Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a FISL
Tela cheia Sugerir um artigo

Stallman oferece coletiva de imprensa em São Paulo depois de amanhã

16 de Junho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 656 vezes

Richard_stallman

Richard Stallman, fundador da Free Software Foundation, estará no Brasil entre 18 e 27 de junho. Ao longo deste período, ele oferecerá uma coletiva de imprensa em São Paulo (SP) e palestras em João Pessoa (PB), Campinas (SP) e Porto Alegre (RS). "RMS estará em São Paulo, capital, durante o dia 18 de junho, onde oferecerá uma coletiva de imprensa. Segue para o III Encontro de Software Livre da Paraíba, em João Pessoa, de 19 a 21 de junho. Retorna a São Paulo para palestrar na Universidade de Campinas, no dia 22 de junho. Completa a viagem no 10º Fórum Internacional de Software Livre, de 24 a 27 de junho em Porto Alegre. Para participar da coletiva de imprensa, entre em contato pelo endereço lxoliva@fsfla.org."

Segue a íntegra do release recebido:


Richard Matthew Stallman (RMS), fundador e líder ideológico do
Movimento Software Livre, visitará o Brasil entre 18 e 27 de junho,
oferecendo coletiva de imprensa em São Paulo (SP) e palestras em João
Pessoa (PB), Campinas (SP) e Porto Alegre (RS).

Embora o nome possa fazer parecer que se trate de um movimento
tecnológico, o Movimento Software Livre tem suas fundações em questões
sociais, políticas, éticas e morais. RMS pode muito bem ser descrito
como o primeiro abolicionista da escravidão digital.

Há mais de 25 anos ele notou que artifícios técnicos e jurídicos
aplicados a programas de computador começavam a ser utilizados para
manter usuários impotentes e divididos.

Para evitar a impotência e alcançar a independência, é necessário que
um usuário possa deter o controle sobre o funcionamento do software,
podendo utilizá-lo para qualquer finalidade, mesmo que sejam
necessárias adaptações e verificações. Não deve o usuário depender do
fornecedor original do software para efetuá-las, caso contrário o
fornecedor poderia limitar artificialmente o funcionamento do
computador, ou mesmo induzir o computador a trabalhar contra os
interesses do usuário, como fazem os sistemas operacionais não-Livres
mais comumente utilizados hoje.

Desde sítios na Internet até controladores de dispositivos, fornecidos
de maneira que funcionem exclusivamente em determinadas plataformas,
negam aos usuários a possibilidade de adaptá-los para suas
preferências de comportamento e plataforma. O armazenamento de
arquivos dos usuários em formatos secretos faz com que, para acessar
seus próprios dados, o usuário dependa do uso de um programa
específico que carrega as chaves para decodificá-los. São algemas
digitais, um desrespeito aos usuários, que os torna prisioneiros
indefesos e impotentes.

Para o exercício da solidariedade, a vida em comunidade, e para
acelerar o aprendizado e a evolução científica e tecnológica, é
essencial que usuários possam compartilhar entre si as soluções para
problemas ou dificuldades que encontrem. Ao melhorar um programa para
resolver um determinado problema, ou ao descobrir que ele já serve a
esse propósito, é fundamental que cada usuário possa compartilhar essa
solução com outros membros da comunidade.

A proibição ao compartilhamento, ao contrário, exige que cada um
decida ou ser um bom membro da comunidade ou atender a demandas
mesquinhas e anti-sociais. Quem aceita o desrespeito cria um problema
para si, mas também divide e enfraquece a comunidade.

Para combater a impotência, a dependência, e a divisão da comunidade
de usuários, Richard começou a desenvolver em 1984 o sistema GNU, para
permitir a qualquer usuário utilizar computadores sem sacrificar suas
liberdades ou seus direitos humanos. O resultado dos esforços que ali
se iniciaram é o sistema operacional Livre GNU/Linux, ícone do
Software Livre, utilizado em computadores dos mais potentes do mundo a
minúsculos telefones e roteadores, que inspirou o desenvolvimento de
milhares de programas Livres, dentre eles suítes de oficina,
navegadores e servidores web utilizados por milhões de usuários.

Durante sua visita ao Brasil, Richard Stallman pretende divulgar a
filosofia do Software Livre e contar um pouco da história do sistema
operacional GNU/Linux, cujos usuários em sua maioria infelizmente
jamais ouviram falar do GNU ou das liberdades que ele proporciona.

RMS estará em São Paulo, capital, durante o dia 18 de junho, onde
oferecerá uma coletiva de imprensa. Segue para o III Encontro de
Software Livre da Paraíba, em João Pessoa, de 19 a 21 de junho.
Retorna a São Paulo para palestrar na Universidade de Campinas, no dia
22 de junho. Completa a viagem no 10º Fórum Internacional de Software
Livre, de 24 a 27 de junho em Porto Alegre.

http://www.ensol.org.br/2009

http://www.ic.unicamp.br/~islene/mc039/stallman.html

http://fisl.softwarelivre.org/10

Visite os sítios dos eventos para saber como participar. Para
participar da coletiva de imprensa, entre em contato pelo endereço
lxoliva@fsfla.org.

http://fsfla.org/blogs/lxo/2009-06-12-rms-brasil-2009.pt.html


Tags deste artigo: fisl2009

Eventos de Software Livre no Brasil