Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Minha rede

 Voltar a planetas
Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Planeta do Ubuntu Brasil

10 de Fevereiro de 2010, 22:00 , por Desconhecido - | No one following this article yet.

Como instalar o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu 14.04

15 de Setembro de 2015, 9:45, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda
15/09/2015EdivaldoLinuxmintOpen SourceSoftware livreUbuntu

Se você gostou do ambiente gráfico da distribuição Bodhi Linux e quer experimentá-lo, veja como instalar o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu 14.04 e seus derivados.
Moksha Desktop no Ubuntu
Recentemente, a equipe do Bodhi Linux lançou a nova versão 3.1.0, versão esta que entre outras inovações, traz o novo ambiente de desktop padrão Moksha.
ambiente Moksha Desktop no Ubuntu
Fork do ambiente E17, Moksha Desktop oferece a experiência de usuário do Enlightenment E17, com algumas otimizações que afetam a estabilidade, bem como um melhor suporte para GTK+3.

A boa noticia para os usuários do Ubuntu é que é possível testar ou instalar facilmente o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu 14.04 e derivados, devido aos repositórios oficiais do Bodhi Linux. Se você quiser fazer isso, instale o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu, seguindo os passos do procedimento abaixo.

Infelizmente, a instalação ainda não é compatível com o Ubuntu 15.04.

Outros assuntos

Conheça melhor o ambiente Moksha Desktop

Para saber mais sobre o ambiente Moksha Desktop, clique nesse link.

Como instalar o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

echo "deb http://packages.bodhilinux.com/bodhi trusty main" | sudo tee -a /etc/apt/sources.list

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install moksha packagekit bodhi-desktop-e17

Saia da sessão atual e quando aparecer a tela de login, escolha o novo ambiente. Entre com seu usuário e senha e depois comece a experimentar o ambiente.

Desinstalando o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o ambiente Moksha Desktop no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove moksha packagekit bodhi-desktop-e17
sudo apt-get autoremove

Conheça melhor essa série


Via lffl linux freedom

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Como instalar o Ajenti no Ubuntu, Debian e derivados

15 de Setembro de 2015, 9:06, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda
15/09/2015EdivaldoDebianLinuxmintOpen SourceSoftware livreUbuntu

Quer administrar seu sistema remotamente usando apenas um navegador? Fácil, use o Ajenti. Saiba mais um pouco sobre ele e veja como instalar o Ajenti no Ubuntu, Debian e derivados.
Ajenti no Ubuntu, Debian e derivados
Semelhante ao Webmin, Ajenti é uma ferramenta simples de código aberto com um painel de administração baseado na web (basta um navegador para acessá-lo), e que serve para gerenciar servidores Ubuntu, Debian e derivados

Ajenti inclui dezenas de plugins pré-fabricados que permitem configurar o seu sistema operacional e o software do servidor. A lista de software suportado inclui Apache, Cron, CTDB, NFSD, Iptables, Munin, MySQL, Netatalk, NGINX, PostgreSQL, Samba, lm-sensors, Squid 3, Supervisor.

O programa tem uma interface rápida e ágil, baixo consumo de memória e ferramentas úteis, como gerenciador de arquivos, terminal e editor de código – tudo que é preciso para satisfazer as necessidades de um administrador de sistemas.

Ajenti no Ubuntu
Ajenti no Ubuntu
Ajenti no Ubuntu

Outros assuntos

Conheça melhor o Ajenti

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o Ajenti no Ubuntu, Debian e derivados

Para instalar o Ajenti no Ubuntu, Debian e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se você estiver usando o Ubuntu ou um derivado dele, adicione o repositório do aplicativo com o seguinte comando:

echo "deb http://repo.ajenti.org/ng/debian main main ubuntu" | sudo tee -a /etc/apt/sources.list

Passo 3. Se você estiver usando o Debian ou um derivado dele, adicione o repositório do aplicativo com o seguinte comando:

echo "deb http://repo.ajenti.org/debian main main debian" >> /etc/apt/sources.list

Passo 4. Instale a chave do repositório com este comando;

wget http://repo.ajenti.org/debian/key -O- | sudo apt-key add -

Passo 5. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 6. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install ajenti

Passo 7. Se for necessário, inicie o serviço com este comando:

sudo service ajenti restart

Depois de instalar você precisa ir para o web browser e acessar o endereço http://ip_do_servidor:8000 (substitua “ip_do_servidor” pelo endereço IP do computador onde foi instalado o Ajenti). Efetue login com o usuário e senha admin/admin, mude a senha imediatamente e então comece a configurar e instalar plugins.
Ajenti no Ubuntu
Ajenti no Ubuntu

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados

15 de Setembro de 2015, 8:13, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda

Se você precisa administrar um servidor Linux sem ter que ficar modificando arquivos de configuração e a partir de qualquer PC da rede, uma boa opção é usar o Webmin. Se esse é o seu caso, veja aqui como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados.
webmin no ubuntu debian
Webmin é uma interface baseada na web para a administração do sistema para Unix. Usando qualquer navegador web moderno, você pode configurar contas de usuário, Apache, DNS, compartilhamento de arquivos e muito mais.
O Webmin remove a necessidade de editar manualmente os arquivos de configuração de sistemas Unix como o /etc/passwd, e permite que você gerencie um sistema partir do console ou remotamente.

Outros assuntos

Conheça melhor o Webmin

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Instalando o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados

Para instalar o Webmin no Ubuntu Server, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do aplicativo com os seguintes comandos::

echo "deb http://download.webmin.com/download/repository sarge contrib" | sudo tee -a /etc/apt/sources.list
echo "deb http://webmin.mirror.somersettechsolutions.co.uk/repository sarge contrib" | sudo tee -a /etc/apt/sources.list

Passo 3. A seguir, baixe a chave GPG com o comando abaixo;

wget http://www.webmin.com/jcameron-key.asc

Passo 4. Agora instale a chave GPG com o comando abaixo;

sudo apt-key add jcameron-key.asc

Passo 5. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 6. Com tudo pronto, instale o programa com o comando:

sudo apt-get install webmin

Acessando o Webmin

Para acessar o Webmin você precisa digitar no navegador o endereço: https://ip-do-servidor:10000 (lembre-se de alterar ip-do-servidor para o endereço IP do computador onde o Webmin foi instalado. Se voc~e estiver acessando o Webmin na mesma máquina ele está instalado, basta usar o endereço https://localhost:10000/.
Webmin no Ubuntu

Instalando o Webmin em outras distribuições

Quem estiver usando outra distribuição, pode dar uma olhada no site do desenvolvedor do aplicativo acessando esse link. Lá tem as instruções, e possivelmente, um pacote para instalar ele em outras distribuições Linux. Apesar de estar em inglês, as instruções são bem simples. Se quiser pode tentar uma versão traduzida pelo Google Translator clicando aqui. Caso existam comandos a serem executados nas instruções, lembre-se que eles não devem ser traduzidos.

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Como criar um Hotspot Wi-Fi para celulares Android e Windows no Ubuntu

14 de Setembro de 2015, 8:44, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda
14/09/2015EdivaldoLinuxmintOpen SourceSoftware livreUbuntu

Se você está compartilhando uma conexão de Internet com fio, através de um computador com Ubuntu, e alguns aparelhos com Android e celulares com Windows, não estão conseguindo se conectar, veja aqui como criar um Hotspot Wi-Fi e resolver isso.
criar um Hotspot Wi-Fi
Quem tem uma única conexão de Internet com fio, pode facilmente configurar uma rede sem fio ad-hoc com o Ubuntu e compartilhar essa conexão entre vários dispositivos. Com isso, você pode criar um hotspot Wi-Fi, o que permite que um computador possa servir como um roteador Wi-Fi gratuito.

Infelizmente, ao criar um Hotspot Wi-Fi a rede criada usa ad-hoc e alguns dispositivos, incluindo aparelhos com Android e celulares com Windows, podem não suportar redes sem fio ad-hoc.

Mas existe um programa que pode resolver isso: Ap-hotspot. Ele é um projeto de código aberto que automaticamente cria uma infra estrutura (modo de ponto de acesso) hotspot wireless no Ubuntu, que deve funcionar para aparelhos com Android e celulares com Windows.

Outros assuntos

No Post found.

Conheça melhor o Ap-hotspot

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link

Como criar um Hotspot Wi-Fi portátil para celulares Android e Windows no Ubuntu, usando o Ap-hotspot

Para criar um Hotspot Wi-Fi portátil para celulares Android e Windows no Ubuntu, usando o Ap-hotspot, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ap-hotspot.deb:

wget https://launchpadlibrarian.net/168519798/ap-hotspot_0.3.1-1%7Ewebupd8%7E0_all.deb -O ap-hotspot.deb

Passo 3. Agora instale o programa com o comando (se ocorrer um erro, ignore e vá para o próximo passo);

sudo dpkg -i ap-hotspot.deb

Passo 4. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Passo 5. Depois de instalado, execute o comando abaixo para configurar seu ponto de acesso Wi-Fi:

sudo ap-hotspot configure

Passo 6. Ele irá detectar as interfaces com fio e sem fio e lhe pedirá para confirmar se as informações estão corretas. Em seguida, será solicitado que você digite um nome de ponto de acesso wi-fi e configure uma senha.ap
Passo 7. Finalmente, inicie o hotspot wireless com o comando:

sudo ap-hotspot start

Passo 8. Quando precisar parar o hotspot wireless, execute este comando no terminal do Ubuntu:

sudo ap-hotspot stop

Pronto! Desde que a placa de rede Wi-Fi de seu computador seja compatível com o software, o que você saberá na hora da configuração, em pouco tempo será possível se conectar ao hotspot Wi-Fi através de aparelhos com Android e celulares com Windows.

Desinstalando o Ap-hotspot no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Ap-hotspot no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove ap-hotspot
sudo apt-get autoremove

Via UbuntuHandbook

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Como instalar o editor de vídeo LiVEs no Ubuntu

14 de Setembro de 2015, 8:10, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda
14/09/2015EdivaldoLinuxmintOpen SourceSoftware livreUbuntu

Foi lançada mais uma versão do editor de vídeo LiVEs. Se você quiser experimentar essa versão, veja aqui como instalar o editor de vídeo LiVEs no Ubuntu.
editor de vídeo LiVEs no Ubuntu
O editor de vídeo LiVEs é um software livre e também uma ferramenta para VJ escrita em C, Perl e Python. LiVES é projetado para ser simples de usar, mas poderoso, pois ele é pequeno no tamanho, mas tem muitas características avançadas.

Ele permite ao usuário manipular vídeo em tempo real ou não. O aplicativo também tem características que vão além de aplicativos de edição de vídeo tradicionais, por exemplo, ele pode ser controlado e monitorado remotamente através de uma rede, e tem facilidades para streaming de e para uma outra cópia do LiVEs.

O programa utiliza um sistema de plugins para reprodução de vídeo, efeitos, codificadores e decodificadores. As APIs para estes agora estão bem definidas e por causa disso, o aplicativo pode ser facilmente estendido.

Outros assuntos

Conheça melhor o editor de vídeo LiVEs

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o editor de vídeo LiVEs no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o editor de vídeo LiVEs no Ubuntu e poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:ubuntuhandbook1/lives

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install lives

Uma vez instalado, inicie o programa digitando no Dash:lives

Como desinstalar o editor de vídeo LiVEs no Ubuntu e seus derivados

Caso não tenha gostado ou não precise mais do programa, para desinstalar o utilitário de controle parental Gnome Nanny, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Use o comando abaixo para desinstalar o programa;

sudo apt-get remove lives

Passo 3. Remova o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository -r ppa:ubuntuhandbook1/lives

Passo 4. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Via UbuntuHandbook

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Papel de parede animado – Instale o Live Wallpaper

14 de Setembro de 2015, 7:35, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda

Se você quer ter um elegante desktop no Ubuntu (daqueles que impressionam), veja nesse tutorial como instalar o Live Wallpaper no Ubuntu e coloque um papel de parede animado no sistema.
Papel de parede animado
Live Wallpaper é um aplicativo de código aberto que substitui seu papel de parede atual por um papel de parede animado.
livewallpaper

O aplicativo vem com um bom número de temas, cada um com sua particularidade. Eles vão desde o sutil (“noise”), passando pelo frenético (“nexus”) e alguns outros. Tem até um papel de parede relógio, inspirado na tela de boas vindas do Ubuntu Phone.
papel-de-parede-relogio
No momento, você pode escolher entre os seguintes papeis de parede animados:

  • Circles;
  • Galaxy;
  • Gradient Clock;
  • Nexus;
  • Noise;
  • Photoslide.

Cada tema pode ser configurado ou personalizado, apesar de certos temas terem mais opções do que outros. Por exemplo, no Nexus (foto abaixo), você pode alterar o número e a cor das partículas de pulso, seu tamanho e sua frequência. O aplicativo de configuração também fornece um conjunto de opções gerais que se aplicarão a todos os temas.
live-wallpaper-gui-settings
Antes de instalar o programa é bom lembrar que você não poderá adicionar, abrir ou editar arquivos ou pastas no ambiente de trabalho, enquanto Live Wallpaper estiver ativo.
Além disso, os papéis de parede animados usam mais recursos do sistema do que imagens de fundo padrão. Por conta disso, fique de olho no uso da memória e caso tenha problemas, feche o recurso imediatamente, usando o indicador do programa que ficará no painel.

Outros assuntos

Conheça melhor o programa

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o Live Wallpaper no Ubuntu e colocar um papel de parede animado

Para instalar o Live Wallpaper no Ubuntu e colocar um papel de parede animado na sua área de trabalho, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:fyrmir/livewallpaper-daily

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install livewallpaper

Passo 5. Instale o applet indicador e a ferramenta de configuração com esse comando;

sudo apt-get install livewallpaper-config livewallpaper-indicator

Quando tudo já estiver instalado, você poderá iniciar o aplicativo e sua ferramenta de preferências digitandolive no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o Live Wallpaper no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Live Wallpaper no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove livewallpaper
sudo apt-get remove livewallpaper-config livewallpaper-indicator
sudo apt-get autoremove

Via OMG! Ubuntu!

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Resumo semanal de 07/09/2015 a 13/09/2015

13 de Setembro de 2015, 7:44, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda

Você sabia que o Apricity OS já está disponível para download? Entõa talvez você já conheça o novo tablet com Ubuntu da MJ Technology. Pois é, se você ainda não sabia disso é porque perdeu essas postagens, mas não se preocupe, leia o resumo semanal de 07/09/2015 a 13/09/2015 e se atualize.
Resumo semanal de 07/09/2015 a 13/09/2015
Mas você já deve saber que o Debian 8.2 Jessie já está disponível para download? Ou já sabe como instalar o ambiente Pantheon no Debian 8 Jessie? Se ainda não sabe nada disso, confira a seguir tudo que foi postado no Blog durante essa semana e se informe sobre isso e muito mais.

Resumo semanal de 07/09/2015 a 13/09/2015

07/09/2015

08/09/2015

09/09/2015

10/09/2015

11/09/2015

12/09/2015

Ubuntu 15.04

Quem quiser experimentar o Ubuntu 15.04 pode baixá-lo, acessando os links nessa postagem.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:
Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Como atualizar para o Ubuntu 15.04

Quem precisar atualizar para o Ubuntu 15.04, basta seguir esses tutoriais:
Como atualizar para o Ubuntu 15.04 na versão desktop
Como atualizar para o Ubuntu 15.04 server
Como atualizar para o Ubuntu 15.04 usando disco de instalação

Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 15.04

Quem acabou de mudar para o Ubuntu 15.04, pode dar uma olhadas na últimas dicas de coisas para fazer depois de instalar o sistema:
Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 15.04

Ubuntu 14.10

Já se você quiser usar o Ubuntu 14.10 pode baixá-lo, acessando os links nessa postagem.

Como atualizar do 14.04 para o 14.10

Quem precisar atualizar do 14.04 para o 14.10, basta seguir esses tutoriais:
Desktop
Como atualizar o Ubuntu Desktop da versão 14.04 para a 14.10
Como atualizar o Ubuntu Server para uma nova versão

Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 14.10

Para quem acabou de mudar para o Ubuntu 14.04, uma boa ideia é dar uma olhadas na últimas dicas de coisas para fazer depois de instalar o sistema:
Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 14.10

Vale lembrar que a Canonical anunciou o fim do suporte ao Ubuntu 14.10, e portanto, embora isso não seja o fim da versão, é uma boa ideia começar a atualizar seu sistema para uma versão mais recente ou usar a 14.04 LTS, que tem um tempo de suporte maior.

Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 14.04

Para quem ainda está no Ubuntu 14.04, uma boa ideia é dar uma olhadas nas últimas dicas de coisas para fazer depois de instalar o sistema:
Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 14.04

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Instalando a versão mais recente do Sweet Home 3D no Linux

12 de Setembro de 2015, 14:01, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda
12/09/2015EdivaldoAntergosArchbodhiCentOSDebianDeepinElementaryFedoraLinuxMageiaMandrivaManjaromintOpen SourceOpenMandrivaopenSUSEpclinuxosRedHatSabayonScientificSoftware livreUbuntu

Foi lançada mais uma versão do aplicativo Sweet Home 3D, trazendo muitas melhorias e correções de bugs. Se você já é usuário ou quer experimentar esse programa, veja aqui como instalar a versão mais recente do Sweet Home 3D no Linux.
Sweet Home 3D no Linux
Sweet Home 3D é uma aplicação de design interior que ajuda você colocar suas mobílias em sua casa em um plano 2D, com uma visualização em 3D. Ele está disponível em Português, Inglês, Francês, Italiano e Alemão, e pode ser executado em Windows, OS X, Linux e Solaris.

Outros assuntos


O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Conheça melhor o Sweet Home 3D

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Instalando o Sweet Home 3D no Linux

Para instalar o Sweet Home 3D no Linux, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/sweethome3d/
sudo rm -Rf /usr/bin/sweethome3d
sudo rm -Rf /usr/share/applications/sweethome3d.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome SweetHome3D.tgz:

wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/sweethome3d/SweetHome3D/SweetHome3D-5.0/SweetHome3D-5.0-linux-x86.tgz -O SweetHome3D.tgz

Passo 5. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome SweetHome3D.tgz:

wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/sweethome3d/SweetHome3D/SweetHome3D-5.0/SweetHome3D-5.0-linux-x64.tgz -O SweetHome3D.tgz

Passo 6. Depois de baixar, execute o comando abaixo para descomprimir o pacote baixado, para a pasta /opt/;

sudo tar -zxvf SweetHome3D.tgz -C /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/SweetHome3D*/ /opt/sweethome3d
sudo mv /opt/sweethome3d/SweetHome3D /opt/sweethome3d/sweethome3d

Passo 8. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/sweethome3d/sweethome3d /usr/bin/sweethome3d

Passo 9. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando um editor de texto com o comando (se for preciso, use outro editor de textos e substitua “gedit” por ele):

sudo gedit /usr/share/applications/sweethome3d.desktop

Passo 10. Copie o conteúdo abaixo e cole ele no arquivo aberto. Em seguida, salve e feche o arquivo;

[Desktop Entry]
Version=1.0
Type=Application
Terminal=false
Name=sweethome3d
Exec=/opt/sweethome3d/sweethome3d
Icon=/opt/sweethome3d/jre1.6.0_45/lib/images/icons/sun-java.png
Categories=Application;

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite sweethome3d em um terminal, seguido da tecla TAB. Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho e use-o para iniciar o programa.

Como remover o Sweet Home 3D no Linux

Para remover o Sweet Home 3D no Linux, basta fazer o segundo passo do procedimento anterior.

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas.

Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações.

Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by


Vídeo editado em software livre concorrendo em concurso de músicos

12 de Setembro de 2015, 8:22, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda

Olá à todos!


Além de ser um grande fã de Linux e Software Livre, também sou músico nas horas vagas. Afinal de contas, ninguém é de ferro e um bom hobby faz bem, não é?

Mas que tal aliar duas paixões como o software livre e a música?

Aliando esses dois mundos, eu estou participando de um concurso de músicos com um vídeo em que toco o cover de teclado da música Shudder Before The Beautiful do Nightwish.

O vídeo foi editado no ótimo Kdenlive e o áudio capturado e editado em um velho conhecido nosso, o Audacity, ambos rodando no Ubuntu 14.04 LTS. 

O link para votar é:

http://blog.teclacenter.com.br/minutodoartista/?contest=video-detail&video_id=11061

Basta acessar o link, assistir o vídeo e clicar no botão "Vote neste vídeo!".

Por favor, ajudem um vídeo membro da comunidade do software livre a figurar entre os principais. Compartilhem esse link com seus amigos e familiares e peçam para que também votem. 


Obrigado a todos e até a próxima!!


Veja esse e mais artigos em: http://tibyjeffersonx.blogspot.com



Como instalar o ambiente LXQt no Debian

11 de Setembro de 2015, 8:16, por Planeta Ubuntu Brasil - 0sem comentários ainda

Se você usa Debian e está na expectativa para experimentar o próximo ambiente gráfico do LXDE, veja como instalar o ambiente LXQt no Debian.
ambiente LXQt no Debian
E continua o desenvolvimento do LXQt, um novo ambiente desktop de código aberto, que futuramente ocupará o lugar do atual LXDE. Os desenvolvedores do LXDE e RazorQt estão trabalhando duro nos últimos meses para completar a futura versão estável 1.0, versão esta que permitirá a chegada do novo ambiente de trabalho no repositório das distribuições Linux mais populares tais como Debian.

Para os usuários que querem usar LXQt já no Debian, isso já é possível através dos repositórios fornecidos e mantidos pelo desenvolvedor Siduction, o que permitirá ter o ambiente de trabalho e aplicações dedicadas sempre atualizados.

Outros assuntos

Conheça melhor o ambiente LXQt

Para saber mais sobre esse ambiente, clique nesse link.

Como instalar o ambiente LXQt no Debian

O procedimento a seguir foi testado em um Debian 8.0 Jessie, muito provavelmente, ele também funcionará no Debian Sid/Unstable, enquanto o ambiente de trabalho não deve ser suportado pelo Debian 7 Wheezy. Mas de fazer o procedimento, esteja ciente de que, nesse momento, o LXQt ainda é um ambiente de trabalho em desenvolvimento, que inclui ainda alguns bugs.

Para instalar ambiente LXQt no Debian e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Adicione o repositório do programa com estes comandos:

sudo sh -c 'echo "deb     http://packages.siduction.org/lxqt  jessie-backports  main" >> /etc/apt/sources.list.d/lxqt.list'
sudo sh -c 'echo "deb-src http://packages.siduction.org/lxqt  jessie-backports  main" >> /etc/apt/sources.list.d/lxqt.list'

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Baixe e instale a chave do repositório;

sudo apt-get install siduction-archive-keyring

Passo 5. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 6. Agora use o comando abaixo para instalar o ambiente;

sudo apt-get install lxqt-session lxqt openbox pcmanfm-qt

Uma vez que a instalação estiver concluída, saia da sua sessão atual. Na tela de login, selecione o LXQt e faça login novamente.

Desinstalando o ambiente LXQt no Debian

Para desinstalar o ambiente LXQt no Debian, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o ambiente LXQt, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove lxqt-session lxqt
sudo apt-get autoremove

Via lffl linux freedom

O que está sendo falado no blog hoje

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.

Compartilhe

Gostou da dica? Aproveite e conte sua experiência nos comentários e se quiser saber mais informações assine nosso feed, pois com ele você receberá as novidades sempre que forem publicadas. Assine e também compartilhe nossas postagens clicando nos botões do Facebook, Twitter e Google+, para ajudar a divulgar essas informações. Muito obrigado por visitar o blog e participar dele!

Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

blog comments powered by