Essa saiu no http://ibuzz.com.br, excelente leitura.

A que mais gostei e a mais dificil de se colocar em prática é a do Abílio Diniz.

1 – “Não é suficiente manter o foco no cliente. É preciso colocar-se em seu lugar. Só assim se consegue entender suas verdadeiras razões e motivos de compra, e procurar atendê-los” – ABÍLIO DINIZ (GRUPO PÃO DE AÇÚCAR), 67 anos.


2 – “O fator mais importante para o sucesso é a clareza e entendimento por todos do caminho a ser percorrido; a compreensão e o alinhamento em todas as esferas da empresa quanto ao rumo garantem o foco do negócio. Sem a definição de metas claras não teríamos chegado aonde chegamos” – EMÍLIO ODEBRECHT (GRUPO ODEBRECHT), 60 anos.

3 – “Nas sociedades, a adoção de regras claras desde o início, ainda que possam parecer chocantes, é essencial para preservar o negócio e a amizade. Como acontece no casamento, não é suficiente amar, é preciso respeito, horizontes comuns, compreensão, espírito de sacrifício e de luta” – CHIEKO AOKI (BLUE TREE HOTELS & RESORTS DO BRASIL), 57 anos.

4 – “Devemos tratar os funcionários como amigos, com simplicidade e bom humor. Muitas vezes, as melhores soluções vêm do chão da fábrica e não dos escritórios. A inteligência coletiva dos trabalhadores é poderosíssima e considero um desperdício não aproveitá-la” – PAULO BELLINI (MARCOPOLO), 78 anos.

5 – “Não há máquina, por mais moderna que seja, ou método de gestão mais eficaz do que uma equipe unida, motivada, valorizada, comprometida com metas e realizações. Quando isso acontece não há como o negócio dar errado” – JOSÉ EUGÊNIO FARINA (GRUPO TODESCHINI), 81 anos.

6 – “Clientes não buscam apenas produtos e serviços, vão atrás da realização de sonhos, e da construção de relacionamentos. Nossas lojas são lugares onde muitos desses sonhos se realizam. Nossas consultoras trabalham para que as pessoas se sintam mais bonitas, seguras e felizes. É preciso criar vínculos” – MIGUEL KRIGSNER (O BOTICÁRIO), 54 anos.

7 – “Visito, freqüentemente, todas as nossas 120 revendas. Converso com os clientes. O cliente não diz quando não gostou de um serviço, simplesmente não volta. Quem tem que ir atrás e perceber é você” – ABRAHAM KASINSKY (KASINSKI), 88 anos.

8 – “Acho que é melhor aproximadamente agora do que exatamente nunca. Não há o tempo certo para empreender nem para crescer. Quem espera permanentemente pelo melhor momento jamais vai empreender” – ALEKSANDAR MANDIC (MANDIC: mail), 52 anos.

9 – “O cliente é especialista em detectar vantagens. Se você oferecer um produto de qualidade, um bom ambiente e um atendimento competente, sem cobrar a mais por isso, terá um negócio vencedor” – ALBERTO SARAIVA (HABIB´S), 53 anos.

10 – “Sem obstinação não se vai a lugar nenhum. O verdadeiro empreendedor é aquele que sempre consegue enxergar oportunidades em meio às dificuldades. É o melhor momento para nos reinventarmos” – SÔNIA REGINA DE SOUZA (DUDALINA), 50 anos.