Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Banda Larga: Intelig oferta serviço via rede elétrica em São Paulo

26 de Março de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 5551 vezes

A Intelig Telecom lançou a primeira oferta comercial do Brasil de banda larga e voz com a tecnologia BPL (Broadband over Powerline Indoor), que permite transmitir dados por meio de fios da rede elétrica interna do cliente.

A oferta que chegou ao mercado paulista é resultado de uma parceria com a AES Eletropaulo Telecom para fornecimento de infraestrutura.

O InteligCombo, plano convergente que reúne telefone fixo e banda larga, traz para o cliente internet de alta velocidade, ligações locais ilimitadas e gratuitas para outros fixos da Intelig Telecom e chamadas de longa distância nacional com o código 23 a R$ 0,10 o minuto (com impostos de SP, R$ 0,14 o minuto) para telefones fixos até o fim do ano para qualquer lugar do país e a qualquer hora.

Na promoção especial de lançamento, válida até março de 2011, o plano completo custa R$ 74,90 (com impostos) e os 350 primeiros clientes que aderirem ao InteligCombo ganham ligações locais ilimitadas e gratuitas para móveis da TIM, InteligFast, a banda larga da operadora, com velocidade de 10 Mbps e ainda podem utilizar gratuitamente os serviços de webmail, HD virtual, álbum de fotos e fotolog com 10GB de espaço. Outro benefício é a isenção de franquia do InteligFone, o cliente só paga o que consumir.

“A ideia da Intelig é difundir a banda larga através de uma inovação tecnológica aproveitando uma infraestrutura já existente e nunca explorada”, destaca Alexandre Torres, Diretor Comercial da Intelig Telecom.

A transmissão de dados por rede elétrica interna do cliente possibilita facilidade de instalação e mobilidade. Para utilizar o serviço, basta plugar o modem na tomada.

Com a promoção, o cliente também fica isento do pagamento da taxa de adesão, o atendimento é diferenciado, com assistência técnica gratuita por um ano e os equipamentos (modem e ata) são oferecidos sem qualquer custo para o cliente.

A instalação é presencial e agendada e o serviço estará disponível para uso imediatamente após visita do técnico. O InteligCombo estará disponível primeiramente em Moema, Pinheiros e Jardins.

Convergência Digital :: 24/03/2010


Tags deste artigo: bpl intelig banda larga telecom aes eletropaulo rede elétrica

1414 comentários

  • 79c900fced52fe547c0d421725fe7c01?only path=false&size=50&d=404cicero(usuário não autenticado)
    15 de Setembro de 2010, 18:55

    e ridiculo a burocracia

    nos tempos modernos em que vivemos e dificil intender um pais que quer se destacar em evoluçao e dificil intender o por que as fases de teste sao concentradas em sp num classe rica nao fazendo distinçao afinal nao e nesse intuito que venho aqui mas sim pra dizer e ridiculo a politica adotada afinal se passam meses a a eletropaulo telecom ja com uma vasta area cabeada nao se promulga quando ira liberar a internet pra todos e nem o preço a ser praticado espero que num seja mais um telefonica obsoleta com o essencial a captaçao de grana e sabe ridiculo que a telefonica capite clientes com preços baixo nos 3 primeiros meses deixando de lado cerca de trez milhoes de clientes sem uma opçao de um retorno excluindo dessas promoçoes de 29,90 enquanto clientes velhos estao pagando 54 ou ate mais espero que seja revisto essa clausula no codigo do consumidor afinal regulamentar a existencia de um sistema que prejudique clientes no sentido prevaricaçao pra poder renovar clientes esquecendo de todos que ja sao cleites velhos


  • 3e98ddd24cf5ee458ae87fc10d3c1d7e?only path=false&size=50&d=404Ednaldo(usuário não autenticado)
    7 de Abril de 2011, 3:12

    Descaso com a periferia

    Moro na zona norte de Osasco e tenho sentido na pele esse descaso principalmente por parte da telefônica, pois é a única empresa que oferece banda larga em meu bairro (Jardim Bonança)e tenho tentado contratar o serviço a mais ou menos um ano sem sucesso.


Eventos de Software Livre no Brasil