Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Twitter do CulturaGovBr

getaddrinfo: Name or service not known

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Comunidade do Fórum da Cultura Digital Brasileira

19 de Julho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

O Fórum  da Cultura Digital Brasileira é um espaço público e aberto voltado para a formulação e a construção democrática de uma política pública de cultura digital, integrando cidadãos e insituições governamentais, estatais, da sociedade civil e do mercado.


Juca Ferreira no FILE

31 de Julho de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

E na sexta-feira (31) de tarde, o ministro lança o Fórum da Cultura Digital e conversa com blogueiros.

Mais fotos aqui: http://www.flickr.com/photos/pontodeak/tags/file/



Já somos Trezentos! Seremos 3 mil?

30 de Julho de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Car@s,

Já somos trezentos integrantes na Rede Social da Cultura Digital. Durante um mês, a rede só esteve acessível mediante convites. A partir de hoje, no fim da tarde, a rede estará aberta a tod@s que quiserem integrá-la.

Estamos fazendo os últimos ajustes, melhorando funcionalidades, e pretendemos em breve colocar a documentação à disposição para que mais pessoas possam contribuir com a evolução desta ferramenta.

Todas as sugestões são bem-vindas. Mais que isso, são necessárias.

Um dos nossos objetivos é chegar ao fim da primeira etapa do Fórum, em novembro, com uma plataforma poderosa, capaz de satisfazer aos desejos exigentes de vocês, os construtores da cultura digital no Brasil.

Podemos rapidamente chegar a 3 mil participantes se cada um de nós se comprometer em trazer mais dez pessoas para esse debate. Vamos lá?



Fórum será oficialmente lançado nesta sexta

29 de Julho de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Car@s participantes da rede social da cultura digital,

É com muito prazer que anunciamos, após um mês de intensos testes, o lançamento oficial do Fórum da Cultura Digital Brasileira e da plataforma www.culturadigital.br.

O evento de lançamento ocorre na próxima sexta-feira, em São Paulo, durante o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, o FILE.

Como sabemos, esse é um processo político que pretende produzir, de forma colaborativa, uma política pública para o Brasil contemporâneo.

O lançamento será uma roda de conversa do Ministro da Cultura, Juca Ferreira, com blogueiros e produtores de mídias sociais. A partir das 15 horas, Juca, acompanhado do Secretário Executivo, Alfredo Manevy, do Secretário de Políticas Culturais, José Luis Herencia, e do Gerente de Cultura Digital, José Murilo Jr. debaterá a cultura digital e explicará o que o Ministério pretende com a realização desse processo.

A conversação será transmitida ao vivo no endereço http://www.culturadigital.br/aovivo.

O Fórum da Cultura Digital Brasileira é um chamamento que o Ministério da Cultura e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa estão fazendo à sociedade civil. O Fórum terá eventos presenciais e deve se encerrar em novembro, em um grande evento, com a participação aberta a cidadãos interessados em como as tecnologias podem contribuir para melhorar a nossa sociedade.

A partir desta quinta-feira, a plataforma será aberta a tod@s os usuários.

Ajudem-nos a divulgar essa ação.

Quem estiver em São Paulo, pinte por lá. E quem não estiver, participe do debate pela rede.



Lula canta Raul - cultura do remix

29 de Julho de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Fiz este pequeno manifesto em nome da cultura livre - um remix do Lula cantando Sociedade Alternativa, do Raul Seixas. Foi feito com os áudios - públicos - liberados para o programa de rádio Café com o Presidente, e com imagens do You Tube.

Virá o ECAD me procurar?

LINK: Lula canta Raul [não rolou embedar o vídeo]



Mackenzie coordena transmissão transcontinental de cinema

25 de Julho de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda
O Brasil será pioneiro na transmissão intercontinental de cinema em super alta definição. Coordenada por professores e pesquisadores da Universidade Presbiteriana Mackenzie, a transmissão do primeiro longa-metragem digital finalizado com tamanha qualidade de imagem, por redes de fotônica (fibra ótica), acontecerá no dia 30 de julho, durante a 10a edição do File – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, que será realizada entre os dias 28 de julho e 30 de agosto, no Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso.

Com resolução de 4K (o equivalente a cerca de 8 milhões de pixels), o dobro de um filme digital convencional, o longa-metragem “Enquanto a Noite não Chega”, dirigido por Beto Souza e Renato Falcão, será projetado no Brasil e transmitido em tempo real, sem nenhuma perda na qualidade da imagem, para as Universidades da Califórnia, nos Estados Unidos, e de Keio, no Japão. “É a primeira transmissão deste porte já realizada no mundo”, afirma a professora Jane de Almeida, coordenadora dos cursos de mestrado e doutorado em Educação, Arte e História da Cultura do Mackenzie, que pesquisam novas linguagens e estéticas a partir de meios de comunicação inovadores, entre eles o “cinema do futuro”.

Jane lidera os esforços brasileiros para que esta façanha tecnológica se concretize, ao lado de pesquisadores dos cursos de mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica do Mackenzie, “área à qual pertence um dos laboratórios de fotônica mais avançados do país”, diz o professor Eunézio de Souza (Thoroh), coordenador do Laboratório de Fotônica do Mackenzie, que coordena a parte física da rede KyaTera para conexão a um complexo emaranhado de redes de fibras óticas interligadas ao redor do mundo. Participam ainda do Projeto pesquisadores da USP, Unicamp, RNP (Rede Nacional de Pesquisa) e ANSP (Advanced Network of São Paulo), distribuídos em diversas áreas de atuação.
Para a professora Jane, essa experiência é mais uma mostra de que vivemos um momento especial. “Este tipo de experimento agrega um maquinário que abre a perspectiva de reproduzir e transmitir imagens jamais vistas, de lugares e objetos longínquos, uma vez que esta definição se abre para escalas cada vez mais potentes de visualizações”, explica. “A primeira viagem do homem à lua faz quarenta anos, e um aspecto especial observado por Dave Scott, o sétimo homem a pisar na lua, foi a de que, dentre todos os escritores de ficção científica, nenhum ousou sonhar que o mundo estaria vendo a chegada do homem à lua pela televisão”.

Para Thoroh, o desafio agora é massificar o acesso a esta tecnologia. “As imagens em super alta definição podem ser transmitidas ao vivo por causa das redes óticas que operam com taxas de 1 a 20 Gbps, praticamente restritas às universidades e instituições de pesquisa”, observa o pesquisador. Um exemplo destas redes no Brasil é a plataforma KyaTera da FAPESP, que se conecta ao enlace internacional da ANSP e RNP, o que permite acesso a quase todas as redes de pesquisa de altas taxas do mundo como, por exemplo, o GLIF (Global Lambda Integrated Facility). “Pode-se assim realizar experimentos de forma colaborativa com grupos participantes destas redes. Um exemplo de futura aplicação seria a captura de imagens por telescópios do Observatório Gemini, no Havaí e no Chile, que poderão ser vistas por astrônomos brasileiros em tempo real por meio de um ciberobservatório para imagens de altíssima definição”, completa.

Serviço

FILE – CINEMA DIGITAL
Local: Teatro Popular do SESI – Paulista
Endereço: Av. Paulista, 1313
Programação:
• 30/07 – 19h – Projeção de filme “Enquanto a noite não chega” de Beto Souza – filmado com câmera Red e finalizado em super alta definição. O filme será transmitido para a UCSD (EUA) e KEIO (Japão).
• 31/07 – 10h – Debate por cine-conferência com Universidade de Keio (Japão) e a Universidade da Califórnia de San Diego (EUA). Com presenças do Ministro da Cultura, Juca Ferreira, do reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Manassés Claudino Fonteles, e comunidade científica, tecnológica e cultural relacionada a cinema.


__________________________________________________
Informações para imprensa

Assessoria Instituto Presbiteriano Mackenzie
Irina Schneider
E-mail: irinas@adsbrasil.com.br
Tel: 11. 2114-8016 / 11. 8474-2424



Tags deste artigo: cultura digital