Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Oficinas de Capacitação para Elaboração de Projetos - Rede RS Pontos de Cultura

6 de Novembro de 2012 , por Lis Rodrigues -
Visualizado 1224 vezes
Secretaria de Cultura do RS e Associação Software Livre.org realizam mais de 50 oficinas
de capacitação aos editais da Rede RS de Pontos de Cultura
 

 

 

 

 

 

A Secretaria de Cultura do Rio Grande do Sul e a Associação Software Livre.org, em parceria com diversas Prefeituras, realizam uma série de oficinas de capacitação em elaboração de projetos aos editais da Rede RS de Pontos de Cultura, com prazo final de encerramento previsto para 7 de dezembro. As oficinas são gratuitas, voltadas a grupos culturais da sociedade civil e visam apresentar elementos conceituais, objetivos, formulários, documentação, orientações jurídicas, administrativas e demais questões relativas ao processo de seleção de 160 Pontos de Cultura. Temas como gestão participativa, ação educativa, atuação em rede, cultura digital e produção colaborativa serão abordados nas oficinas. Ao todo, serão realizadas cerca de 50 oficinas, totalizando mais de 80 desde junho de 2012, em todas as 28 regiões do estado (definidas por COREDEs). Abaixo, segue calendário completo.

 

Os editais são produto do convênio firmado com o Ministério da Cultura (MinC), a partir da Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, dentro do programa Cultura Viva. O total de recursos investidos neste convênio chega a R$ 18,13 milhões, contemplando grupos culturais da sociedade civil, sem fins lucrativos, com pelo menos 3 anos de atividades e 3 anos de CNPJ.

 

No total, serão selecionados 160 projetos culturais. Destes, 100 serão reservados para iniciativas de entidades oriundas de municípios com até 10 mil habitantes, que receberão R$ 60 mil para os próximos três anos (edital SEDAC nº 10 / 2012). Nas cidades com mais de 10 mil habitantes, serão selecionadas 60 propostas para receber R$ 180 mil, em três anos (edital SEDAC nº 11 / 2012). Os editais prevêem a seleção de, pelo menos, 6 Pontos de Cultura em cidades de fronteira com Uruguai e Argentina, bem como 16 Pontos de Cultura em Territórios de Paz, no âmbito do programa RS na PAZ.


Confira aqui o local mais próximo de você e participe!
http://www.cultura.rs.gov.br/v2/2012/11/secretaria-de-cultura-do-rs-e-associacao-software-livre-org-realizam-mais-de-50-oficinas-de-capacitacao-aos-editais-da-rede-rs-de-pontos-de-cultura/

 

Pontos de Cultura

 

Os Pontos de Cultura são grupos culturais da sociedade civil que envolvem a comunidade em atividades de arte, cultura e educação, estimulando a criatividade e propiciando o exercício da cidadania pelo reconhecimento da importância da cultura produzida em cada localidade. Funcionarão como instrumentos de pulsão e articulação de ações e projetos já existentes nas comunidades do Rio Grande do Sul.

 

Depois de selecionadas, as organizações recebem recursos para potencializar suas ações, com a compra de material e contratação de profissionais, entre outras necessidades. O Ponto de Cultura não tem um único modelo - nem de instalações físicas, nem de programação ou atividade. Um aspecto comum a todos é a transversalidade da cultura e a gestão compartilhada entre poder público e comunidade.

 

São diretrizes fundamentais do programa (e presentes no edital) a gestão participativa, a educação popular, a comunicação comunitária, a economia solidária, a cultura digital, a sustentabilidade ambiental e os Direitos Humanos. Além destas dimensões, a Rede RS de Pontos de Cultura terá como objetivos a promoção da diversidade cultural, o empoderamento, o protagonismo, a autonomia, a articulação em rede (produção colaborativa, compartilhamento de saberes e gestão compartilhada entre sociedade civil e poder público).

 

Após selecionados, os Pontos de Cultura contarão com inúmeras ações de apoio e acompanhamento, como a realização de seminários anuais de qualificação em assuntos relativos à gestão cultural, oficinas temáticas, prêmios de incentivo ao compartilhamento de tecnologias sociais inovadoras, equipe de assessoramento, uma van contando com equipamentos digitais, audiovisuais e de som, a publicação de cartilhas, revistas, portal virtual, além da realização de encontros de intercâmbio, articulação e mostra de produtos (Teias e outros).

 


Tags deste artigo: gestão participativa ação educativa atuação em rede cultura digital produção colaborativa pontos de cultura rs
Fonte: Rede RS Pontos de Cultura