Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Minha rede

 Voltar a planetas
Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Planeta do Gnome Brasil

11 de Fevereiro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Vladimir Melo: [Atualizado] GNOME 3 acessível a todos?

15 de Janeiro de 2010, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

A página do GNOME criada por Paul Cutler para esclarecer dúvidas sobre o GNOME 3 confirma o que eu temia: o GNOME 3 exigirá placa de vídeo com aceleração 3D.

Países como o Brasil, que tem políticas como o “Computador para todos”, ainda vendem muitas máquinas com placas de vídeo modestas, sem driver de vídeo 3D para Linux. Os proprietários desse tipo de máquina não rodarão o GNOME 3.

Não acho que essa seja uma decisão sábia por parte do GNOME, pois o KDE 4 até agora não estabeleceu esse tipo de limitação e, por isso, rodará em muito mais computadores. A sugestão para que o usuário migre para XFCE ou permaneça no GNOME 2 é completamente frustrante.

Da mesma maneira que a maioiria não trocou de computador para rodar o Windows Vista, não acho que as pessoas vão fazer upgrade nas máquinas para ter o GNOME 3.

Fiz a minha crítica comentando um post da executiva Stormy Peters sobre o que os usuários pensam do GNOME e garanto ao Paul Cutler que a realidade do Brasil não é a dos EUA, ou seja, muitos computadores vendidos aqui não têm placas de vídeo boas e não podem rodar o Clutter.

Lembro que a missão da GNOME Foundation é fornecer um desktop livre acessível a todos. Vamos esperar…

Atualização

A página GNOME3Myths passou por mudanças e uma delas é que agora está escrito que é o Gnome Shell que exige aceleração e não o GNOME 3 (como falavam anteriormente). Quem quiser, poderá continuar usando o gnome-panel e o metacity.

Agora sim!

Posted in Software livre


Vicente Aguiar: 2010 e a "fúria da natureza"

6 de Janeiro de 2010, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Era uma casaNum primeiro post de janeiro, eu gosto de trazer, normalmente, uma poesia ou algo do gênero para iniciar o ano com arte e boas vibrações. Entretanto, dado ao momento singular que estamos vivenciando em nosso planeta, resolvi trazer aqui um desabafo enviado pelo meu amigo "Louti Bahia" para minha caixa de email, logo nos primeiro dias de 2010.

Louti me fez lembrar que, toda vez que uma catástrofe acontece, ela é atribuída à famosa “fúria da natureza”. Indo mais além, ele me questiona: será que o justo não seria atribuí-las à inconseqüência, ganância e imediatismo dos seres humanos? Afinal,  não é de hoje que geólogos nos orientam para a não ocupação de encostas, sejam por casas pobres ou ricas. Inúmeros urbanistas e arquitetos avisam que a ocupação desenfreada do solo está diminuindo as áreas de infiltração e as enchentes vão piorar. Técnicos e mais técnicos alertam para os perigos do crescimento urbano desordenado. Ambientalistas alertam para o perigo do efeito estufa, pois o derretimento das geleiras e a elevação do nível do mar será fatal para cidades litorâneas como Salvador. Quem dá ouvidos? Quem liga? Quem segue as orientações?

Po outro lado, só vemos empreiteiras devastando áreas verdes imensas para construir condomínios de luxo. Fábricas produzindo carros de alto consumo. Obras públicas cobrindo leitos de rios que deveriam é ter sua área natural de vazão preservada. Lixo jogado pelas janelas, entupindo ralos e bueiros. Todos se comovem alguns dias com as imagens das catástrofes na TV, na Internet, mas logo depois, voltam aos seus objetivos imediatos, calculam seus lucros, ignoram todos os alertas e fazem tudo o que sabem que não deveriam fazer. Aí, quando as novas tragédias acontecem, a responsabilidade é de quem? Da “fúria da natureza”, é claro. ;-)

É, amigo Louti, que venha então 2010... dessa vez, "2010 vezes melhor" para ver se esse "tempo ruim" melhora.



Vicente Aguiar: Retrospectiva 2009: o universo colaborativo em pauta

27 de Dezembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Mais um ano se foi. Porém,  entre vários fatos que pude ter acesso ou acompanhar em 2009,  cheguei a conclusão que esse ano foi bem marcante  do ponto de vista da temática  ligada a produção colaborativa e aos commons.  Isto porque, dentro dos muitos acontecimentos que se desdobraram ao longo desse ano, alguns foram bem singulares, mais especificamente, únicos -  dentro daquela parte da história que pessoalmente puder ter acesso , é claro. ;-)

Assim, no clima das retrospectivas de fim de ano, resolvi fazer um post que menciona alguns desses acontecimentos de 2009 que colocaram o univreso colaborativo em pauta:

1 - Nobel de Economia em 2009

A prêmio Nobel de Economia em 2009, Elinor Ostrom, além de ser a primeira mulher a ganhar Nobel de economia no mundo, tem o seu trabalho sobre "análise da governança econômica  dos commons" como principal referência citada pelo prêmio.

O trabalho pioneiro de Ostrom aborda, em sua maior parte, a governança de recursos de propriedade comum ("common-pool resources - CPR") - recursos que são rivais, mais que   ainda precisam ou devem ser tratados como commons - como, por exemplo, um sistema de água e o ar.

Contudo, ela também é considerada como uma crítica aos processos de mercantilização da informação e do conhecimento. Por exemplo, no artigo “Ideas, Artifacts, and Facilities: Information as a Common-pool Resource”, escrito em 2003, Elinor Ostrom denuncia a questão da “informação que costumava estar  livremente disponível, e que passa a ser cada vez mais privatizada, monitorizada, encriptada e restrita.” Segundo a Nobel em economia, “o emparcelamento é provocado por conflitos e contradições entre as leis de propriedade intelectual e as capacidades ampliadas das novas tecnologias.”   Vale então conferir esse belo trabalho - infelizmente, apenas em inglês (até o presente momento).


2 - Lançamento de três importantes livros: "The Art of Community", "Software Livre Cultura Hacker e Ecossistema da Colaboaração" e a "Revolução do Software Livre".


Em 2009, muitos livros foram lançados tendo como pauta o fenômeno dos softwares livres e seu ecossistema colaborativo. O primeiro então que eu destaco vem de fora do Brasil:  o Jono Bacon - um dos coordenadores da comunidade intrenacioinal ligada à distribuição Ubuntu (GNU/Linux) - lançou um livro bem interessante intitulado "The Art of Community" ( "A  Arte das Comunidades") - também, até o momento, apenas em inglês.

Apesar de ter um caráter um pouco  "prescritivo" (do tipo receita, ou mais especificamente, "Como gerir uma comunidade de software livre e se dar bem") sobre algo que é singular e muda de caso para caso, o livro toca em pontos importantes sobre o universo das comunidades  que dão vida a grandes projetos de software livre,a  exemplo do próprio   Ubuntu.

Além disso, pela primeira vez que eu tenha conhecimento, um livro com tal finalidade é publicado comercialmente, além de ser permitido o livre download para fins não comerciais. Sinal que existe uma boa demanda para este tipo de temática ligada aos projetos de software livre no mundo. Assim, levando em consideração que toda comunidade  de software livre tem a sua singularidade e complexidade, os pontos trazidos pelo livro podem contribuir para reflexões sobre o funcionamento e a dinâmica das comunidades e seus projetos.

 

Livro Outra publicação que teve como pauta o fenômeno dos softwares livre e todo o seu ecossitema foi o livro "A Revolução do Software Livre", organizado pela Comunidade Sol do Estado do Amazonas.

O livro tem artigos escritos  por dez  autores que participam ativamente do movimento de software livre, nos mais variados segmentos, como filosofia. São eles: Alexandre Oliva, Cezar Taurion, Christiano Anderson, Jansen Sena, Marcelo Ferreira, Paulino Michelazzo, Pedro Rezende, Pedro Mizukami, Rubens Queiroz e Tiago de Melo. O prefácio da publicação é do diretor-executivo da Linux Internacional, Jon "Maddog" Hall.

 

Além dos dois  livros acima, não poderia deixar de mencionar o livro "Software Livre, Cultura Hacker e Ecossistema da Colaboração." - mesmo correndo o risco de ser um pouco arrogante pelo fato de ter eu mesmo organizado esse trabalho em parceria com o Sérgio Amadeu.

Com um foco mais acadêmico, esse livro, no formato  de coletânea, traz  artigos elaborados a partir de estudos e pesquisas de diversas áreas das ciências humanas, que foram desenvolvidos em diferentes universidades e centros de pesquisa do Brasil (UFBA, UNICAMP, USP e Casper Líbero), mas que têm em comum o mesmo objeto de análise: a temática do Software livre, Cultura hacker e o ecossistema da colaboração. Por isto, além de subsidiar  outras pesquisas, esse livro pode ajudar quem tem interesse de adentrar nesse universo coalborativo.

 

 

3- Fiat desenvolve carro colaborativo licenciado em Creative Commons

 

 

 

 

 

 

 

Dentro desse novo paradigama colaborativo de produção, a Fiat foi primeira multinacional ligada a produção de automóveis que adotou um projeto literalmente "aberto", ou seja, que permite a participação direta de seus clientes, usuários no planejamento de um carro, mais especificamente,  o Fiat MIO.

Segundo o próprio site do projeto, "Vale lembrar que todo conteúdo será livre. A Fiat acredita que o conhecimento gerado neste projeto deve ser propagado sem restrições, podendo ser utilizado por simples usuários ou até mesmo engenheiros e outros fabricantes de veículos."  Uau... vindo de uma multinacional como a Fiat, vale a pena duvidar e conferir de perto. :-)

 

4 - Lançamento do software livre Noosfero para redes sociais


NoosferoO Projeto Noosfero que foi lançado ao mundo em 2009, também não podia ficar de fora da lista. :-) Não apenas por ser um de software livre, mas principalmente por ser uma solução web voltada para a criação de redes sociais, mas também por ter surgido a partir de uma empresa cooperativa brasileira, mais especificamente baiana com o financiamento de uma rede de patrocinadores nacionais e internacionais.

Junto com o projeto, quatro redes sociais  que utilizam esse software livre como plataforma também foram inauguradas em 2009:

  • SoftwareLivre.org

    Softwarelivre.org
    A rede informação e relacionamento da comunidade brasileira de software livre.
  • Zen3.net

    Zen3
    Uma rede de comunicação e cultura digital ligada a Fundação Ynternet.org da Suiça.
  • Unifreire

    Unifreire
    Rede formada por pessoas e instituições freirianas de vários países, entre as quais, os Institutos Paulo Freire.
  • Cirandas

    Cirandas
    Rede de intregação, articulação e informação dos atores da Economia Solidária no Brasil.

De certa fomra, tudo isso mostra não apenas que cada vez mais o Brasil ( mais especificamente o Nordeste) está contribuindo com desenvolvimento de código aberto no mundo, como também é possível que um projeto de software livre seja criado a partir de um empreendimento privado.

 

5 - O Presidente da República do Brasil participa de um evento comunitário de Software Livre em 2009

Independete de posição partidária, a presença de um preseidente da república num evento comunitário de software livre é um grande símbolo da força e do papel que esse paradigama tecnológico tem hoje para mundo e cada vez mais aqui no Brasil, em particular.

Por isto, o 10° Fórum Internacional de Software Livre  (FISL 10) que ocorreu nesse ano de 2009, em Porto Alegre, acaba sendo um marco fundamental para difusação desse paradigma colaborativo. Para quem esteve lá e pôde presenciar o discurso do Presidente de perto, tem uma noção exata do que digo.  Para quem não foi, não deixe então de assistir esse discurso do presidente.

 

 

6 - Feliz 20...

Agora, é aguardar as cenas dos próximos capítulos e conferir quais outros resultados esses belos acontecimentos de 2009 podem gerar tanto em 2010 como também nos anos seguintes. Até lá... :-)



Bruno Boaventura: Barcelona campeão mundial

20 de Dezembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Parabéns ao Barcelona pelo título conquistado. Eu cheguei a pensar que daria Estudiantes.

Enquanto eles comemoram o primeiro título, lembro que já conquistamos três vezes (inclusive uma delas contra eles).

Um fato que eu não sabia e agora sei é que no mesmo ano da disputa ganhamos outro título (do Torneio Teresa Herrera) contra eles. E de 4 a 1!!! Na época o Barcelona era bem "maior do mundo" do que é hoje.

Saudações tricolores!



Djavan Fagundes: Google Weather fail

18 de Dezembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Segundo o Google, Belo Horizonte está fria estes dias, não?

Google Weather - BH muito friiio

Djavan Fagundes: Nautilus Flickr Uploader

5 de Dezembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Descobri há algum tempo um aplicativo muito interessante, é o Nautilus Flickr Uploader, como o próprio nome diz, é um uploader de fotos para o Flickr.

Fiz a instalação por meio do pacote RPM disponível no site oficial.

Ao instalar e inserir os seus dados, ele vai abrir o site do Flickr e perguntar sobre o acesso da sua conta pelo aplicativo.

uploader-img3

uploader-img-2

O aplicativo se integra ao Nautilus, bastando apenas selecionar as fotos que deseja enviar, clicar com o botão direito e clicar em “Upload pictures to Flickr” ou então selecionar as fotos, arrastar e soltar dentro da janela.

uploader-img5

Eu instalei e testei enviando as fotos da apresentação do Flamarion sobre tradução do GNOME aqui em Belo Horizonte e funcionou muito bem! Há tempo procurava por uma solução legal para enviar as minhas fotos, finalmente encontrei.



Vladimir Melo: Certificados digitais apenas em Windows

4 de Dezembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

A minha empresa precisará adotar um certificado digital a partir de 1º de janeiro de 2009 para emitir notas fiscais.

Recebi do escritório de contabilidade uma lista de empresas que emitem os certificados e-CNPJ A1 e A3. Para instalar o certificado no computador, praticamente todas as empresas exigem que o sistema operacional seja Windows XP e o navegador seja IE 6 ou 7.

As imagens abaixo ilustram bem essas condições:

Conclusão: software livre não tem vez aqui. Por essa e outras, quem tem empresa tem que ter um Windows XP (nem Vista resolve) na máquina. Parece ser o único SO que existe para a maioria dos desenvolvedores.

Posted in Variedades


Hugo Doria: Script para sorteio de amigo secreto

2 de Dezembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

As festas chegaram e, com elas, os amigos secretos. Para facilitar a vida dos sorteios segue um pequeno script que fiz ano passado. O script pega um lista de pessoas, sorteia e envia um email para cada uma com o nome do seu amigo secreto. Ele evita que uma pessoa pegue a si mesmo, ou alguém deixe de ser sorteado:

 
#!/usr/bin/env python
# -*- coding: utf-8 -*-
#
# Script para sorteio de amigo secreto
# Hugo Doria
 
from random import shuffle
import os
 
arquivo = open("amigos.txt","r")
 
pessoas = arquivo.readlines()
shuffle(pessoas)
 
for par in zip(pessoas, pessoas[1:] + pessoas [:1]):
  envia = os.popen("/usr/bin/mail -s '[sorteio] Seu amigo secreto é ...'" + par[0].replace("\n","").split("-")[1], "w")
  envia.write("Seu amigo secreto é .... \n\n\n" + par[1].replace("\n","").split("-")[0])
 
  envia.close()
  print par
 
arquivo.close()
 

Para rodar o script você só precisa do python e de um arquivo chamado amigos.txt, com o nome das pessoas dentro no formato Nome - email.

Exemplo:

Fulana - meu@email.com.br
Sicrana - sicrana@hotmail.com
Beltrana - com-cam@tal.com.br



Flamarion Jorge: Palestra 2º FSLBH

28 de Novembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Bom, o FLSBH não é um evento grande ainda, mas já teve duas versões, e dessa eu tive a oportunidade participar e falar sobre como traduzir o GNOME.

Eu saí de Brasília, onde moro atualmente, viajei 750 KM de carro, pra poder chegar na minha terra natal e poder falar de uma coisa que eu gosto para os meus coterraneos, vai gostar assim lá longe heim hehe… É, de fato eu gosto muito do GNOME e de BH.

Eu creio que a palestra foi bem bacana, a sala estava com cerca de 15 pessoas, ninguém saiu no meio da palestra no horário normal, e mesmo depois de atrasar 10 minutos todos permaneceram.

Foi uma experiência legal, pois eu já queria ter falado disso em público desde o ano passado quando auxiliei o VladmirMelo em sua palestra num evento em Brasília ( que me esqueci do nome agora), e dessa vez quem pode me auxiliar e me ajudar foi do Djavan Fagundes.

Tenho que esperar agora um feedback da galera para ver onde eu falhei para em outra oportunidade poder fazer melhor.

Mas estou muito satisfeito.

Preciso disponibilizar a palestra no Wiki do GNOME BR também, mas a principio vou deixa-la disponível aqui, e é quase certo que no site do FSLBH vai estar disponivel também.

Obrigado a todos que participaram da palestra, e obrigado a organização do FSLBH pela oprtunidade de falar do GNOME onde KDE era o foco (O evento estava associado ao KDE-MG).

Se quiser baixar a palestra e me xingar ou elogiar pelo conteúdo é só clicar aqui:

PALESTRA II FSLBH



Licio Fonseca: segundo festival de software livre em Belo Horizonte

17 de Novembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Você que é de BH e região tem um compromisso marcado com a gente(sempre quis dizer essa frase). No dia 28 de novembro, sábado, teremos o segundo festival de software aqui em Belo Horizonte.
Teremos palestras com diferentes temáticas desde filósoficas até mais tecnicas e install fest promovendo a exorcização do seu computador =)
Infelizmente surgiram alguns imprevistos e minha palestra sobre gnome vai ficar para a proxima oportunidade, mas a programação está bem diversificada e com palestrantes de qualidade.
O evento ocorrerá na UNA a partir das 8h da manhã e oficialmente deve ir até as 18h, mas como vocês devem imaginar, extraoficialmente deve ser extendido até o dia seguinte com o tradicional e milenar GULA.

Inscrições até o dia 27 no site www.fslbh.org .



Tags deste artigo: gnome planet planeta