Ir para o conteúdo
ou

12ª Oficina de Inclusão Digital e Participação Social

Patrocínio

Mídias Sociais

      

OID

Brasil

 Voltar a Últimas novi...
Tela cheia Sugerir um artigo

Uma mochila nas costas e uma WebTV no ar

21 de Novembro de 2013, 16:29 , por Leonardo Foletto - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 917 vezes

 

 

Outras das oficinas bastante aguardadas da 12º OID é a de WebTV - Construindo um estúdio de webtv que cabe na mochila. Eduardo Novaes, 28 anos, designer de interfaces formado pela UFES, é o ministrante da oficina, que vai acontecer no dia 11, das 17 às 18h.

Eduardo faz parte da Iniciativa Espírito Livre, uma associação civil sem fins-lucrativos com sede em Cariacica (ES) que leva o software livre à perspectiva midialivrista. Dentre os vários braços da iniciativa está a TV Espírito Livre, uma webtv lançada em setembro de 2013 e da qual ele pretende falar mais na Oficina.

Confira aqui abaixo uma breve entrevista com Eduardo explicando um tanto mais do conteúdo da oficina e de seu ofício.

1) Como funcionará a sua oficina?

A oficina terá como proposta a exposição de materiais, equipamentos, acessórios e softwares utilizados para configuração de diferentes cenários de produção audiovisual para web, com a particularidade de que todos esses componentes tenham, preferencialmente, alternativas de baixo custo; e que sejam versáteis, portáteis e compactos o suficiente para serem transportados numa mochila, facilitando assim o deslocamento, dando agilidade à produção, e ao mesmo tempo garantindo boa qualidade do material realizado.

Com todos os componentes da webtv "descompactados", os participantes serão convidados a configurar um estúdio de gravação de vídeos e um estúdio de transmissão ao vivo, de forma a reconhecer os equipamentos e softwares envolvidos nos processos, tirar dúvidas sobre as possibilidades, antever e solucionar possíveis dificuldades, e acompanhar os resultados finais obtidos.

Ao final, será proposto aos participantes uma atividade prática, podendo ser a realização de uma cobertura em vídeo da OID, ou alguma outra atividade similar que envolva os conhecimentos compartilhados.

2) Por que é importante construir uma WebTV em uma mochila e quais seriam as possibilidades de uso dela?

A importância principal é fomentar junto aos midialivristas a capacidade de produzir uma webtv com o mínimo de materiais e com recursos limitados. Mostrar que há alternativas interessantes e de baixo custo para configuração de cenários, acessórios, de luz, de som, da captação de vídeo, e que tudo isso não ocupe mais do que o espaço e volume de uma mochila, permitindo assim que possamos atuar em cenários variados, como num estúdio de webtv, numa transmissão de uma palestra, ou numa cobertura móvel e em tempo real.

3) Como aprendeu o ofício que você atualmente exerce?

Sou designer de formação, pela Universidade Federal do Espírito Santo. Durante a graduação, estive envolvido em experiências no campo das mídias livres, especialmente ao longo da minha passagem como pesquisador pelo Labic/Ufes - Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura - onde pude pesquisar e experimentar diferentes possibilidades e formas de linguagens de produção audiovisual pela Internet.

Tive a oportunidade, junto à equipe do Labic, de realizar a transmissão ao vivo de eventos como o Fórum Nacional de Mídia Livre e o Festival de Música Livre (2009), o Encontro Regional dos Estudantes de Comunicação (2010) e a Conferência Estadual de Comunicação (2010), dentre tantos outros eventos regulares do calendário acadêmico da universidade.

Desde 2012, faço parte da Iniciativa Espírito Livre, a partir da qual acrescentamos o software livre à perspectiva midialivrista, e na qual venho realizando a transmissão ao vivo das edições do Fórum Espírito Livre. Desde então, há um esforço pela utilização de softwares, codecs e formatos, livres e/ou abertos na produção dos vídeos.

Em 2013, iniciamos as atividades da TV Espírito Livre, que se propõe à criação de uma plataforma de webtv para disponibilização de programas relacionados ao campo do software livre. No processo de desenvolvimento da TV, todos os softwares envolvidos, na edição, na criação de elementos gráficos, nos processos de captura, são livres. Na mesma medida, todo o material produzido é disponibilizado em licenças flexíveis, e os arquivos-fonte são compartilhados para futuras reutilizações e apropriações por outros criadores de conteúdo.


Tags deste artigo: labic webtv software livre espírito livre oficinas espírito santo midialivrismo

Nenhum artigo selecionado ainda.