrome OS devem estar no mercado em meados do ano que vem. A ideia é, no futuro, usar o sistema operacional também em PCs.

"Rapidez, simplicidade e segurança são os aspectos-chave do Google Chrome OS", anunciou a empresa em seu blog oficial. Segundo o Google, o sistema operacional será uma "extensão natural" do seu navegador de internet, Chrome. O novo sistema operacional será um software de código aberto ("open source"). Para a Microsoft, a notícia vem poucos meses antes do lançamento da nova versão do seu sistema, o Windows 7.

Os autores do post, Sundar Pichai, vice-presidente de produtos do Google, e Linus Upson, diretor-engenheiro da empresa, disseram que o novo sistema foi desenhado "para ser rápido e leve, iniciar e levá-lo para a internet em questão de segundos".

"Os sistemas operacionais que os usuários têm à disposição foram desenhados em uma era em que não havia a rede", eles argumentaram, acrescentando que o Chrome OS é "nossa tentativa de repensar o conceito de sistemas operacionais".

A disputa com a MS já acontece no mercado de celulares, onde o Google está à frente do Android, um sistema também baseado no conceito open source. As repercussões do anúncio já começaram. Para Stephen Shankland, do portal CNET, o lançamento tem grandes implicações.

"Uma é mostrar quão séria é a proposta do Google de tornar a rede uma base não apenas para páginas estáticas, mas aplicativos ativos, especialmente os seus próprios, Google Docs e Gmail", afirmou. "Outra é iniciar uma nova competição com a Microsoft e, potencialmente, dar uma nova razão para autoridades de regulação da concorrência prestarem atenção aos passos do Google", completou.

A Microsoft programou o lançamento do Windows 7 para outubro, com o intuito de substituir o Windows Vista e o Windows XP. Segundo ainda a empresa de Bill Gates, a MS, atualmente, 96% dos netbooks vendidos no mundo funcionam com o Windows.

Não é a primeira vez que uma empresa declara guerra à MS. Todas as tentativas, até agora, apesar de terem arranhado a imagem da empresa de Bill Gates, não causaram grandes transtornos porque as 'rivais' sucumbiram à força do mercado.

A entrada do Google retoma um projeto de Scott McNeal, da Sun, e de Larry Ellison, da Oracle - hoje, dono da Sun- quando a Internet comercial engatinhava - o Network Computer, onde os aplicativos funcionavam em rede e o dispositivo de acesso, de uma maneira simples, funcionava como um 'terminal burro'.

A iniciativa terminou não indo à frente por uma série de motivos, entre eles, é claro, a própria reação da Microsoft. Agora é ver quem sobreviverá a esse novo embate de titãs.

*Com agências Internacionais

por Ana Paula Lobo*

* fonte: convergência Digital


Այս հոդվածի պիտակները: netbook gnu linux kernel desktop pc android chrome os google

0no comments yet

Մեկնաբանություն թողնել

The fields are mandatory.

Եթե դուք գրանցված մասնակից եք, դուք մեխանիկորեն կճանաչվեք համակարգի կողմից: