Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

getaddrinfo: Name or service not known

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Debug do kernel Linux com JTAG

2 de Outubro de 2012, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 239 vezes

Enviado por Sergio Prado (sergio·pradoΘe-labworks·com):

“Por um bom tempo, durante o desen­volvi­mento do ker­nel Linux, os desen­volve­dores sen­ti­ram falta de uma boa e menos intru­siva inter­face de debug­ging. Foi só na ver­são 2.6.26 que o kgdb foi aprovado e entrou no mainline.

A ausên­cia de um mecan­ismo de deb­bug­ing é ainda mais sen­tida quando pen­samos no desen­volvi­mento embed­ded, prin­ci­pal­mente no tra­balho de desen­volvi­mento de porte do boot­loader ou do ker­nel para out­ras platafor­mas. E é aí que entra a inter­face JTAG.

Neste artigo estudaremos o procedimento de debugging do kernel Linux através de uma interface JTAG.” [referência: sergioprado.org]




Fonte: http://br.linux.feedsportal.com/c/34277/f/623547/s/24097b44/l/0Lbr0Elinux0Borg0C20A120Cdebug0Edo0Ekernel0Elinux0Ecom0Ejtag0C/story01.htm

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.