Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog
Tela cheia

Hello World

5 de Janeiro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 922 vezes

print "Hello World"

Bom, pra quem não entendeu a "piada" , o Hello World (ou "Olá Mundo") deveria ser é o primeiro programa por onde os estudantes de programação iniciam suas maluquices. Programa simples, somente para testar a linguagem imprimindo a frase "HelloWorld".

Diz a lenda: "O programador que não iniciar o aprendizado em programação pelo HelloWorld não será um bom programador". Isso não deixa de ser verdade, já que se o programador iniciante não respeitar a curva de aprendizado e não "começar pelo começo", dificilmente terá bons resultados.

Aqui temos exemplos de Hello World em diversas linguagens.

Algoritmos

"Ligar pc, pegar café, voltar, sentar-se, programar"

Se você for pegar o café, sem antes ligar o pc, quando voltar terá que esperar iniciar todo o sistema. Se você começar pelo passo sentar e programar o pc não estará ligado, você irá parecer um idiota e pior: você não terá café =). Esse passo a passo é chamado de Algoritmo.

É meio clichê dizer isso, mas o pc não pensa sozinho. Você precisa dizer exatamente o que quer e na ordem certa. Um programa de computador é a mesma coisa.

Pseudo-Código (Português Estruturado)

Um programa precisa do código fonte, a receita com o passo a passo. Para quem está começando essa receita é escrita usando o pseudo-código. Como o nome diz usa pseudo-códigos (comandos). Serve para não assustar o programador iniciante com "aquele monte de código maluco..."

escreva "Digite seu nome"

leia Nome

escreva Nome

O pseudo-código acima funciona da seguinte forma: Na primeira linha simplesmente é mostrada a mensagem ("Digite seu nome"). Na segunda linha ele irá ler Nome, "Nome" é um espaço onde ficará guardado o nome que o usuário irá digitar. Esse espaço é chamado de variável. Poderia dar Nomes diferentes (Nome_Pessoa, Nome_Usuario...). O importante é saber para que ele serve. Na terceira linha esse nome é escrito (impresso) na tela.

Com problemas pequenos é fácil mentalizar o caminho para sua solução, mas em problemas mais complexos é fundamental o desenho desses passoas e os caminhos possiveis. Para isso usamos Fluxograma.

Conclusão

Um bom livro para aprender algoritmos e a escrever os seus pseudo-códigos é o "Algoritmos - Lógica para Desenvolvimento de Programação para Computadores", da editora Érica. O livro tem uma linguagem bastante clara!

Aprenda a usar pseudo-código e fluxogramas, não é exagero dizer que, sabendo a lógica de programação e algoritmos, você conseguirá adaptar esse conhecimento a qualquer linguagem de programação.

Nada adianta sair programando, ter um monte de erros, não conseguir resolvê-los e se frustar, pondo a culpa na linguagem, na máquina... etc.

Ahh, antes que eu me esqueça, o código lá acima é um Hello World usando a linguagem Python, que é uma ótima linguagem para se começar!


Tags deste artigo: algoritmos como programar fluxograma pseudo-código hello world programação aprender aprender programar desenvolvimento

1Um comentário

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.