Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia
 Feed RSS

Blog

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Antonio Terceiro - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Licenciado sob GNU FDL

Não uso mais Linux, eu uso GNU (com kernel libre e libre-boot)

30 de Abril de 2016, 16:51, por Wellton Costa de Oliveira - 0sem comentários ainda

Sim, eu parei de usar Linux. Não uso mais linux desde o ano passado, agora uso GNU com kernel libre (do mascote Freedo, e não o Tux... o tux se foi pra mim, apesar de talvez nunca ter sido ideologicamente falando).
 
tá, eu explico com um parágrafo e alguns links:
 
Parágrafo: Linux e todas "distros linux" são Open Source, e não Software Livre. Na minha máquina e meu celular eu só uso Software Livre de verdade, parei até mesmo com o Debian GNU/linux (de onde saiu o OSI). Demorei apenas pra constatar o que já sabia. Hoje uso libre-boot, linux-libre e gnewsense no desktop em uma máquina x60 e outra x60s, futuramente quero comprar um T400 que é um pouco melhor e maior. Em meu smartphone (que é um i9300) uso o Replicant 4.2 como padrão e estou fazendo testes no Replicant 6.0 (ainda em desenvolvimento). A Linux foundation fez parceria com Microsoft. a Canonical (que tem sua "distro linux" Ubuntu) fez parceria com Microsoft, o DebConf (maior evento do Debian) tem como patrocinador a Microsoft. O que nos resta? Não, eu parei. Posso OpenSource no meu trabalho e até utilizar OpenSource para alguns fiz específicos, mas se me perguntarem o que cada um deve ter em sua máquina específica, vou falar "use Software Livre, não Open Source". Futuramente, a Microsoft terá tomando em suas mãos todos do Open Source... e não quero estar perto quando isso acontecer. Não, microsoft não é Software livre, e ela está longe disso.. Software Livre é ético. Microsoft pode ser Open Source, mas nunca será Software livre, nunca confunda essas duas denominações. Sou GNU (com Kernel libre)
 
 
 
 
 
 



Evento de GNU

30 de Abril de 2016, 11:54, por Wellton Costa de Oliveira - 0sem comentários ainda

Em setembro de 2013, Richard Stallman mandou o email comunicando o Sistema Operacional GNU (GNU’s not unix, Unix Livre). quase 33 anos de liberdade de software. nunca é demais lembrar.

Até proponho que todo dia 27 de setembro (ou próximo), seja comemorado o Dia do GNU, que misturaria Software livre de verdade, com linux-libre, distros livres (gnewsense, trisquel, musix, parabola…), BIOS livre com libreboot e os hardwares que são compatíveis com libreboot, tipo X60, X60s, T60, X200, T400, poderia haver venda de notebooks com 100% livre com libreboot, sendo esses citados, ou venda de placas wifi atheros (100% livre), Robótica livre e hardware livre (com genuino, banana pi), Impressoras 3D (com RepRap talvez), Software livre no smartphone (com Replicant e TALVEZ cyanogenMod ou FirefoxOS, mas por não ser 100% livre, fica estranho… melhor deixar apenas replicant), Formatos Livres (ODF), Educação pra crianças, encontro entuastas e programadores da web livre(com criptografia, chaves, mídias sociais federadas, javascript, libreJS, jquery, magento, wordpress, zope, plone, horde, roundcube, enfim… tudo de web livre), edição de vídeo, música e áudio com software livre.

Sei que já tem o Software Freedom Day, mas o dia do GNU (ou outro nome) seria uma alternativa 100% livre e muito mais voltada para a filosofia GNU. É uma ideia apenas.

http://www.aneddoticamagazine.com/gnus-30th-anniversary/



Atom Editor em 32bits

26 de Abril de 2016, 16:41, por Wellton Costa de Oliveira - 0sem comentários ainda

o Atom ( http://atom.io ) é um editor de código parecido com o Sublime Text, porém, diferentemente do Sublime, o Atom é livre, e foi feito pela galera do GitHub. o Atom, infelizmente só tem versão pra máquinas 64 bits, mas caso você também queira utilizá-lo em uma máquina 32bits, você vai ter que compilar o código.

faça o seguinte:

1) baixe o código fonte (em zip ou tar.gz) do atom aqui nesta paǵina:https://github.com/atom/atom/releases/tag/v1.8.0-beta1

2) entre no terminal como root, descompacte (se for zip, faça unziphttps://github.com/atom/atom/archive/v1.8.0-beta1.zip, caso seja tar.gz, faça tar -xzvf https://github.com/atom/atom/archive/v1.8.0-beta1.tar.gz)

3) entre na pasta descompactada ( cd atom-1.8.0-beta1/ ) e faça script/build (tem que ter o git e o build-essential instalados)

4) execute: atom-1.8.0-beta1/out/Atom\ Beta/atom

pronto =)



Uma última mensagem para meus amigos lá do facebook

21 de Abril de 2016, 23:11, por Wellton Costa de Oliveira - 0sem comentários ainda

"Amigos do Facebook,

desde dezembro de 2015 eu desativei meu facebook e reative-o agora por circunstâncias do evento FLISOL do último fim de semana ( que inclusive, gostaria de agradecer a todos que participaram =) ).

Eu gostaria apenas de dar um parecer para o motivo de eu deletá-lo para quem interessar saber. Aí vão:

ps. Tudo que vou falar abaixo faz pate de meus estudos e isso interfere na maneira como vejo o mundo tecnológico.

1) Eu participo desde 2004 do movimento Open Source (galera do "linux"), desde 2009 do movimento Software livre (galera do GNU) e desde dezembro de 2015 do movimento Web Livre, que envolve não utilização de softwares não-livres com javascript fechado (mais sobre no ótimo artigo [1]) e que envolve também a paralização gradativa de ferramentas e serviços web NÃO-LIVRES, o que inclui:

1.1) Gmail: utilizava, e ainda os uso por motivos legados, os emails wco.linux@gmail.com e professorwelltoncosta@gmail.com. atualmente eu atendo pelo email pessoal contato@wellton.com.br (que uso um software livre chamado roundcube) ou no meu email profissional wcoliveira@utfpr.edu.br (que usam um software livre chamado horde).

1.2) Dropbox e Copy: atualmente eu uso o software livre OwnCloud particular (o servidor em uma máquina na minha casa de 500GB de espaço com possibilidade de ampliar) e o OwnCloud do meu trablaho.

1.3) BlogSpot: Eu tinha um blog chamado http://welltoncosta.blogspot.com (que só tinha bobagem), hoje uso o blog do site softwarelivre.org (o meu fica em http://softwarelivre.org/wellton/blog )

1.4) Youtube: claro, claro... youtube é sensacional, todos sabemos... mas o javascript que está na página do youtube é escondido (tipo TODOS os javascripts que tem em TODAS as páginas oriundas do google, conforme já vimos em [1]). Mas não é por isso que parei de ver vídeos do youtube (pois isso seria impossível), atualmente uso os softwares livres minitube [2] e youtube-dl [3], logo, não preciso entrar na página youtube.com para acessar seus vídeos.

1.5) WhatsApp: não uso whatsapp desde o ano passado. Troquei-o pelo Telegram [4] e Actor [5] faz alguns anos (Caso queiram me encontrar, entre no telegram ou actor e procure por @wellton).

1.6) Pesquisas no Google: troquei pelo www.DuckDuckGo.com.

1.7) redes sociais como Facebook, twitter e Google+. Deletei o Twitter, o Google+ não da pra deletar sem deletar minha página no youtube (que ainda não tem alternativas livres para hospedar vídeos, quem souber de algum, me fale. estou estudando para colocar em meu servidor um site de vídeos) mas estou indo atrás. E o facebook (onde queria chegar) eu não posso deletar, mas posso desativar. Todos sabem das sacanagens que acontecem no facebook, mas devemos nos sujeitar a isso para podermos utilizá-los fingindo que nada de sacanagem acontece. Eu não quero fingir que o facebook é bonzinho e não faz nada com nossos dados. Por este motivo, estou saindo. Fico triste por meus contatos aqui, mas já pensei muito e não há o que fazer... Atualmente eu uso a rede social www.softwarelivre.org/wellton e o www.diasporabr.com.br ( https://diasporabr.com.br/u/wellton - que é uma rede federada muito parecida com facebook). Ou seja, você consegue me achar na web, só não aqui no facebook, mas não existe apenas o facebook, vocês sabem disso.

2) Facebook deixou de ser uma ferramenta legal e se transformou na "vida das pessoas" da maioria. Pessoas trocam pessoas de verdade pelo facebook. Facebook tomou conta do mundo real, agora é um mundo virtual, FAKE, um mundo que não existe e (tirando a possibilidade de divulgação de empresas, estudos e eventos) tenho muitas críticas sobre ele que não cabe aqui falar. Vou sair dele por não concordar com seu TERMO DE USO (que a maioria não lê, e se lesse todo, iriam querer sair também dele). Vou dar um exemplo: você coloca uma foto.. aí você nao quer mais foto, aí você vai lá e deleta, pergunta: será que a foto deleta mesmo? NÃO... ele nao deleta, TUDO fica pra sempre nos servidores do facebook, você simplesmente não tem mais acesso a ela. Fora que o facebook pode "vender" qualquer dado seu para terceiros que não temos a menor ideia de quem sejam e isso é aterrorizante. Isso são apenas dois exemplos... cuidado isso.

3) Eu estou estudando para terminar o doutorado o quanto antes, e para isso, preciso me desligar um pouco de redes sociais muito ativas (como o facebook). é uma decisão apenas para não ter mais tempo para estudar. Facebook meio que atrapalha um pouco, e você sabe do que eu estou falando, afinal, quanto mais estudos, mais inteligentes e mais técnicos e mais humanos nós ficamos, e por falar nisso, você não deveria estar estudando agora?

(vou deixar essa mensagem durante um tempo indeterminado mas não tão longo)

[1] http://www.gnu.org/philosophy/javascript-trap.html

[2] http://flavio.tordini.org/minitube

[3] http://youtube-dl.org/

[4] http://telegram.org

[5] http://actor.im

"



Replicant

23 de Fevereiro de 2016, 14:22, por Wellton Costa de Oliveira - 0sem comentários ainda

Replicant: Conheça o Android 100% Livre (exemplo prático no Samsung S3 i9300)




O projeto replicant.us tem o objetivo de fazer o android 100% Livre, não apenas nos aplicativos livres, mas também nos drivers… o driver que não é livre, ele não funciona, mas permitindo a possibilidade de você entender a essência de software livre e permitir a instalação de drivers para ativação dos drivers não livres.
Os passos para instalar são:



1) Você precisa ter um smartphone que suporte o Replicant, o meu por exemplo é o Samsung S3 i9300, que é um dos poucos hardwares que suportam replicant (inclusive, eu comprei este smartphone justamente para usar o Replicant). Veja neste link todos os dispositivos suportados: http://www.replicant.us/supported-devices.php




2) siga as instruções do site oficial deles para a instalação do S3 i9300:


3) Você perceberá que ao reiniciar seu celular, seu telefone, sua 3G e a camera de trás estará funcionando perfeitamente, porém a wifi, o bluetooth, GPS e a camera da frente não estarão funcionando pois os fabricantes ainda não liberaram o código para estes componentes… não há o que fazer quanto a isso.


4) Claro, caso você queira usar estes componentes que não estão funcionando, use os drivers do projeto cyanogenMod (outro projeto de android livre com alguns componentes fechados, diferente do replicant que é 100% livre). Siga este tutorial deste site e seus componentes estarão funcionando: http://blog.josefsson.org/2015/01/14/replicant-4-2-0003-on-i9300/





5) O navegador que vem com o replicant não é muito bom e todos sabem que o Google Chrome é fechado e não é tão bom para privacidade assim como todos acham. Felizmente, o google mantém o projeto Chromium que é um projeto de software livre que dá base ao google chrome, resumindo, é um google chrome livre: baixe aqui a versão do chromium para replicant via pacote apk: https://storage.googleapis.com/chromium-browser-continuous/index.html?prefix=Android/ (pegue a ultima pasta do link)

É isso, qualquer dúvida estarei aí, só comentar. Aqui em baixo tem algumas imagens do sistema depois de instalado em meu smartphone com tudo funcionando.






att.

update: aqui tem uma maneira mais fácil de colocar tudo de uma vez para o replicante via adb: http://code.paulk.fr/article16/missing-proprietary-firmwares-in-android-systems