Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

A Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais e software livre: polêmica

25 de Fevereiro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 2102 vezes

A Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais avançou mais um pouco com a publicação do Plano de Ação, mas gerou polêmica também.

O ponto é que no Plano apenas o software Geoserver é citado como recomendado para a estruturação de nós participantes da INDE, em detrimento de outros softwares livres como Mapserver e TerraLib.

O Comitê que elaborou o Plano na verdade não fez uma escolha entre esses softwares, não foram feitos testes comparativos por exemplo. A recomendação do Geoserver se deu basicamente pelo fato do Comitê ter escolhido o Geonetwork como o software para gerenciar a base de metadados do Portal da INDE.  Como o Geoserver vem junto com o Geonetwork...

Nas reuniões do Comitê da INDE não ocorreram discussões muito profundas sobre software, e nem deveria, pois o mais importante é a opção por software livre e padrões abertos, e essa opção foi um caminho natural, não me lembro de ninguém defendendo o uso de softwares que não fossem livres (houve apenas uma polêmica em relação à aquisição que o IBGE já teria feito de softwares da família ESRI, mas isso é outra história e eu não tenho nehum detalhe a respeito).

A escolha do Geonetwork foi basicamente devida ao sucesso do MMA (o SIPAM também) no uso desse software e aos testes que o IBGE realizou, não havendo no Brasil experiências significativas no uso de outros softwares livres similares.

Mas o ponto principal não é a escolha do Geoserver para o Portal, um excelente software, mas a forma como consta no Plano a recomendação para a estruturação de nós. Ao meu ver existe um equívoco nessa forma, pois dá a impressão que foram feitas análises de todos os softwares e o Geoserver é o único recomendado para compor instalações locais da INDE, e isso não é verdade.

As instituições públicas são livres para adotarem os softwares que quiserem na implementação dos padrões utilizados na INDE. É isso que deveria ficar explícito no Plano. Inclusive, se uma instituição quiser pode usar software proprietário, não há restrições técnicas na INDE para isso. A opção por software livre é uma política do Governo para todas as áreas, sendo essa a linha que orienta também a implantação da INDE. Então, no item sobre nós da rede poderiam estar listados também o Mapserver e o Terralib.

Eu acho que é necessário corrigir o Plano. Como apareceu a palavra "recomendado", as instituições que quiserem usar outros softwares poderão ter problemas. Como atualmente os gestores das áreas de TI estão bastante preocupados com questões legais, dado os apertos dos órgãos de fiscalização e normatização, ninguém vai querer arriscar. Na dúvida entre Geoserver e outro, obviamente haverá a opção pelo Geoserver sem que nenhuma outra avaliação seja feita.


Postado por Edmar Moretti
Marcadores:



Tags deste artigo: mapserver geoserver terralib inde software livre

Eventos de Software Livre no Brasil