Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog do Joenio
Tela cheia

Backup na nuvem com Tarsnap

23 de Dezembro de 2014, 1:00 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 55 vezes

Chewbacca fazendo backup na nuvem

Este post estava sendo escrito antes de eu abandonar meu blog, então onde estiver escrito recentemente, hoje, etc, leia-se 2 anos atrás.

Recentemente precisei implementar uma solução de backup para alguns servidores de internet, após uma pesquisa rápida optei pelo Tarsnap, uma solução de backup em nuvem baseado na infra-estrutura de armazenamento da Amazon.

Eu queria algo simples de implementar e manter, não queria ter mais um servidor nas mãos, nem queria ter que lidar com detalhes de ssh, rsync, ftp, etc. Em resumo:

  • Não queria manter um novo servidor (nem físico nem virtual)
  • Não queria usar o Bacula, ótima ferramenta mas complicado
  • A solução deveria ser simples de configurar e manter, do tipo “configure uma vez, contrate um serviço e funcione para o resto da vida”
  • Não estava procurando apenas uma ferramenta, mas também um serviço de armazenamento para backup

O Tarsnap é uma ferramenta e também um serviço de armazenamento, o preço é bem razoável, $0.30 por GB de armazenamento mensal e $0.30 por cada GB transferido. A cobrança é pré-paga, e para começar a usar o serviço é necessário adicionar um crédito mínimo de $ 5.

Os créditos são consumidos diariamente, quando eles acabam o serviço continua funcionando por até 7 dias, isto dá tempo de pôr créditos novamente sem interrupção dos backups. Hoje, o backup dos meus servidores tem aproximadamente 7 GB e isto consome um pouco menos de $ 5 mensal.

Infelizmente, o tarsnap não é software-livre, o autor disponibiliza o código fonte, mas a licença não permite redistribuir o software com modificações. Apesar disso o autor afirma contribuir bastante com o libarchive, uma biblioteca livre para compressão e arquivamento usada como base para o tarsnap.

Não vou detalhar o uso da ferramenta, darei apenas dois exemplos básicos: (1) como adicionar um servidor e (2) como criar backups. Considerando que você já tem o tarsnap instalado em seu servidor, veja as instruções de instalação aqui, gere uma chave para ele com o comando abaixo, se tiver dificuldades consulte este link.


# tarsnap-keygen --keyfile /root/tarsnap.key --user me@example.com --machine mybox

Substitua me@example.com pelo email usado para criar a conta no Tarsnap, e mybox pelo hostname do seu servidor. Faça uma cópia de seguança do arquivo /root/tarsnap.key, sem ele não será possível acessar o backup!

Com isso já é possível criar um novo backup, o comando abaixo cria um backup do diretório /home por exemplo, veja outros comandos aqui.


# tarsnap -c -f mybackup-home /home

O tarsnap apenas cria, lê, apaga e restaura backups, ele não gerencia agendamento, política de retenção, periodicidade, etc. É necessário alguma outra ferramenta para essa tarefa, em uma rápida pesquisa encontrei o tarsnapper, um agendador para o tarsnap, com ele é possível de maneira simples definir uma política de retenção usando um arquivo de configuração localizado em /etc/tarsnapper.conf. Veja um exemplo:

# fazer backup diario e reter:
# a cada semana (7 dias)
# a cada mes (30 dias)
# a cada semestre (180 dias)

deltas: 1d 7d 30d 180d

target: /mybox/$name-$date

jobs:
  etc:
    source: /etc

  mysql:
    source: /var/backups/mysql
    exec_before: /usr/local/bin/dump-mysql

  foswiki:
    sources:
      - /var/lib/foswiki/data
      - /var/lib/foswiki/pub

O tarsnapper deve ser agendado no cron, eu sugiro executar ele diariamente, para isso crie o arquivo /etc/cron.daily/tarsnapper com o seguinte conteúdo:

#!/bin/sh
# Start in the root filesystem, make SElinux happy
cd /

tarsnapper -o configfile /etc/tarsnap.conf -c /etc/tarsnapper.conf make >> /var/log/tarsnapper.log 2>&1

Dê permissão de execução a este arquivo, isto vai fazer o cron vai rodar o tarsnapper diariamente executando o tarsnap para cada job presente no arquivo de configuração. Lembrando que todos os comandos foram testados no sistema operacional Debian GNU/Linux e não há garantias que funcionem corretamente em outros sistemas.

Com isso você tem um esquema de backup simples de implementar e manter. Espero que tenha sido útil de alguma forma, em caso de dúvidas, sugestões ou reclamações, por favor, entre em contato através do email, twitter ou se preferir atrevés do meu perfil no github.


Fonte: http://joenio.me/backup-na-nuvem-com-tarsnap

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.