Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Cpers sindicato dos professores estaduais: em cima do muro sobre Professor Digital

23 de Março de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 3108 vezes

O Cpers, sindicato dos professores estaduais do Rio Grande do Sul filiado à CUT, preferiu não se manifestar sobre a discussão judicial em torno do Professor Digital, que opõe o governo do estado e a Associação Software Livre e BrOffice.

Em matéria sobre o assunto na edição de março do jornal interno Sineta, o sindicato apenas desmente informações que teriam sido divulgadas por algumas coordenadorias de educação e agências do Banrisul dando conta que a ação que suspendeu a entrega dos notebooks teria partido do Cpers.

"Independente do mérito da questão e da legalidade ou ilegalidade da licitação, o Cpers não foi o autor da medida judicial que suspendeu a compra dos computadores", afirma a nota.

Mais de 36 mil professores gaúchos já haviam mostrado interesse em participar do Professor Digital, programa do governo estadual por meio do qual seriam oferecidos notebooks Lenovo, Itautec e Positivo com custos subsidiados em 36 parcelas de R$ 50 mensais.

Associação Software Livre e BrOffice obtiveram na justiça a paralisação do programa no final de fevereiro, alegando irregularidades no processo de compra, uma vez que a aquisição das máquinas por parte do governo foi feita antes de que o assunto fosse regulado por lei na Assembléia Legislativa.

Na AL, o projeto do governo recebeu emendas que garantiam a compatibilidade de todos os softwares na máquina com softwares livres, o que, de acordo com ASL e BrOffice, não acontece nas máquinas já adquiridas.


Fonte Baguete


Tags deste artigo: governo do estado cut lei 8666 professor rs cpers broffice digital asl

1Um comentário

  • 6caf9f38ede839231250dbc3a168be69?only path=false&size=50&d=404jefferson oliveira(usuário não autenticado)
    3 de Abril de 2010, 20:51

    que se dane o softwere livre

    Sou professor do estado e até hoje ninguem deste tal softwere livre fez algo por nós professores, como por exemplo dar ou conseguir dinheiro para comprar computadores, hora taldo faz, quem quizer um softwere desde linux que faça um backup e instale, mas digo, é muito ruim este linux, quero que liberem meu notebook, pois em vez de pagar 45,29 em 32x vou ter que pagar 121,29 em 24x , afinal o softwere livre quer ajudar os professor ou a magazine luiza...


Eventos de Software Livre no Brasil