Camicri Cube: Uma ótima ferramenta para gerenciamento Offline/Online de Backup de pacotes

April 15, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Está difícil manter seu Ubuntu atualizado com sua conexão lenta (ou a falta dela)? Use o Camicri Cube e resolva seu problema.
cube

Camicri Cube é um gerenciador de pacotes portátil (como o Synaptic e Ubuntu Software Center, mas portátil), desenvolvido por Jake Capangpangan. Ele pode ser utilizado e executado em qualquer plataforma (Windows, distribuições Linux baseadas em Apt), on-line e off-line, em flashdrive ou quaisquer dispositivos removíveis, sem precisar instalar nada. Basicamente, este aplicativo permite que você baixe pacotes de repositórios e salve-os para instalar mais tarde, quando você estiver offline (sem qualquer conexão à Internet). Com ele, você pode baixar aplicativos Linux em qualquer computador com uma conexão à Internet, e depois instalar eles de volta em seu computador original. Ele foi desenvolvido na esperança de ajudar a comunidade de usuários Linux que tem conexão lenta ou vive offline e com isso, tornar mais fácil a tarefa de baixar e instalar aplicações Linux.

Camicri Cube é escrito em linguagem C#, que usa o Microsoft .net framework e licenciada sob GPL-v2. Ele usa aceleradores de download de terceiros (Aria2 e Axel) que tem uma característica multi-segmento/multi-conexão para acelerar o download de pacotes e repositórios. Reinicio de download também é suportado pelos dois aceleradores.

Conheça melhor o Camicri Cube

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Instalando o Camicri Cube no Ubuntu e derivados

Para instalar o Camicri Cube no Ubuntu e derivados a partir de um repositório, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Verifique se o seu sistema é de 32-bits ou 64-bits, para isso, abras as “Configurações do Sistema” e clique em “Detalhes”. Ou se preferir, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32-bits, use o comando abaixo para baixar o programa:

wget -O cube32.zip https://launchpad.net/camicricube/beta/1.0.9/+download/cube-1.0.9_32bit.zip

Passo 4. Mas se seu sistema for de 64-bits, use esse comando para baixar o programa:

wget -O cube64.zip https://launchpad.net/camicricube/beta/1.0.9/+download/cube-1.0.9_64bit.zip

Passo 5. Descompacte o arquivo baixado com o comando:

unzip cube*.zip

Passo 6. Vá para a pasta criada;

cd cube

Passo 7. Torne o arquivo executável com o comando abaixo;

chmod +x cube-linux

Passo 8. Agora execute o programa;

./cube-linux

Via NoobsLab

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Lançada nova versão do player YaRock com pesquisa de stream de rádios de Internet

April 15, 2014, by Unknown - 0no comments yet

YaRock, um poderoso player de música baseado em Qt4, foi atualizado recentemente trazendo uma funcionalidade para busca de stream de rádios de Internet, juntamente com algumas outras melhorias interessantes.
player yarock

YaRock permite que você navegue pela sua coleção de música local com base na arte da capa, mas, obviamente, ele também permite que você facilmente pesquise e filtre sua coleção de música, proporcionando vários pontos de vista, como artistas, álbuns, faixas, gênero, anos e etc. Ele inclui também recursos como: banco de dados de coleção de música (usando SQLite 3), suporte a listas de reprodução, reprodução de stream de rádio, suporta Mp3Gain tag para normalização de volume, Last.fm scrobbler, linha de comando e interfaces de Mpris, listas de reprodução inteligentes, favoritos, download automático de arte da capa e muito mais.

Conheça melhor o player YaRock

Para saber mais sobre o programa e essa atualização, clique nesse link.

Instalando o player YaRock no Ubuntu e derivados

Para instalar o player YaRock no Ubuntu e derivados a partir de um repositório, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione esses repositórios com os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:samrog131/ppa

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install yarock

Se você não deseja adicionar o repositório, você pode baixar o arquivo DEB do YaRock a partir desse link e instalar ele manualmente.

Depois de instalado, você pode executar o programa clicando no Dash e digitando: yarock

Via WebUpd8

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Ambientes de trabalho dos leitores #149

April 14, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Leitores 149

Neste 149º artigo da Série de Ambientes de Trabalho dos Leitores do Ubuntued apresentamos-lhe 14 ambientes de trabalho submetidos pelos utilizadores do Fórum do Ubuntued.

Neste conjunto de visuais você poderá encontrar várias ideias de personalização diferentes. Os temas são muito diversificados, aliás, poderá encontrar ambientes claros e completamente escuros. Temas, ícones, conkys, docks, são alguns dos aspetos de personalização que poderá encontrar.

Como funciona esta série?

Esta série só existe porque os leitores do Ubuntued participam de forma ativa para a manter ao mais alto nível! Por esse simples motivo a sua participação é muito importante! Como você pode participar? Muito simples, visite esta página que disponibiliza uma aplicação (ver imagem abaixo) para agilizar o processo de partilha! E depois partilhe o seu visual aqui:

Fórum do Ubuntued: Mostre o seu Desktop!

Ubuntued-Deskmod

Como está feito este artigo?

Como é já comum nos outros artigos desta série, cada visual apresentado neste artigo é da responsabilidade do seu Autor. Quer isto dizer que, se tem alguma questão sobre esse visual, o melhor será você questionar diretamente o Autor ou então em resposta ao post que foi originalmente apresentado por esse Autor.

Para esse efeito, em cada um dos visuais apresentados neste artigo, você tem a oportunidade de ver a descrição redigida pelos Autores, o link para o local original desse ambiente (que você pode e deve aceder para questionar algo), link direto para a página do utilizador para o questionar diretamente. Relativamente às imagens tridimensionais apresentadas em algumas das participações, se você quiser ver com melhor definição os screenshots originais deverá visitar o link do local original, intitulado: “Página deste ambiente“.

Oriental

width=width=
 

Ubuntu Black

width=
 

My Sunset 2

width=
 

Ginger

width=width=
width=width=
 

Gobang

  • Página do Ambiente de Trabalho
  • Autor: portaro
  • Sistema Operativo: Gobang
  • Tema: Buonanotte
  • Gestor de janelas: Openbox
  • Ícones: AnyClorYouLike
  • Wallpaper: portaro.deviantart.com/art/Bettywall-445992663
  • Outros:
    • Tint2
    • Gnome pie
    • conky

width=width=
 

THE LINUX FORCE

  • Página do Ambiente de Trabalho
  • Autor: adilsonjunior89
  • Sistema Operativo: Elementary 0.2 Luna
  • Tema: Chamapgne
  • Ambiente Gráfico: Pantheon
  • Ícones: NITRUX
  • Outros:
    • Ficheiro “.conkyrc”:
      Spoiler:
      Código: Selecionar todos
      alignment top_middle
      background no
      border_margin 5
      border_width 5
      default_color d7d7d7  #413536 # grey 5f5f5f 3F3F3F 183149 3B3B3B 26211F
      double_buffer yes
      draw_borders no
      draw_outline no
      draw_shades no
      gap_x 0
      gap_y 75
      maximum_width 1000
      minimum_size 175
      no_buffers yes
      override_utf8_locale yes
      own_window yes
      own_window_title conky
      own_window_hints undecorated,below,sticky,skip_taskbar,skip_pager
      own_window_transparent yes
      own_window_type normal    ## normal /override /desktop
      text_buffer_size 8000
      total_run_times 0
      update_interval 1
      uppercase no
      use_xft yes
      xftalpha 1
      xftfont Freesans:pixelsize=9

      #            fonts
      #   Blue Highway
      #   Zegoe Light - U
      #   Zekton
      #   Calibri
      #   Engebrechtre
      #   Opeln2001
      #   Pricedown

      TEXT
      ${color black}
      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=15}${alignc}${time [ %A, %H:%M:%S ]}${font}

      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=65}${alignc}${time %d %B, %Y}${font}

      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=12}${alignc}[ CPU: ${cpu cpu0}% | RAM: ${mem} ]
      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=12}${alignc}[ Upload: ${upspeed eth0}| Download: ${downspeed eth0} ]

width=width=
 

Arch Linux Iris

  • Página do Ambiente de Trabalho
  • Autor: otaku
  • Sistema Operativo: Arch Linux
  • Ambiente Gráfico: XFCE
  • Tema: Iris
  • Ícones: Numix Circle
  • Wallpaper: 60pXo5a.jpg
  • Outros: Docky, Conky Manager

width=
 

Waiting For Isis…

width=width=
 

Ubuntu 14.04 (Trusty Tahr)

width=
 

eOS XP

width=
 

Elegantemente verde

width=width=
 

Ubuntu 13.10

width=
 

Ubuntu Gnome 13.10

width=
 

Ubuntu 14.04 LTS

width=width=
width=width=
 

Deixe um comentario

Nome (necessario) E-Mail (necessario) Website

This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Instale o FlatWoken icons no Ubuntu e derivados

April 14, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Quer dar uma renovada no visual do seu desktop, pelo menos nos ícones dele? Então instale FlatWoken icons.
FlatWoken icons

FlatWoken icons é um conjunto de ícones desenvolvido por Alessandro Roncone. Ele possui basicamente design plano com cantos arredondados e usa uma abordagem minimalista. O pacote é divididos em dois diferentes conjuntos de ícones: FlatWoken e FlatWokenMin (que é uma reinterpretação mais minimalista de seu irmão maior FlatWoken). O Projeto FlatWoken está em seus estágios iniciais. Muitos ícones ainda estão sendo projetados, e o projeto está aberto a colaboradores externos, bem como apresentações individuais independentes.

Conheça melhor o FlatWoken icons

Para saber mais sobre o FlatWoken icons, clique nesse link.

Instalando o FlatWoken icons no Ubuntu e derivados

Para instalar o FlatWoken icons no Ubuntu e derivados a partir de um repositório, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione esses repositórios com os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/icons

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install flatwoken-icons

Depois de instalado, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-Tweak-Tool ou Ubuntu-Tweak para mudar ícones.

Via NoobsLab

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Trabalhando com planilhas: Conheça algumas alternativas ao MS Excel no Linux

April 14, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Trabalhar com planilhas é algo muito comum no dia a dia e isso não é diferente para um usuário do Linux. Se você é um desses usuários, conheça algumas opções que podem lhe ajudar nessa tarefa.
Libreoffice-excel

A pouco tempo, compatibilidade com pacotes de aplicativos de escritório era algo complicado no Linux. Mas com os mais recentes pacotes “office” disponíveis, isso já não é mais um grande problema, pois a diversidades de opções é muito boa, principalmente em se tratando dos editores de planilhas.

As aplicações listadas a seguir, tentam imitar o comportamento do MS Excel, e por isso, mudar para um deles deve ser bastante simples. Neles, a exportação e importação de e para o MS Excel formato funciona bem, e não há muitos problemas de compatibilidade. No entanto, vale observar que esses programas usam o formato OpenDocument Spreadsheet (ODS) como o formato nativo padrão e, embora embora não seja o recomendado, alguns deles podem ser configurados para utilizar o formato do Excel como padrão, se isso for necessário.

LibreOffice Calc

Este é o aplicativo de planilha, que vem com o poderoso LibreOffice suite. Aparentemente, ele é o aplicativo de planilha eletrônica para Linux mais poderoso e rico em recursos. Ele possui suporte para fórmulas, gráficos, formatação de textos e células, inserção de imagens, macros, exportação e importação de arquivos do MS Excel. O programa salva em formato OpenDocument Spreadsheet (ODS), tem uma função de exportação de PDF e opções de configuração poderosas.

Conheça melhor o LibreOffice Calc

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.
calc

Calligra Sheets

Sheets está incluído na suíte de escritório KDE, Calligra. O programa é uma ferramenta de cálculo e planilha com recursos completos, incluindo suporte para funções, gráficos, texto e formatação de células. Ele também se beneficia da mesma tecnologia de todos os outros produtos Calligra, o que significa que você pode fazer muito mais que uma simples planilha.

Conheça melhor o Calligra Sheets

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.
sheets

Gnumeric

Gnumeric é o aplicativo de planilha do ambiente GNOME. Com muitos recursos, ele oferece uma interface consistente, com destaque para a letra da coluna e o número da linha, suporte para gráficos, inserção de imagens e um sistema de ajuda muito abrangente com exemplos sobre como realizar várias tarefas. Ele é uma boa alternativa para o MS Excel, principalmente se você já está acostumado com ele, mas também é uma ótima ferramenta para começar a aprender a criar e trabalhar com planilhas. Contudo, embora possa salvar arquivos no formato OpenDocument Spreadsheet (ODS), ele não parece ser capaz de importar gráficos a partir de arquivos criados com outros aplicativos de planilha (por exemplo Calligra Sheets).

Conheça melhor o Gnumeric

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.
gnumeric

Google Drive Spreadsheet

Google Drive Spreadsheet é na verdade um serviço/aplicativo de nuvem fornecido pelo Google, que você pode acessar a partir de seu navegador se você tiver uma conta do Google (que oferece 15 GB de armazenamento gratuito compartilhado entre todos os seus serviços, incluindo o Gmail, fotos ou Blogger). O programa salva as alterações instantaneamente, pode exportar seus documentos como OpenDocument ou MS Excel, tem suporte para gráficos, fórmulas e muitas outras ferramentas. Ele salva os arquivos automaticamente no servidor de nuvem, ou seja, você pode acessá-los de qualquer lugar (desde que você tenha uma conexão de Internet), sem precisar instalar nada.

Conheça melhor o Google Drive Spreadsheet

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.
google_drive

Kingsoft Spreadsheet

Embora não seja um software livre e ainda não tenha uma tradução para o português, quem está muito acostumado ao Microsoft Excel irá gostar de usar o Kingsoft Spreadsheet no Linux, pois ele tem praticamente o mesmo padrão de interface do programa da Microsoft, além de permitir visualizar e editar planilhas Linux. A versão personal da suíte é totalmente gratuita e oferece a maioria dos recursos e funcionalidades que você pode precisar para manipular planilhas, como no Microsoft Excel.

Conheça melhor o Kingsoft Spreadsheet

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Via TuxArena

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Gerenciamento de tarefas: Instale Todo Indicator, um Ubuntu AppIndicator para todo.txt

April 14, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Quer gerenciar suas tarefas de um jeito simples? Experimente usar o Todo Indicator, um Ubuntu AppIndicator para todo.txt.
todo-indicator-ubuntu

Todo Indicator é uma AppIndicator simples que lhe permite aproveitar o poder e a simplicidade do Todo.txt. Ele exibe a lista de tarefas do arquivo Todo.txt e permite marcar tarefas como “pronto”, diretamente a partir do indicador.

Para quem não conhece, Todo.txt é um popular formato minimalista de lista de tarefas em que, como você já deve ter adivinhado, os dados são armazenados em um arquivo de texto simples. Além do Todo Indicator, há uma enorme lista de aplicativos clientes para o serviço, incluindo Todo.txt para iOS, Android e tem até mesmo uma opção para a linha de comando.

O Todo Indicator não vem com um editor agradável para as suas tarefas ou qualquer coisa assim. Ao clicar na opção editar no menu indicador, o arquivo Todo.txt é aberto no editor de texto padrão, para que você possa modificá-lo. Depois de alterar e salvar o arquivo, as tarefas de seu arquivo Todo.txt aparecem automaticamente no Todo AppIndicator.

Também não há nenhuma interface gráfica para configurar o aplicativo, mas se você quiser usar um editor de texto personalizado com Indicador Todo, você abre “Aplicações de inicialização”, procure por “Todo Indicator”, clique em “Editar” e acrescentar “-e texteditor” onde “texteditor é o editor de texto que deseja usar) depois de “/usr/bin/todo-indicator”.

Conheça melhor o Todo Indicator e Todo.txt

Para saber mais sobre o Todo Indicator, clique nesse link.
Para saber mais sobre o Todo.txt, clique nesse link.

Instalando o Todo Indicator no Ubuntu e derivados

Se você não deseja adicionar o repositório a seguir (e nesse caso, você não terá direito a atualizações automáticas do programa), você pode baixar o DEB a partir desse link e instalá-lo manualmente.

Para instalar o Todo Indicator no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione esses repositórios com os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install todo-indicator

Passo 5. Você não vai encontrar o Todo Indicator no Dash ou em um Menu. Em vez disso, depois que você instalar ele, sair da sessão atual e voltar a entrar. Com isso, Todo Indicator deverá iniciar automaticamente. Mais se você quiser evitar sair depois de instalar o Todo indicador, pressione ALT + F2 e digite:

todo-indicator todo.txt

Passo 6. Por padrão, o Todo Indicator armazena seu arquivo Todo.txt na sua pasta pessoal. Se você quiser colocá-lo em outro lugar, como por exemplo, na sua pasta Dropbox, execute “Startup Applications” (aplicativos de inicialização) e nele , procure por “Todo Indicator”, clique em “Editar” e adicione o caminho para onde você quer que o Todo.txt seja salvo, como no comando a seguir:

/usr/bin/todo-indicator /path/to/todo.txt

Passo 7. Por exemplo, se você deseja que o arquivo Todo.txt seja armazenado em sua pasta Dropbox, você tem que mudar a opção “Command” (comando) para que ele se parece com isso:

/usr/bin/todo-indicator /home/edivaldo/Dropbox/todo.txt

No exemplo “edivaldo” é meu nome de usuário, por isso você deve mudá-lo para o seu, pois infelizmente, usar caminhos relativos não funcionam com itens de inicialização automática e por conta disso, não dá para usar ~/Dropbox.

Via WebUpd8

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Resumo semanal – 07/04/2014 a 13/04/2014

April 13, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Mas uma semana se passou e se você perdeu alguma postagem ou simplesmente ainda não viu tudo o que foi postado, não se preocupe, leia o resumo semanal e se atualize.
image


Resumo semanal do Blog do Edivaldo de 07/04/2014 a 13/04/2014

07/04/2014

08/04/2014

09/04/2014

10/04/2014

11/04/2014


Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Mude o visual: Instale Numix Icon Packs in Ubuntu

April 11, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Que dar aquela mudada no visual dos ícones de seu desktop? Então experimente instalar Numix Icon Packs no Ubuntu e derivados.
numix-circle-1

Projeto Numix é conhecido criar temas e ícones de alta qualidade para desktop Linux GTK. Este pacote Numix conter duas variantes ícone temáticos: Numix Main e Numix circle. Cada variante contém cerca de 700 + ícones, todos eles estão em desenvolvimento e criadores liberam uma versão de atualização semanal, com novos ícones, o que significa que você pode sugerir ícones para os criadores. Todos os ícones variantes contém pastas ícones, ícones de configurações do sistema, ícones do indicador, ícones simbólicos, e muito mais.

Conheça melhor o Numix Icon Packs

Para saber mais sobre o pacote, clique nesse link.

Instalando o Numix Icon Packs no Ubuntu e derivados

Para instalar o Numix Icon Packs no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione esses repositórios com os seguintes comandos:

 sudo apt-add-repository ppa:numix/ppa

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

 sudo apt-get install numix-icon-theme numix-icon-theme-circle

Depois de instalado, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-Tweak-Tool ou Ubuntu-Tweak para mudar ícones.
numix-circle-2
Via NoobsLab

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Visualização e edição de imagens: Instale o Nomacs Image no Ubuntu e derivados

April 11, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Se você procurava um visualizador de imagens para seu Ubuntu, experimente instalar o Nomacs Image.
nomacs-1

Nomacs Image é um visualizador de imagens livre sob a licença GPLv3, multiplataforma e com uma grande quantidade de recursos. O programa tem versões para Linux, Windows e Mac. Ele é leve, prático, rápido e tem habilidade para lidar com a maioria dos formatos comuns que também inclui imagens RAW. Especialmente ele oferece sincronização com vários usuários no mesmo computador ou em diferentes computadores através de LAN, o que torna a aplicação única.

Os formatos suportados são: PNG, JPG, JPEG, TIF, BMP, PPM, ARW, PSD, DNG, TGA, ICO, CRW, MPO, GIF, XPM, XBM, PBM, PGM, NEF, CRW, ARW, CR2 e nomacs Também pode exibir as informações EXIF ​​para cada imagem, onde existe a metadados.

Conheça melhor o Nomacs Image

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Instalando o Nomacs Image no Ubuntu e derivados

Para instalar o Nomacs Image no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione esses repositórios com os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:nomacs/stable

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install nomacs

Depois de instalado, o programa pode se executando a partir do Dash, digitando: nomacs

Via NoobsLab

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Anotações em dia: Instale Everpad, um cliente Evernote para Linux

April 10, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Se você usa o Evernote para fazer anotações, instale o Everpad no Ubuntu e mantenha suas anotações em dia
cliente Evernote para Linux

Everpad é um cliente de código aberto para a fantástica ferramenta de anotações Evernote. O melhor é que ela se integra muito bem com o Unity, o ambiente gráfico padrão do Ubuntu. O suporte a Unity Lens, permite pesquisar através de seus Evernotes, em seguida, clicar neles para abri-los para edição adicional. No indicador de aplicativo você pode criar e gerenciar todos os seus Evernotes a partir de um único lugar.

Conheça melhor o Everpad, um cliente Evernote para Linux

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Instalando o Everpad, um cliente Evernote para Linux, no Ubuntu e derivados

Para instalar o Everpad no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione esses repositórios com os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:nvbn-rm/ppa

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install everpad

Depois de instalado, o programa pode ser executando a partir do Dash, digitando: everpad
Você verá então o indicador de aplicativo aparecer no seu painel. Uma vez que isso acontecer, clique sobre ele e selecione “Settings & Management” (Configurações e Gerenciamento) e depois “Authorise” (Autorizar) para configurar o Everpad com a sua conta Evernote.
cliente Evernote para Linux
Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.