Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

pm@paulomarcos.com | msg: 74.9110 4596
Jornalismo no Rádio, TV e Internet

http://www.dotpod.com.ar/wp-content/uploads/2008/06/sonico-logo.jpg

 

 

http://static.wix.com/media/1ff96be45122890f6b04ceeaa7dbd2d3.wix_mp

PM no Twitter

404 Not Found

Este perfil não tem posição geográfica registrada.

Paulo Marcos

Paulo Marcos
Pintadas - Bahia - Brasil
 Voltar a Paulo Marcos...
Tela cheia

Município de Serrinha cria unidades de conservação do Meio Ambiente

28 de Agosto de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1697 vezes

O grande debate mundial começa a chegar timidamente aos pequenos municípios do Sertão da Bahia. A preservação ambiental do Bioma Caatinga é uma das ações da Secretaria de Meio Ambiente de Serrinha, que está buscando recursos para implementar duas unidades de Conservação Ambiental.

O secretário Paulo Bahia explica que o governo municipal está se dedicando a esta causa por entender que deve tratar as questões de desenvolvimento com responsabilidade e sustentabilidade.

Áudio disponível

Paulo Bahia - Secretário de Meio Ambiente || Escolha o formato - Ogg ou MP3

Saiba mais

Segundo o site Infoescola.com, as Unidades de Conservação, instituídas pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação, são áreas protegidas por lei pelo fato de apresentarem importância do ponto de vista ambiental.

O SNUC (Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza) foi criado pela Lei N. 9.985, em 18 de julho de 2000 e define Unidades de Conservação como: “espaço territorial e seus recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente instituído pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites definidos, sob regime especial de administração, ao qual se aplicam as garantias adequadas de proteção;”.

O SNUC foi criado para atender ao disposto no Art. 225 da Constituição, (§1º, inciso I) onde consta que é dever do Poder Público “preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas”.

Por Paulo Marcos


Tags deste artigo: bahia municípios sisal ambiente preservação ambiental

1Um comentário

  • F28aa285cec012417ebae7e07b1b05e1?only path=false&size=50&d=404José Carlos Silva de Oliveira(usuário não autenticado)
    29 de Agosto de 2011, 17:48

    LICENCIAMENTO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO

    Sou estudante de Gestão Ambiental e gostaria de saber,a ecretaria de Meio Ambiente do Município,concede Licenciamento Ambiental?

    Atenciosamente,José Carlos.


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.