Djavan Fagundes: Aberta a chamada de trabalhos do EMSL 2010!

August 2, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Está aberta a chamada de trabalhos para o maior evento de software livre de Minas Gerais, o EMSL!

EMSL2010

EMSL2010

O Encontro Mineiro de Software Livre (EMSL) 2010 acontecerá entre os dias 12 a 16 de Outubro de 2010 nas dependências da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

A organização do evento convida a comunidade a enviar trabalhos até o dia 20 de agosto de 2010 através do sítio http://emsl.softwarelivre.org/.

A partir de 2008 o evento adotou um novo método de avaliação dos trabalhos, incluindo uma fase para aprimoramentos. Nessa fase qualquer pessoa pode contribuir para o aprimoramento de palestras através de comentários feitos pelo sítio do EMSL. Os palestrantes, por sua vez, podem aproveitar os comentários que julgarem pertinentes, modificando suas propostas. Esse ano as propostas ficarão disponíveis para aprimoramento a partir da data de submissão até o dia 31 de agosto.

Para a avaliação dos trabalhos, são considerados: sua relação com software livre e a fase de aprimoramentos, caso esta aplique-se ao trabalho em questão. Os palestrantes serão comunicados do resultado até o dia 5 de setembro.

Os trabalhos deverão ser registrados em uma das seguintes trilhas:

Iniciantes

Palestras e mini-cursos para o público iniciante: introdução ao software livre; por que usar e contribuir com software livre; introdução a licenças, patentes; por onde começar, onde pedir ajuda; softwares para iniciantes; como contribuir.

Governo/Negócios

Palestras dirigidas ao público de negócios e/ou governo: casos de uso e desenvolvimento de software livre em órgãos do governo ou empresas; apresentação de softwares livres para gestão; padrões adotados pelo governo; e demais palestras que possam ajudar o empresariado e/ou governo a se beneficiarem e contribuírem com software livre.

Sessão Técnica

Palestras e mini-cursos voltados ao público com experiência técnica em software livre: – Desenvolvimento: ferramentas para o desenvolvimento de software livre; bibliotecas; linguagens de programação; palestras de como contribuir; desenvolvimento de software básico.
- Administração de sistemas e segurança: softwares/sistemas de monitoramento; segurança utilizando software livre; protocolos de gerenciamento e banco de dados.
- Computação gráfica: licenciamento de arte; padrões abertos; editoração de imagens; desenhos.
- Documentação e Tradução: ferramentas, procedimentos e projetos para documentação e tradução de software livres.

Acadêmico

Palestras para a apresentação de trabalhos acadêmicos: estudo sobre o software livre, comunidade, modelo de desenvolvimento, qualidade de software; trabalhos que resultaram em produção de software livre, provas de conceitos, protocolos ou padrões abertos.

Filosofia/Cultura

Questões sobre direito intelectual para desenvolver software livre; modelo de desenvolvimento de software livre; interação com comunidade de desenvolvedores de software livre; uso de licenças.

Interdisciplinar

Esta trilha é a novidade e o foco deste ano. A ideia é apresentar trabalhos desenvolvido em outras áreas, utilizando software livre: casos (cases) de sucesso, cultura livre, discussões sobre licenças, o dia a dia dos usuários, entre outros. O software livre além do software.

Eventos Comunitários

Se você é membro de alguma comunidade de software livre e deseja realizar o evento de sua comunidade dentro do EMSL, envie a sua proposta!

Se o seu trabalho utiliza software livre e não está compreendido nas trilhas acima, ele ainda pode ser aceito, basta entrar em contato.

Para enviar seu trabalho, basta se cadastrar como palestrante no endereço:
http://emsl.softwarelivre.org/speaker/add/ e enviar sua proposta no link Enviar Trabalho.

EMSL

O Encontro Mineiro de Software Livre acontece anualmente em Minas Gerais. O EMSL foi criado em 2004 com o objetivo de fomentar a aproximação e o intercâmbio entre os vários grupos que utilizam o software livre no estado, assim como incentivar seu uso por novos grupos.

Claro que já estou preparando a minha proposta!



Leonardo Ferreira Fontenelle: Mais sobre o Censo do GNOME e a Cauda Longa

August 1, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Dave Neary, um dos membros mais ativos da Fundação GNOME, publicou a primeira edição do Censo GNOME, um levantamento da participação de cada colaborador, e de cada empresa, no desenvolvimento do GNOME. Como o BR-Linux.org destacou, um dos grandes destaques do censo foi que apenas 1% do código teria sido contribuído pela Canonical, enquanto a Red Hat seria responsável por 16%. Outra informação do Censo GNOME é uma espécie de proporção de Pareto: apenas 30% dos desenvolvedores são pagos para trabalhar com o GNOME, mas sua colaboração representa 70% do código.

No que diz respeito à participação da Canonical, Jono Bacon (gerente da comunidade) rebate dizendo que a empresa contribui muito com o GNOME, mas o código fica hospedado no Launchpad, e qualquer distribuição poderia empacotá-lo. De fato, o levantamento publicado por Dave Neary só levou em consideração o código hospedado na infraestrutura do próprio GNOME — que aliás é fornecida principalmente pela Red Hat.

Ainda sobre a importância relativa de cada empresa, o próprio Dave Neary destaca o que os números escondem sobre a participação da Nokia. Em vez de contratar mais empregados, a empresa estimulou a criação de várias start-ups que contribuem com uma parte significativa do código. Além disso, os módulos específicos do GNOME Mobile e o WebKit não entraram na análise.

Mas minha contribuição nessa discussão é sobre o outro destaque: o efeito Cauda Longa. De fato, os colaboradores voluntários têm contribuições individuais pequenas, como acontece no desenvolvimento do kernel Linux. Mas uma boa parte dos principais colaboradores do GNOME (em número de alterações do código-fonte) são voluntários, e a maior parte dos módulos do GNOME são mantidos por voluntários. Mais: se considerarmos o voluntariado como uma empresa, essa empresa será responsável por 30% do desenvolvimento do GNOME, muito mais que a Red Hat ou qualquer outra empresa.

Por fim, gostaria de registrar que o Censo do GNOME é sobre o desenvolvimento do código, mas até onde sei não estuda a tradução ou outros tipos de contribuição. A tradução é uma parte significativa do trabalho no GNOME, e acredito que seja quase exclusivamente voluntária.



Carlos José Pereira (Carlão): O openSUSE é Software Livre? Acho que não...

July 30, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Esbarrei outro dia numa notícia sobre o lançamento de uma nova versão (11.3) da distribuição openSUSE. Como gosto muito de experimentar várias distribuições Linux, ainda mais com as facilidades trazidas pela virtualização, baixei a dita cuja pra brincar um pouco.

Criei a máquina virtual, bootei, escolhi linguagem... e cheguei numa página onde eu tinha que aceitar uma licença. Como eu brinco com meus alunos, "aquela página que ninguém lê, vai logo clicando em aceito...". Bom, eu parei pra ler.

Começou promissor... "The openSUSE Project grants to you a license to this collective work pursuant to the GNU General Public License version 2...". Bom, não entendo muito de licenciamento, mas até onde sei, GPL é a licença que garante as liberdades de um software livre. Beleza então, tudo certo!

Até que li mais um pouco... "As required by US law, you represent and warrant that you: (...) c) will not export, re-export, or transfer openSUSE 11.3 to any prohibited destination, entity... d) will not use or transfer openSUSE 11.3 for use in any sensitive nuclear, chemical, or biological weapons or missile technology end-uses... "

Parou, parou, parou.... Se me lembro bem, duas das quatro liberdades do software livre são "a liberdade de executar o programa, para qualquer propósito" e "a liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo".

Então, voltamos a pergunta do título... o openSUSE é Software Livre?

Abortei a instalação, desliguei a máquina virtual, apaguei o arquivo ISO. Fica pruma outra oportunidade...

Abraços a todas e a todos!
Carlão



Hugo Doria: Comprei meu primeiro Mac. Help!

July 25, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Como falei antes e alguns já sabem, comprei um macbook. Com isso, o Linux vai ganhar um novo companheiro na vida, depois de 5 anos de reinado absoluto. Ainda estou muito verde no Mac OS X e aceito dicas de migração, programas indispensáveis (pagos, ou não) e boas práticas.

Estou fazendo um post sobre a migração e devo publicá-lo em breve. O OS X tem um paradigma bem diferente do que estava acostumado, mas, mesmo um pouco perdido, estou bastante feliz com o sistema. :-)

Se você sempre visitou este blog por causa das dicas sobre Linux, não se preocupe. Não deixarei de usar nosso querido S.O e postar coisas aqui (até porque trabalho full-time com ele e dou aulas sobre o mesmo). Também continuarei contribuindo com os projetos opensource.



Lucas Rocha: Introducing The Board

July 24, 2010, by Unknown - 0no comments yet

GUADEC 2010 is about to begin and, unfortunately, I will not attend it this year. But I think it’s a good time to introduce a small cool project I’ve been gradually working on in my (rare) spare time. I’d like to present you The Board.

What is The Board? It’s a space for quickly placing daily records: photos, video, audio, text, and more. Think of it as a combination of a note-taking space, a photo or video booth, photo album, sketching board, a digital diary, and (in the future) a nice way to quickly share stuff with your friends. Click on the image above to watch a video showing how the app works now.

The focus is to provide a quick, simple and visually engaging way of keeping small records of your day. I envision The Board as a sort of especial workspace in GNOME. Something that’s “always there” and is tightly integrated with the desktop. For now, it’s simply an app that always runs in full screen – so that I can demonstrate the idea more accurately.

Add to The Board. The Board can be used a quick note taking app. Someone is telling you a phone number you want to take note of? Switch to The Board, press “s” (or use the toolbox) and quickly write down the phone number. You have a favourite photo for the day? Switch to The Board, press “p” and select the photo file (similar thing for video and audio). Want to write down some ideas before you forget them? Switch to The Board, press “t”, and you have a nice lined note paper to write in. Want to record a quick video with a happy family moment? Switch to The Board, press “v”, and you can start recording the video. You got the idea. For now, I have only implemented simple text elements (lined paper and sticky note) and photo. There’s more coming (see “Next steps” below).

One page at a time. You don’t need to remove old things or “manage” the things on The Board. Once you filled the whole screen space, just create another page! Your previous content will be saved and can be easily accessed through the Pages toolbox. You don’t even need to worry about saving your content. The Board saves the latest content of your page every time your change it by editing, adding or removing things, etc.

What is it made of? The Board is built on top of bleeding edge GNOME platform. It’s written in Javascript using the GObject Introspection-based Gjs. The UI is fully written with Clutter and Mx (with some small bits of GTK+ and Clutter-GTK+). It’s a nice example of how you can do cool apps using the GNOME platform nowadays.

What’s the current state? The initial core code and framework is in place. But there are obviously tons of things to be done. The app is not even installable yet! I’m still sketching the API to implement plugins. Video and audio elements are not implemented yet. The graphic design is poor (as I did it myself using some random graphics from internet) and there are lots of open interaction design questions to be sorted out. In order to run the app for development purposes, you’ll need a full GTK+ 3 stack, and latest (as in git clone master) clutter, clutter-gtk, mx, gobject-introspection, and gjs. The official code is in gitorious now.

How can I help? If you want to hack on The Board, grab the code, build it and run it. Play with the app and bring ideas, fix bugs, implement new features, etc. Business as usual. If you’re an interaction designer, you can help by solving some of the hard questions still needing answers in terms of usability and user experience :-) On the graphic design front, I’d really like to have better graphics for all UI elements. I have to find a nice free (as in freedom) font to use in the UI. I’m temporarily using this funny freeware font. Users can help by giving constructive feedback on how we can make The Board more interesting, useful, and exciting. In any case, contact me and we can discuss how and what to do.

So, what are the next steps? As I said before, there are tons of things to be done. Here’s what I have in mind in terms of short-term and long-term roadmap.

Come up with a simple Plugin API. By plugins I mean either the implementation of new types of things to be added to The Board’s pages or new types of background – which can contain animations and react to user events by the way. For example, a background could be a wooden table with a light switch that can be turned on and off. Or the background can change colour depending on the current time of the day.

Integration with other apps. Basically, users should be able to add new things to The Board through existing apps. For example, An Add to the Board option in Nautilus when right-clicking image, video, audio, or text files. Similar thing with apps like EOG or F-Spot – an Add image to The Board option. Integration with web browsers would be nice too: saw an interesting image on a webpage? Just add it to The Board. Or maybe add your text selection as a sticky note in The Board. Still on the app integration front, I’m doing some work to integrate a Cheese dialog into The Board so that you can add photos and videos from webcam without having to switch apps.

Online experience. This is one area that I’m still unsure how to handle. My initial idea is that you can share anything in The Board pages. From a user perspective, you would just add something to The Board and click “Share”. On the server side, I’m thinking of having a WordPress instance with a plugin to present The Board’s custom types just like you see them in your desktop. i.e. sticky notes in The Board should look exactly the same in your “Board webpage”. The advantage of implement this as a WordPress plugin is that it would be installable in a large number of personal servers from day one. Tumblr is definitely the main inspiration in terms of online experience here as it offers a rich media blogging approach.

Anyway, you probably got the idea after reading this (maybe too) long blog post. If you got excited about The Board and want to help with code, graphics, design ideas, or just simple feedback, post a comment here or contact me directly. I’ll be hacking on The Board in my spare time as usual. But things can definitely move much faster if it gets more people involved. If you’re into writing simple and beautiful software using GNOME’s latest technologies, this should be a fun project to contribute to!



Leonardo Ferreira Fontenelle: Cidade de Vitória (ES) apresenta sua experiência no 11º FISL

July 20, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Achei interessante saber que o município de Vitória (ES) terá uma palestra no 11º FISL para apresentar seus avanços no sentido de ser uma cidade digital (governo eletrônico). Nas palavras de Domingos Sávio Gava, secretário municipal de trabalho e geração de renda:

Temos a rede de telecentros, os pontos de acesso público à internet sem fio, a interligação dos prédios públicos por rede de fibra óptica, o mapeamento digital dos focos de dengue, o monitoramento dos ônibus municipais, entre outros. Vitória caminha a passos largos para se tornar uma cidade efetivamente digital.

Eu já comentei o uso de software livre nos Telecentros de Vitória, e estou ansioso para ver a solução de prontuário eletrônico também.



Gustavo Noronha (kov): WebKitGTK+ 1.2.2 and 1.2.3 released!

July 16, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Some of you may have noticed WebKitGTK+ 1.2.2 and 1.2.3 have been uploaded recently. Here’s their announcement =). A quick summary: if you’re running the 1.2.x series upgrade to 1.2.3.

Here’s some information regarding 1.2.2:

1.2.2 is an update to the 1.2.x stable series; along with a lot of crash, and misc fixes the biggest changes are: 1) the inclusion of a new API from the development branch (webkit_back_forward_list_clear()),
because it’s simple and will help with fixing a problem in Epiphany stable, and 2) lots of drag and drop, and clipboard related work by Martin Robinson.

Despite not being strictly fixes, we believe the stable series has a lot to gain from this work; a couple examples should illustrate this better: the changes included fix both a crash when dragging links from WebKit into other browsers, and the annoying bug that made the cursor get stuck in a grab when dragging, sometimes.

http://webkitgtk.org/webkit-1.2.2.tar.gz
MD5: 40338001324a38b977c163291e8816d3

Here’s some information regarding 1.2.3:

To some such a quick succession in releases may look like a brown paper bag was in order. Not strictly, but indeed 1.2.3 aims to fix some oversights with easy fixes. First of all, WebKit was not buildable with ICU 4.4.1, but thankfully a fix had already been checked in to trunk, so 1.2.3 includes that fix. Secondly, Debian’s Michael Gilbert has done a great job going through all CVEs released about WebKit, and including patches in the Debian package. 1.2.3 includes all of the commits from trunk to fix those, too.

http://webkitgtk.org/webkit-1.2.3.tar.gz
MD5: 0ab5c478a6f5b74a1ae96bf13a456662

You can read some more details, including the list of CVEs that were addressed, in the NEWS file:

http://gitorious.org/webkitgtk/stable/blobs/master/WebKit/gtk/NEWS

Enjoy!



Og Maciel: Bota água no feijão!

July 12, 2010, by Unknown - 0no comments yet
Bota água no feijão!

Bota água no feijão!

Depois de quase 5 anos estarei voltando à pátria amada! É isso aí! Como não vai dar para ir na Holanda na conferência GUADEC 2010 (muuuuito caro) este ano, vou então com a família toda para o Brasil.

Vou ficar no norte do Espirito Santo por quase 2 semanas, vegetando e apresentando os primos, tios, tias, avós, etc para a minha filha mais nova (a minha esposa e filha mais velha já estiveram no Brasil antes).

Estou tentando arrumar uma forma de finalmente conhecer alguns dos amigos cybernéticos mas para tanto vamos ter de encontrar algo que não fique muito longe to Espirito Santo. Vamos fazer um OgCamp por lá? :)

Ahh, caso vocês não saibam ainda, sou o mais novo membro do GNOME Board of Directors! Agradeço aos membros que votaram em mim e espero poder desempenhar um bom papel nos próximos anos!

Abraços e até uns dias no Brasil!



Jonh Wendell: GUADEC, aí vou eu!

July 12, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Oi gente! Graças a Fundação GNOME estou indo mais uma vez para GUADEC – conferência anual dos GNOMErs! Desta vez vai ser na Holanda!

Hackers going to FreeFA soccer match!

Este ano estarei com três atividades “formais” lá: Uma palestra junto com Emily Chen sobre o GNOME no Brasil/Ásia, uma palestra relâmpago no slot da Stormy sobre “Get things done” in GNOME, e finalmente uma sessão BoF sobre acesso remoto no GNOME.

Quanto às informais, bem, aí vem o tradicional jogo de futebol, campeonato de sorvete, festas com direito a jam sessions, e por aí vai… Vai ser muito bom encontrar toda a turma de novo!

Já que vou falar sobre GNOME Brasil lá, se você tem alguma sugestão, comentário, ou quer que eu leve algum assunto pra lá, entre em contato comigo!



Vicente Aguiar: Projetos de Lei sobre Softwares Livres no Brasil

July 11, 2010, by Unknown - 0no comments yet

Nesse ano de eleições, acredito que seja importante que a gente conheça melhor quais os Projetos de Lei (PL) e, consequentemente, os deputados e senadores que buscam promover  adoção de softwares livres no Brasil (no âmbito federal).

Muitos são os projetos que dispõe sobre adoção e preferência de softwares livres, porém é importante ressaltar que, desde a elaboração do primeiro projeto em 1999, nenhum deles foi ainda aprovado.

Por isso, aproveito também que para informar que é possível acompanharmos diretamente esses projetos e, ao meso tempo, pressionar nossos queridos deputados e senadores por meio da plataforma on-line da câmara!


Projetos de Lei Federais

Projeto Autor            
Ementa              
Data Situação
PL-2269/1999 Dep. Walter Pinheiro PT /BA

Dispõe sobre a utilização de programas abertos pelos entes de direito público e de direito privado sob controle acionário da administração pública.

15/12/1999

Aguardando Deliberação na CCTCI.


PL-3051/2000 Dep. Werner Wanderer  PFL /PR

Determina a preferência a sistemas e programas abertos na aquisição e uso de programas de computadores pelos órgãos da Administração Pública Federal.

18/05/2000

Aguardando Deliberação na CCTCI, apensado ao PL-2269/1999

PL-4275/2001 Dep. Luiz Bittencourt - PMDB /GO

Dispõe sobre a adoção de sistemas e programas de computador abertos pelos órgãos da Administração Pública Federal.

14/03/2001

Aguardando Deliberação na CCTCI, apensado ao PL-2269/1999

PL-7120/2002 Dep. Sérgio Miranda - PCdoB /MG

Determina a adoção, pelo Poder Público, de sistemas abertos, na oferta de facilidades e na prestação de serviços públicos por meio eletrônico.

07/08/2002 Aguardando Deliberação na CCTCI, apensado ao PL-2269/1999
PL-2152/2003 Dep. Coronel Alves - PL /AP

Determina a adoção de software livre em todos os órgãos e entidades públicas federais.

02/10/2003 Aguardando Deliberação na CCTCI, apensado ao PL-2269/1999
PL-3684/2004 Dep. Carlos Eduardo Cadoca - PMDB /PE Dispõe sobre medidas creditícias de incentivo às empresas de desenvolvimento de programas de computador livres. 01/06/2004 Aguardando Deliberação na CCTCI.
PL-6685/2006 Senador  Serys Slhessarenko - PT /MT

Acrescenta os §§ 4º e 5º ao art. 5º da Lei nº 9.998, de 17 de agosto de 2000, que institui o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações, para conceder preferência, no financiamento de equipamentos de telecomunicações, a produtos que utilizem "software aberto".

07/03/2006 Aguardando Deliberação na CCTCI.
PL-2469/2007 Dep. Paulo Teixeira - PT /SP

Dispõe sobre uso do Fundo Setorial para Tecnologia da Informação - CTInfo para financiar o desenvolvimento de software livre.

22/11/2007 Aguardando Deliberação na CCTCI, apensado ao PL-3684/2004
PL-3070/2008 Dep. Paulo Teixeira - PT /SP Dispõe que os órgãos e entidades da Administração Pública Direta, Indireta, Autárquica, bem como os órgãos autônomos e empresas sob o controle estatal adotarão, preferencialmente, formatos abertos de arquivos para criação, armazenamento e disponibilização digital de documentos. 25/03/2008

Aguardando Deliberação na CCTCI, apensado ao PL-2269/1999

 

Caso então alguém conheça algum outro projeto que não esteja na tabela acima, sintam-se mais do que livre para divulgar por aqui. ;-)