O Projeto Software Livre Bahia (PSL-BA) é um movimento aberto que busca, através da força cooperativa, disseminar na esfera estadual os ideais de liberdade difundidos pela Fundação Software Livre (FSF), possibilitando assim a democratização do acesso a informação, através dos recursos oferecidos pelo Software Livre. Esta busca tem seus alicerces fundados na colaboração de todos, formando um movimento sinérgico que converge na efetivação dos ideais de Liberdade, Igualdade, Cooperação e Fraternidade.

O Projeto Software Live Bahia é formado pela articulação de indivíduos que atuam em instituições publicas e privadas, empresas, governos ou ONGs, e demais setores da sociedade. Além disso o projeto não é subordinado a qualquer entidade ou grupo social, e não estabelece nenhuma hierarquia formal na sua estrutura interna.


Presidência da República adota plataforma livre Noosfero para construção da Política Nacional de Participação Social

20 de Julho de 2013, por Vicente Aguiar - 0sem comentários ainda

Evento na Presidência da República

A Secretaria-Geral da Presidência da República (SG/PR) promoveu, nesta quinta-feira (18/07), no Salão Leste do Palácio do Planalto, o evento “Diálogos Governo e Sociedade: Novas Formas de Participação Social na Política”, no qual representantes de diferentes segmentos da sociedade debateram as recentes manifestações populares e sua relação com as demandas por novos mecanismos de exercício da democracia.

O evento serviu também para o lançamento de duas Consultas Públicas sobre os textos-base da "Política Nacional de Participação Social" e do "Compromisso Nacional pela Participação Social". O processo de  construção desses dois textos está aberto a toda sociedade e poderão ser feito por qualquer cidadão, via internet, por meio de uma ambiente digital de participação social, desenvolvido por meio da plataforma livre Noosfero: http://psocial.sg.gov.br


Oficialmente, o desenvolvimento desse projeto da Presidência se deu por meio do SERPRO, contudo a Colivre (Cooperativa de Teconologias Livres da Bahia), criadora dessa plataforma livre, ofereceu todo apoio técnico para que essa implantação acontecesse. Para isso, além de consultoria técnica, foram incluídas e lançadas novas funcionalidades na versão 0.44.0 do Noosfero que possibilitarão a construção colaborativa dos decretos que visam o fortalecimento do diálogo entre o Estado e a Sociedade Civil.

Segundo o site da Presidência da República, o diálogo com os atores sociais para a construção dos dois documentos será o primeiro teste para a nova ferramenta utilizada pelo Governo Federal e aponta para a importância do papel das novas mídias no aprofundamento da participação social.

Representante da Rede Social Livre Blogoosfero, Fred Vasquez defendeu ainda no evento que o uso de tecnologia nacional por todo o governo federal e que os vídeos institucionais sejam hospedados no Serpro e nos sites das universidades brasileiras. O professor da PUC, Ladislau Dowbor, autor do livro Democracia Econômica: Alternativas de Gestão Social, disse que “é importante que a gente se una para que as coisas tenham prosseguimento”.

O ministro Gilberto Carvalho ressaltou que o encontro e plataforma foram elaborados para o governo “mais ouvir as considerações do que falar”. Carvalho considerou o encontro extremamente saudável e afirmou que “ é momento de abrir novos caminhos para o diálogo e a participação”. Pedro Abramovay, da Avaaz (maior comunidade de campanhas e petições online para a mudança social) defendeu que as manifestações de junho de 2013 apontaram um novo caminho para o Brasil.

Fonte: Site da Presidência da República.



WikiSalvador 2.0 - encontro de voluntários, fãs e usuários da Wikipédia na Bahia

31 de Janeiro de 2013, por Vicente Aguiar - 0sem comentários ainda

WikiSalvador 2.0

O movimento Wikimedia Brasil e a Wikimedia Foundation vão organizar, no domingo, dia 03/02, e segunda, dia 04/02, WikiEncontros no Digitália 2013, em Salvador.

Durante o encontro, será apresentado o  Projeto Wikipédia na universidade, onde professores e estudantes ao redor do mundo inteiro estão contribuindo para a melhoria da Wikipédia, e realizaremos um mutirão de edição da Wikipédia e um café de debates sobre cultura livre, cultura da permissão e do remix. Voluntários do movimento Wikimedia, editores novos e experientes, bem como interessados e curiosos em geral são muito bem-vindos. Quem nunca editou e quiser conhecer como faz terá oportunidade de ouvir dicas de voluntários e conhecerá mais da comunidade em torno dos projetos Wikimedia no Brasil. Com debates e atividades práticas de edição, o encontro quer contribuir para o crescimento do conhecimento livre e da comunidade.

São diversos os projetos abrigados pela Wikimedia Foundation. Além da já conhecida Wikipédia, Wikibooks, Wikiversidade, Commons, Wikivoyage são alguns dos outros projetos desenvolvidos por comunidades do movimento Wikimedia. Participe!

  • Local: Teatro Vila Velha, na sala Mário Gusmão.
  • Data e horário: 03 de fevereiro (domingo), das 14h às 18h,

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Encontros/WikiSalvador_2.0



Digitália 2013: Salvador será a capital mundial da música e da onda digital!

25 de Janeiro de 2013, por Vicente Aguiar - 0sem comentários ainda

 

De 01 a 05 de fevereiro (pré-carnaval) de 2013, Salvador será também a capital mundial da música e da onda digital, pois sediará a segunda edição do DIGITALIA – Festival/Congresso/Observatório Internacional de Música e Cultura Digital. Esse grande evento articula diversas iniciativas do Brasil e do Mundo que relacionam o campo da música às novas tecnologias da informação e da comunicação, notadamente aquelas conformadas pela chamada Cultura Digital! Serão conferências, mesas redondas, workshops e, claro, muita música!!

Confira abaixo parte da programação...

 

Conferências 01/02 (Sábado)

Palco | 19h30 às 20h30 - Mesa de Abertura

  • Gilberto Gil
  • Albino Rubim (SECULT/BA)
  • Derrick de Kerckhove (McLuhan Program)
  • Márcio Meirelles (TVV)
  • Nelson Pretto (FACED/UFBA)
  • Oona Castro (Wikimedia)
  • Vinicius Pereira (ABCIBER).

Palco | 20h30 às 21h15 - Conferência de Abertura

“McLuhan and The Digital Culture: (Fore)Sight, Sound and the Fury”.

Derrick de Kerckhove (McLuhan Program/Univ. Napoli):

 

Conferências 03/02 (Domingo)

Cine-Teatro | 9h às 10h30 | Conferência

  • “Tecnologías de la Información y las Músicas del Mundo”; - Xavier Serra (Univ. Pompeu Fabra/Barcelona) 
  • “La cultura libre, las guerras tranquilas y las armas silenciosas” - Martin Groisman (Univ. Buenoas Aires) – ; Mediador: Javier Bustamante (Univ. Complutense de Madrid).
  • “O Futuro da Internet no Brasil: Marco Civil, Tratados Internacionais e Outros Temas” - Ronaldo Lemos (FGV-Rio).

 

Emicida, Original Olinda Style e Daganja no Digitalia!

Emicida e Banda (completa) se apresentam no #Digitalia2013, na Concha Acústica, em 5 de fevereiro. O artista também convida Rael da Rima para o show e faz desconferência no Digitalia. Autogestão da carreira, “faça você mesmo” e i

emicida

niciativa são termos sempre associados a Emicida. Ele participaou de vários festivais, a exemplo do Coachella, Sónar, Black2Black e Montreux.

O Original Olinda Style vai reunir no palco da Concha Acústica dois dos mais expressivos grupos da cena pernambucana. Pela primeira vez em Salvador, Eddie e Orquestra Contemporânea de Olinda tocam juntos, num show que promete ser histórico.

Nome emergente do rap nacional, o artista baiano DaGanja prepara um show especial para a festa do Digitalia. Soul, dub, samba e ritmos caribenhos se misturam às batidas pesadas do rap, conformando uma musicalidade que já transcendeu as fronteiras do seu estado. 

 

Festa Digitalia 2013

Concha Acústica do TCA

05 de fevereiro de 2013 – 17 h

Emicida e Banda + Rael

Original Olinda Style (Eddie + Orquestra Contemporânea de Olinda)

Daganja e Convidados

Ingresso: troca por um livro infanto-juvenil, na bilheteria do TCA, a partir de 29.01,  das 12 às 18h.

O Digitalia é organizado pela comunidade Audiosfera — uma rede social dedicada à relação entre música e cultura digital, tendo como âncora o grupo de pesquisa de mesmo nome, hospedado no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos (IHAC), da Universidade Federal da Bahia — e tem o patrocínio de: Fundo de Cultura da Bahia (por meio do edital “Projetos Estratégicos em Cultura”), Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Governo da Bahia e CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).



USP adota o Noosfero para desenvolvimento de pesquisas e de uma rede social acadêmica

21 de Setembro de 2012, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

A Universidade de São Paulo (USP) fortalece a cada dia o uso e desenvolvimento do software Noosfero: a plataforma livre para redes sociais, criada pela Colivre e adotada em diferentes regiões do Brasil e do mundo.

Desde o final de 2010, o Noosfero passou a ser usado por pesquisadores do Centro de Competência em Software (CCSL-USP), na linha de pesquisa de Sistemas de Software do Instituto de Matemática e Estatística (IME). Nesse projeto da USP, o Noosfero foi adaptado para ter uma infraestrutura de plugins, funcionando assim como a plataforma base do Mezuro, uma rede sócio-técnica de avaliação de código-fonte através da coleta e visualização de métricas software. 

 

Outro exemplo de uso do Noosfero na USP foi implantação da rede social do QualiPSo (Quality Platform for Open Source Software)  - um projeto da Comissão Europeia para promover e estimular o uso de software livre na indústria, que envolveu 8 países e seus respectivos centros de competência em software livre. Em 2011, para a rede social do QualiPSo, por exemplo, houve a implementação dos fóruns de discussão - uma funcionalidade que foi disponibilizada para toda as redes que usam Noosfero.

No primeiro semestre de 2011, o Noosfero foi analisado (juntamente com outras plataforma livres como o Elgg e Buddypress) por uma equipe formada por estudantes e professores da USP, para definirem plataforma adotar na nova versão da rede social da universidade, chamado Stoa. Após um debate aberto na internet, o  Noosfero foi escolhido para dar vida a essa nova rede social "uspiniana". 

Hoje, há uma versão no ar para homologação do novo Stoa até o fim do segundo semestre de 2012 para os testes das novas funcionalidades que estão sendo desenvolvidas pela Colivre.  A previsão é que no início de 2013, após a migração dos dados existentes na atual rede social do Stoa, essa nova rede acadêmica seja divulgada ao público com muitas novidades.

  

A maioria das funcionalidades implementadas para o Stoa já estão disponíveis no Noosfero para as demais redes e quem for adotá-lo a partir de agora. A USP entende seu papel como parte da comunidade software livre, colaborando com recursos financeiros ou código, e vê de forma positiva a comunidade de usuários do Noosfero, em suas diferentes redes, se beneficiarem das novas funcionalidade e melhorias feitas no contexto do Stoa antes mesmo da própria USP. Aproveite você também!



Lucas Almeida Rocha: Reader Mode in Firefox Mobile

21 de Junho de 2012, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

It all started at the Firefox Work Week in Toronto back in April. I managed to find some time during that rather busy week to build a rough prototype of Firefox Mobile’s Reader Mode. I’ve been able to focus on it in the last few weeks and it’s now in good enough shape for wider testing.

Reader Mode is about bringing a smooth and beautiful reading experience to Firefox Mobile. It removes all the clutter from web pages and shows you only what you want to read in a minimalist UI. Here are a few things I’d like to highlight about it.

Read now or later. If the current page is convertible to Reader Mode, you’ll see the reader icon in the browser toolbar (see image above). If you tap on it, the current page will be loaded in the Reader straight away. You can also add it to your Reading List to read it later using the corresponding app menu item.

AwesomeBar integration. Your Reading List items will show up in the AwesomeBar results—just like any bookmark or history item—making it super easy to find specific items. The Reading List items will have a little reader indicator (see image above). The Reading List shows up as a top-level folder in AwesomeBar’s Bookmarks tab, if you want to see the full list of items.

Read your way. The Reader UI is minimal but very configurable. You can set the color scheme (light, dark, and sepia), font size and margins the way you want through a simple set of controls (see image above). We might be adding more options like a toggle to show/hide images in the text.

Read any time. Once you add a page to your Reading List, it will be automatically made available offline so that you don’t need an internet connection to access your Reading List on the go.

Read anywhere. Your Reading List will be synced across all platforms where you use Firefox. This means you’ll be able to add a Reading List item in your Firefox on desktop and read it on the go from your phone using Firefox Mobile. This is not implemented yet as we need to have Reader Mode in desktop Firefox before we can enable Reading List syncing there. So, at least for the initial release, the Reader will only be available on mobile.

Firefox Mobile’s Reader Mode is similar to existing reader apps. But, as you can see, the real difference here is that it is deeply integrated in the browser, where you usually read stuff anyway. As far as I know, Firefox is the first mobile browser on Android to provide this feature.

Reader Mode is now enabled in the Nightly builds of Firefox for Android. It’s still a very early development version so expect bugs. Help with testing and feedback is very welcome. Download the Nightly and try it now!