Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Linux está em um terço dos netbooks

7 de Janeiro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1708 vezes

Os números de uma empresa de pesquisa contradizem os números alegados pela Microsoft nos netbooks

Por Eric Lai

Relatórios de que o netbook com Linux está morto ou morrendo são equivocados, ao menos a nível mundial, de acordo com uma empresa de análise.

Quase um terço dos 35 milhões de netbooks que serão entregues este ano virão com alguma variante do sistema operacional livre de código aberto, disse a ABI Research. A proporção exata é de 32% para o Linux contra 68% do Windows, disse Jeff Orr, um analista da ABI, que trabalha com números aproximados de 11 milhões de netbooks com Linux neste ano.

Este número contradiz os de terceiros, alardeados pela Microsoft que mostravam que as entregas de Linux eram inferiores a 4% dos netbooks nos EUA.

"Só porque você mora nos Estados Unidos, não assuma que tudo é Windows," disse Orr.
Orr disse que o Ubuntu é uma opção popular nos netbook, embora tenha se recusado a confirmar a informação com qualquer estatística mais sólida.

Como netbooks com o processador ARM estão se tornando um fator considerável, Orr predisse que o Linux ultrapassará o Windows em netbooks lá por 2013. Isso será feito por consumidores em países menos desenvolvidos que comprarão netbooks com Linux como seu PC principal, ao invés dos consumidores norte americanos que compram netbooks como uma máquina secundária, como predomina hoje.

Enquanto os consumidores norte americanos parecem ter uma relação de amor e ódio com o Windows, consumidores não americanos têm menos experiência com ele – logo, menos fidelidade, disse Orr.

Para os netbook baseados em processadores ARM, Orr sugeriu que a Microsoft adota a mesma estratégia que adotou no ano passado para tirar do Linux as primeiras levas de netbooks desse mercado aquecido, que foi cortar o preço do Windows XP.

Isso poderia significar oferecer o Windows CE embarcado ou o Windows Mobile, que já rodam em processadores ARM, com um desconto para fabricantes de netbooks, disse ele, de forma a afastar plataformas como o Google Android, Google Chrome OS ou o Intel Moblin.

"Eles precisam ganhar um jogo recém iniciado," disse ele.
Em uma declaração, a Microsoft sustentou que “mais de 93% dos pequenos notebooks do mundo rodam Windows hoje..

"Com o recente lançamento do Windows 7, nós acreditamos que essa tendência continuará," disse a empresa. A Microsoft ofereceu o Windows CE 6.0 R3 embarcado para ARM, mas se recusou a dizer que cortaria o preço das licenças para ganhar os fabricantes.

A Microsoft também tem resistido aos pedidos de suporte para fornecedores de processadores ARM, como a Nvidia, cujos chips Tegra rodam o Windows CE do tocador Zune da Microsoft, e propôs um desenvolvimento fácil e poderoso para o Windows CE.

A ABI disse que os 35 milhões de entregas são uma reafirmação de uma previsão anterior que, em si, foi uma pequena diferença da sua previsão de Janeiro de 39 milhões de emtregas de netbooks em 2009.

"Na época pareceu uma previsão agressiva, mas aconteceu, sem duvida,” disse Orr.
A maior participação das vendas de netbooks estão na região Ásia-Pacífico, incluindo Japão, Austrália e Nova Zelândia.

O único mercado que falhou nas expectativas iniciais, disse ele, foi a China, onde netbooks sem nome e baratos (US$250), foram vendidos como previsto.

Somente 17% dos netbooks serão vendidos através de operadoras de serviços móveis (celulares) neste ano, com a grande maioria sendo vendidas por revendedores do varejo, disse Orr. Os consumidores têm sido relutantes em pagar por contratos de serviços de 3G caros, de US$60 por mês, em média, já que a maioria utiliza o netbook como máquina secundária.

"O Wi-Fi é suficientemente bom hoje," disse ele. Isso mudará, disse ele, na medida em que mais compradores adquiram netbooks como sua máquina principal.

Duas categorias que a ABI disse que estavam quase mortas e estão experimentando um resurgimento são os dispositivos móveis para internet (Mobile Internet Devices – MID), os quais, pela definição da ABI, inclui o Nokia N900 e o Nokia N810 e exclui dispositivos portáteis com mais recursos, e que tiveram apenas 30.000 entregas no mundo todo no ano passado. Isso deve crescer para 1 milhão no mundo todo neste ano, disse Orr.

Enquanto isso, os ultra-mobile PCs (UMPCs), que a ABI define como laptops pequenos e baratos rodando totalmente em Windows, também caíram e acabaram como uma categoria neste ano, com o fechamento de fornecedores como a OQO.

Os UMPCs poderiam retornar como notebooks simplificados e leves com processadores de tensão ultra baixa como o Intel CULV ou o AMD Neo, disse ele. Eles poderiam custar, idealmente, entre US$500 e US$750, e então ocupar um nicho entre os netbooks e os laptops, disse.

tradução: Paulo de Souza Lima
fonte: http://www.computerworld.com/s/article/9140343/Linux_s_share_of_netbooks...

* fonte: BrOffice.org


Tags deste artigo: linux netbook software livre odf broffice

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.