Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

As teles ganham "muito dinheiro" e Telebrás vai vender mais barato

17 de Março de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1924 vezes

Em entrevista à revista Caros Amigos, da edição de março, que está nas bancas, o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, faz duras acusações contra as operadoras de telecomunicações que atuam no Brasil e confirma que a Telebrás irá cobrar mais barato do que as teles para ligar as comunicações do governo e também atender os domicílios brasileiros.

"O governo federal paga uma quantidade enorme de dinheiro para essas prestadoras. O sistema de telecomunicações no Brasil fatura R$ 120 bilhões por ano, aproximadamente. As empresas de televisão, de radiodifusão faturam dez vezes menos, ou seja: telecomunicações é dez vezes mais e essas coisas estão convergindo. Esse grande faturamento é das empresas estrangeiras que estão aqui. Então, uma das ideias é exatamente isso, não só o governo economizar, mas ter o domínio dos meios de comunicação utilizado para os seus fins. Qualquer país que tem soberania, tem segurança nacional, tem domínio", afirma o ministro.

Ele explicou que hoje a RNP (Rede Nacional de Pesquisa), rede de seu ministério que leva banda larguíssima para as universidades, precisa contratar os links da Embratel e, segundo ele, essea links serão substituídos pelos da Telebrás, que irá cobrar mais barato. O ministro afirmou que a idéia de resgatar o papel da estatal existe no governo há mais de três anos, mas faltavam as condições, devido ao "lobby poderoso" das operadoras de telecomunicações. Conforme o ministro, a idéia de a Telebrás chegar aos domicílios surgiu ao longo das discussões, visto que as operadoras privadas "estão ganhando muito dinheiro", porque os custos caíram e as tarifas continuam lá em cima.  "O lobby das telefônicas é muito poderoso. Elas são muito fortes, cobram uma tarifa que é a maior do mundo em telefonia celular, em internet e assim por diante", acusou. ( Da redação).

Telesíntese


Tags deste artigo: banda larga plano nacional telecomunicações

Eventos de Software Livre no Brasil