Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Curitiba: Uberaba Digital foi apresentado hoje, dia 16, a empresários e imprensa

16 de Maio de 2011, 0:00 , por Software Livre Brasil - 33 comentários | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1278 vezes

Inspirado na proposta, presidente da Fiep propõe projeto para Curitiba Digital em um prazo de um ano; Projeto piloto no Uberaba, articulado por voluntários do núcleo local da Rede de Participação Política (RPP) e parceiros, vai levar internet gratuita para 10 mil moradores

clique para ampliar
clique para ampliar

Investimento inicial do projeto piloto, custeado pela Dipelnet, com instalação da antena e disponibilização do sinal, foi de R$ 15 mil. A manutenção da rede digital mensal vai girar em torno de R$ 2.500. A expectativa é que o valor seja mantido pelos comerciantes da região através de anúncios (Foto: Guilherme Santos)

http://www.bairrodigitaluberaba.com.br/img/foto-chamada-home.jpg

O projeto Uberaba Digital, que vai fornecer o sinal gratuito de internet aos moradores do bairro Uberaba, em Curitiba, a partir do dia 18 deste mês, foi apresentado a empresários e jornalistas durante um café da manhã realizado nesta segunda-feira (16), no Cietep.

Inspirado na proposta viabilizada por voluntários do núcleo de articulação local da Rede de Participação Política (RPP) - iniciativa apartidária da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) -, juntamente com a Associação Comercial e Industrial do Uberaba e Região (ACIUR) e outros parceiros, o presidente da Fiep, Rodrigo da Rocha Loures, lançou o desafio de transformar, em um prazo de um ano, Curitiba em uma cidade totalmente conectada. "A inclusão digital é fundamental para resolver a questão da inclusão social. O que estamos estimulando é a necessidade de proporcionar um acesso especialmente pelos jovens e estimular o desenvolvimento econômico da região. Podemos unir forças, mobilizar os empresários, e construir um plano para transformar Curitiba em uma cidade digital em um ano. Temos o desafio que é o de proporcionar uma plataforma aos estudantes e aos pequenos empresários", destaca Rocha Loures.

O deputado Fernando Francischini (PSDB) reforçou que a ideia é estudar a inclusão de emendas, que beneficie a proposta em Curitiba e Região Metropolitana, no Orçamento Geral da União do ano que vem. "É um dever do poder público (promover a inclusão digital). Hoje é muito caro a internet para as famílias de baixa renda, principalmente que ganham um salário mínimo. E hoje internet é o dia a dia, não é só acesso à rede social, mas também educação, acesso a livros, a conhecimento, tantas formas de desenvolvimento educacional. Tenho certeza que esse projeto vai se tornar piloto para toda a cidade, fazendo com que o Uberaba possa servir de referência para incluir digitalmente toda Curitiba", disse o parlamentar.

O Uberaba é o primeiro bairro de Curitiba a se enquadrar no conceito das chamadas Cidades Digitais e será lançado oficialmente para a comunidade nesta quarta-feira (18), durante a Conferência Internacional de Cidades Inovadoras - a CICI 2011. Os moradores que desejarem ter o sinal gratuito de internet em suas casas terão que efetuar um cadastro no site www.bairrodigitaluberaba.com.br. O sinal, via wi-fi, a princípio irá beneficiar os moradores nas proximidades da Faculdade Spei - Unidade Torres -, onde foi instalada uma antena de 22 metros de altura.

Na opinião da Administradora da regional do Cajuru, Maria Izabel de Paula, a Mabel, a inclusão digital pode auxiliar, inclusive, outros projetos já existentes na região. "O fornecimento de internet gratuita tem um efeito positivo nos bairros. Essa região [do Uberaba] tem um número elevado de famílias menos abastadas e iniciativas como esta estão além da possibilidade de ação isolada do poder público, mas através de parcerias isso se torna possível. A inclusão digital é irreversível e a prefeitura de Curitiba está aberta a estas parcerias, pois o nosso objetivo é atender a nossa comunidade da melhor maneira possível," ressalta.

José Juvanci, que é profissional da área de tecnologia e estrutura de redes digitais e integrante do Núcleo de Articulação da Rede, explica que o sinal banda larga poderá atingir um raio de até 5 km de distância da antena e beneficiar cerca de 10 mil pessoas.

Segundo ele, para atender toda a população do Uberaba, que hoje é cerca de 78 mil habitantes, são necessárias outras cinco torres. "Toda invenção tem inicio, meio e fim. Já a Internet ninguém sabe onde vai terminar. Daí o compromisso maior de incluir todos, mesmo que sejam incapazes economicamente. A universalização desse direito é fundamental. Esperar somente pela iniciativa do poder público é ver as desigualdades crescerem. O que se faz em dois dias, no governo leva-se 180, mesmo tendo o compromisso de cumprir com a transparência. Parabenizo a todos que participaram deste projeto. Demonstraram que é possível fazer mais, que é possível articular e realizar, que é possível uma sociedade mais justa e perfeita", frisou o voluntário da RPP.

O coordenador da Rede de Participação Política destaca a importância social da proposta, que também pode servir de exemplo e estímulo aos demais bairros de Curitiba para articularem seus próprios projetos digitais por meio de parcerias. "Todos os setores ganham com a iniciativa e os benefícios são imensuráveis. Além disso, a implantação do sinal gratuito de internet pode impulsionar melhorias na gestão pública, através dos serviços prestados, fomento ao empreendedorismo e desenvolvimento econômico e, principalmente, na área de Educação, pois as escolas atualmente demandam muito investimento para ter o acesso à web", destaca Marinho.

O investimento inicial do projeto piloto, custeado pela Dipelnet - com instalação  da antena e disponibilização do sinal -, foi de R$ 15 mil. A manutenção da rede digital mensal vai girar em torno de R$ 2.500. A expectativa é que o valor seja mantido pelos comerciantes da região do Uberaba através de anúncios publicitários no site do Uberaba Digital. "É gratificante estar participando desse grupo, com pessoas tão interessadas aqui na nossa sociedade de Curitiba. Se a sociedade observar nós estamos fazendo o caminho inverso. Ao invés de ficarmos aguardando o Estado prover esse sinal, nós estamos mostrando que com a união, interação da sociedade, dos empresários e das diversas entidades, é possível gerarmos um piloto mostrando que é possível transformar Curitiba em uma cidade digital dando acesso para milhares de pessoas. Isso vai gerar melhorias de arrecadação para o município, melhorias de acesso à informação aos estudantes e até em relação desenvolvimento do comércio local. Isso gera um avanço muito grande", comenta Valdir Ales, comerciante e voluntário do Núcleo de Articulação da Rede de Participação Política, que está na expectativa de levar a proposta para o bairro São Braz onde mora.

O Uberaba Digital faz parte das iniciativas encampadas pela Rede neste ano dentro do Movimento Cidades Digitais, proposta que será apresentada na tarde do dia 18 na CICI2011 no painel "Experiência de Sucesso de Cidades Digitais no Paraná: A Inclusão Digital na Prática". Participam do quadro Cristovon Ripol (prefeito de Pitangueiras), Alisson Ramos da Luz (secretário de Administração de Cascavel) e José Juvanci (integrante do Núcleo de Articulação de Curitiba, da Rede de Participação Política) e José Marinho, coordenador da RPP.

Em janeiro deste ano, a RPP iniciou a produção da série de reportagens Cidade Digital, com o objetivo de mostrar e valorizar as iniciativas de municípios paranaenses que estão investindo para levar à população o acesso gratuito à internet. A intenção é disseminar os exemplos para que sirvam de inspiração e estimulem outras localidades a buscarem seu próprio modelo para levar o sinal da rede mundial de computadores ao maior número de pessoas.

Para se cadastrar, clique aqui ...

* site Uberaba Digital: www.bairrodigitaluberaba.com.br

* site Rede de Participação Política: www.participacaopolitica.org.br

* fonte: Rede de Participação Política

Leia mais em:


Tags deste artigo: internet grátis curitiba rede de participação política banda larga bairro uberaba digital inclusão digital

33 comentários

Enviar um comentário
Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.