Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

A Canonical não acredita no Software Livre?

5 de Maio de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 642 vezes

Novo logo do Ubuntu

Precisão, confiabilidade, colaboração e liberdade. Esses são os valores fundamentais que a equipe liderada por Mark Shuttleworth acredita que devam ser refletidas pelo Ubuntu, após uma revisão da marca em 2009. Esse processo resultou em uma grande novidade: o redesign de sua identidade. O Ubuntu 10.04 Lucid Lynx, nova versão da distribuição mais popular do GNU/Linux, traz um novo logo e um novo tema, mais leve e sofisticado… sem dúvida uma grande evolução visual.

Minha empolgação poderia ir muito além disso, não fosse o relato de Dave Walker, um líder da comunidade Ubuntu que foi convidado pela Canonical para ir até seu escritório em Londres conferir o novo projeto gráfico. Em um artigo escrito para o site Linux User & Developer, Dave relatou que os designers envolvidos na nova concepção do Ubuntu utilizavam MACs e softwares proprietários na criação do projeto. Disse também que a equipe fez questão de salientar que gostariam de ter utilizado o Ubuntu e suas ferramentas no projeto, mas não tinham a familiaridade necessária para tal.

Não quero aqui fazer qualquer comparação entre plataformas, ou entre softwares como GIMP e Photoshop. Acredito que essas comparações, assim como discussões sobre produtividade realmente não vem ao caso. Quero apenas afirmar que esse projeto gráfico poderia ter sido feito no Ubuntu, utilizando ferramentas como GIMP e Inkscape, sem sombra de dúvidas. Essas ferramentas possuem pleno potencial para isso.

A Canonical, que tem a proposta de fazer um "Linux para seres humanos", deveria ter a utilização de ferramentas livres como principal proposta nesse projeto. Mesmo eu acreditando que não existam muitos designers conceituados para trabalhar com branding dentro da comunidade, a Canonical deveria ter feito o esforço de reunir uma equipe de designers que tivessem intimidade com as ferramentas livres, mesmo que fosse para trabalhar em parceria com essa outra equipe. Existem ótimos profissionais utilizando Ubuntu no trabalhando de criação!

Muita gente pode considerar que as ferramentas livres não estão devidamente preparadas para um trabalho profissional na área de design. Eu mesmo tenho muitas considerações a respeito. Porem aqueles que investem nesses produtos, tendo inclusive uma distribuição baseada em Ubuntu para produção gráfica e multimídia, tem o dever de incentivar o seu uso, até mesmo para alavancar a evolução dessas ferramentas.

Novo tema do Ubuntu 10.04

Novo tema do Ubuntu 10.04

Em contra-senso com os novos valores definidos para a marca, a Canonical demonstrou uma "precisão" errada na escolha dos profissionais, falta de "confiabilidade" no seu produto, pouca "colaboração" com a comunidade, e nenhuma "liberdade" ao utilizar softwares proprietários no projeto.

Leia mais:


Tags deste artigo: ubuntu design

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.