Aller au contenu
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Mon réseau

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Retour à FREE SOFTWAR...
Plein écran

Eleições: Ministro do TSE defende ampla liberdade à internet

septembre 14, 2009 0:00 , par Software Livre Brasil - 0Pas de commentaire | No one following this article yet.
Viewed 1457 times

 

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, comemorou as mudanças feitas pelos senadores na proposta que permite o amplo uso da internet nas eleições do próximo ano. Segundo ele, as emendas apresentadas no Senado deixaram mais claro que haverá liberdade na rede.

“O Congresso se sensibilizou com as manifestações da opinião pública no sentido em que deve haver a mais ampla liberdade para a internet. Acredito que a solução foi satisfatória nesse aspecto”, afirmou Lewandowski, que nesta sexta-feira, 11/9, participou da audiência pública sobre testes públicos nas urnas eletrônicas.

"Devemos ter a maior liberdade de expressão possível quando se trata de eleições. Espero que exista o mínimo de interferências num meio tão importante hoje como a internet", completou o ministro do TSE.

O projeto de mudanças na lei eleitoral - e que inclui dispositivos sobre o uso da internet nas campanhas - já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, mas sofreu modificações no Senado. Uma dessas mudanças, porém, foi justamente para deixar mais claro que blogs, redes sociais, etc, estão livres para se manifestarem como quiserem.

O texto base, além de quatro emendas, já foram aprovados pelo senadores, mas resta a discussão sobre 14 destaques que ainda tentam modificar o projeto. A expectativa é que o assunto seja retomado na próxima terça-feira, 14/9. Para valer nas próximas eleições, a lei deve ser aprovada e sancionada antes de 3 de outubro deste ano.

* fonte: :: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital


Les tags de cet article : tse tre eleição internet

0Pas de commentaire

Poster un commentaire

Les champs sont obligatoires.

Si vous vous êtes déjà enregistré(e) comme utilisateur, vous pouvez vous connecter pour être reconnu(e) automatiquement.