Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

getaddrinfo: Name or service not known

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Empresários buscam negócios em TV Digital na África do Sul

21 de Setembro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1225 vezes

Uma nova missão empresarial brasileira chega nesta segunda-feira, 20/9, à África do Sul para defender o padrão nipo-brasileiro – ISDB-T – de televisão digital. A delegação é formada por oito empresários, além de um representante do Ministério das Comunicações.

A ideia é reforçar a proposta de que a indústria da África do Sul pode se desenvolver com a implantação do padrão nipo-brasileiro de TV Digital. O Brasil promete apoio técnico para formar especialistas locais, principalmente na área de software, e revigorar as empresas do país caso o ISDB-T seja adotado.

“O Ministério das Comunicações pretende fortalecer a posição do nosso sistema na região da África Austral. O Brasil busca uma reversão da decisão de alguns países da área, que aderiram ao DVB-T, o padrão europeu”, ressalta o assessor da Secretaria de Telecomunicações, Flávio Lenz, que faz parte da comitiva.

No primeiro semestre, as 15 nações integrantes da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) resolveram reabrir a discussão sobre o padrão para as transmissões em TV Digital e rever a decisão sobre qual sistema adotar. A África do Sul, por exemplo, já havia escolhido o DVB-T, mas agora estuda a possibilidade de migrar para o padrão nipo-brasileiro. A mudança é possível e já ocorreu em outros países. É o caso da Argentina, que havia escolhido o sistema norte-americano e, ao verificar que teria mais benefícios com o ISDB-T, alterou a resolução.

Na África do Sul, serão três dias de reuniões com integrantes do governo, imprensa e radiodifusores em Johannesburgo, maior cidade do país, e também na capital administrativa, Pretória. Estão previstos encontros com membros do Departamento de Comunicações da África do Sul (órgão equivalente ao Ministério das Comunicações daqui); da agência reguladora, a Icasa; além de radiodifusores, jornalistas e integrantes da Associação Nacional da Indústria de componentes eletrônicos (Namec). O governo sul-africano deverá anunciar a decisão por qual padrão ainda este ano.

* Com informações do Minicom

* fonte: Convergência Digital


Tags deste artigo: áfrica do sul ministério de comunicações dvb-t sadc tv digital furusho brasil isdb-t

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.