Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

EUA se preparam para testar resposta a ciberataque

28 de Setembro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 912 vezes

Os Estados Unidos estão lançando seu primeiro teste de um novo plano de resposta a uma ofensiva inimiga contra os seus sistemas de computação, o que inclui ataques a serviços vitais como energia, água e bancos.

Milhares de especialistas em segurança da computação de diversas áreas do governo e do setor privado tomarão parte do exercício Cyber Storm 3, do Departamento de Segurança Interna, que começa na terça-feira e se estenderá por três ou quatro dias.

Os objetivos são reforçar o preparo, examinar a resposta a incidentes e reforçar a troca de informações entre parceiros federais, estaduais, internacionais e do setor privado.

"O cerne do exercício é um teste de resistência --determinar a capacidade da nação para enfrentar a perda ou danos a aspectos essenciais da vida moderna", informa um comunicado do Centro de Segurança na Computação e Integração de Comunicações do Departamento de Segurança Interna, em Arlington.

A simulação testará o plano nacional de resposta a ciberataques, uma estrutura coordenada de resposta criada recentemente por instrução do presidente Barack Obama.

O plano foi projetado para ser flexível e adaptável o bastante para combinar os esforços de resposta de diversos departamentos.

Funcionários do Departamento de Segurança Interna afirmaram que depois do exercício, melhorias podem ser implementadas.

O teste envolverá 11 Estados, 12 países estrangeiros e 60 empresas privadas.

Seis departamentos em nível ministerial estão tomando parte, além do de Segurança Interna: Defesa, Comércio, Energia, Justiça, Tesouro e Transportes, bem como representantes dos serviços de inteligência e das agências policiais.

O Cyber Storm 3 acontece em meio a crescentes sinais de que códigos de computação invasivos podem em breve ocupar posição tão importante na guerra do século 21 quanto as balas e bombas.

"Existe uma probabilidade real de que, no futuro, o país seja alvo de um ataque destrutivo, e precisamos estar preparados para ele", disse o general Keith Alexander, do exército, comandante de uma nova unidade militar de guerra computadorizada, a repórteres na semana passada, em referência a ataques contra sistemas de computação.

DA REUTERS, EM ARLINGTON

* fonte: Folha


Tags deste artigo: defesa comércio usa cyber banco segurança ciberataque justiça furusho água eua energia

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.