Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Oracle revela seus planos para o NetBeans, Glassfish, MySQL e OpenOffice

9 de Novembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 3907 vezes

A Oracle atualizou o FAQ sobre a aquisição da Sun. O documento agora explica os planos da empresa para o NetBeans, Glassfish, MySQL, OpenOffice e open source. Confira abaixo a tradução de alguns trechos:

Quais são os planos da Oracle para o GlassFish Enterprise (Java EE) Server depois que a finalização for concretizada?

A Oracle planeja continuar desenvolvendo o GlassFish Enterprise Server como a referência de implementação open source das especificações do Java Enterprise Edition (Java EE) e dar suporte ativamente para toda a comunidade GlassFish. Além disso, também estão nos planos da empresa investir no alinhamento de componentes comuns de infraestrutura e inovação do Oracle WebLogic Server e GlassFish Enterprise Server para beneficiar os consumidores de ambos serviços.

Quais são os planos da Orable para o NetBeans?

A Oracle possui um forte histórico de demonstração de compromisso com a escolha dos desenvolvedores Java. Para tanto, espera-se que o NetBeans provenha uma opção adicional de código aberto e um complemento para as duas ferramentas livres que a Oracle já oferece para o desenvolvimento Java em empresas: Oracle JDeveloper e pacote empresarial da Oracle para Eclipse. Enquanto o Oracle JDeveloper mantém a ferramenta de desenvolvimento estratégico da Oracle para o portfólio geral dos produtos da Oracle Fusion Middleware e da próxima geração de aplicações empresariais da empresa, os desenvolvedores poderão utilizar qualquer uma das ferramentas com a qual eles se sentirem mais confortáveis para o desenvolvimento de Java puro e Java EE: JDeveloper, pacote empresarial para Eclipse ou NetBeans.

De que forma a Oracle apoia o código aberto?

A Oracle tem se comprometido há tempos com o desenvolvimento, suporte e promoção do código aberto. A empresa sempre foi e continuará sendo comprometida com a oferta de escolha, flexibilidade e custo baixo de computação para usuários finais. A Oracle investe recursos significativos no desenvolvimento, testes, otimização e suporte para tecnologias de código aberto como Linux, PHP, Apache, Eclipse, Berkeley DB e InnoDB. A empresa continua a abraçar e oferecer soluções de código aberto como uma escolha viável para o desenvolvimento e a implantação. Mais informações sobre o suporte da Oracle para o código aberto podem ser encontradas em oracle.com/opensource.

Quais são os planos da Oracle para o MySQL?

A Oracle planeja gastar mais dinheiro no desenvolvimento de MySQL do que a Sun gasta atualmente. A Oracle espera continuar o desenvolvimento e fornecer o banco de dados de código aberto do MySQL mesmo após o fim da transação. A empresa planeja adicionar o MySQL à já existente suíte de produtos de banco de dados da Oracle, a qual inclui Berkeley DB e banco de dados de código aberto. A empresa também oferece atualmente InnoDB, uma ferramenta de código aberto para armazenamento transacional e a mais importante e popular feita em MySQL. A Oracle já distribui MySQL como parte de seu Linux Enterprise.

Quais são os planos da Oracle para o OpenOffice?

A Oracle tem um histórico de desenvolvimento completo, integrado e de produtos abertos, realizando uma integração rápida e de baixo custo para seus clientes. Baseado no padrão aberto ODF, espera-se que o OpenOffice crie uma integração de desktop para os consumidores empresariais e ofereça aos consumidores escolhas para o desktop. Após o encerramento da transação, a Oracle planeja continuar desenvolvendo e dando suporte ao OpenOffice como código aberto. Como anteriormente, alguns dos maiores consumidores irão perguntar por garantia, suporte e ferramentas empresariais extras. Para estes consumidores, a empresa pretende oferecer como opção uma licença comercial típica.

Veja mais em www.oracle.com/us/sun/index.htm


Eventos de Software Livre no Brasil