Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia
 Feed RSS

Blog

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Desenvolvendo TCC: Software Livre na Educação - A Escola na era da Informação.

29 de Setembro de 2014, 16:13, por Jesulino Alves de Souza - 0sem comentários ainda

Informo a Comunidade Software Livre do Brasil, que estou desenvolvendo o meu TCC do curso de Licenciatura em Ciências Sociais com o tema: Software Livre na Educação - A Escola na era da Informação.

Por isso gostaria de receber informações e indicações de textos, livros e artigos sobre sobre esta temática, principalmente aqueles trabalhos que contém casos de sucesso ou pesquisas já aplicadas sobre o assunto em escolas públicas de ensino médio.

Outra informação que gostaria de obter, era quanto o ministério da educação economiza com a utilização de softwares livres e aplicativos educacionais.

Quem puder me ajudar ficarei muito grato e enviarei meu trabalho final para observação de todos.

Decidi escolher esta temática, para tentar apresentar a comunidade escolar e aos as diferenças entre o software livre e o software proprietário e por que ele é mais adequado para a educação pública.

Aguardo colaborações.

 

Jesulino Alves

Jesulinux@gmail.com

 

 



Festival Latino Americano de Instalação de Software Livre - Flisol Guarulhos - 2013

24 de Abril de 2013, 0:00, por Jesulino Alves de Souza
27 de Abril de 2013, 0:00 http://softwarelivre.org/flisol-guarulhos Av Monteiro Lobato 734 - Centro Guarulhos - SP.



Você Usa Software Livre? - Se a Resposta é Não, Você Precisa Atualizar Suas Informações

21 de Junho de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Você usa muito Software Livre no seu dia-a-dia! Sabia?

Às vezes criticamos o Software Livre mas, não paramos para analisar o quanto o usamos no nosso dia-a-dia.

Para ajudar as pessoas a fazer uma reflexão sobre uso de TI e principalmente sobre o Software Livre e Open Source em sua vida, segue algumas questões abaixo, provavelmente, você se encaixa em algumas ou em várias das situações listadas na matéria de Vitorio Furusho

Leia Mais em: http://softwarelivre.org



Livro Digital Livre. em "Laboratórios Pós Digitais"

3 de Junho de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Lendo o Boletim online da Revista  Arede a excelente noticia do lançamento do Livro online do meu amigo Felipe Fonseca."Laboratórios pós  Digitais" http://efeefe.no-ip.org/livro/laboratorios-pos-digital.

http://www.arede.inf.br/inclusao/component/content/article /106-acontece/4271

O que é mais importante é que o livro pode ser baixado livre e gratuitamente  no seu computador.  neste endereço. http://efeefe.no-ip.org/livro/laboratorios-pos-digital.

Para quem quiser apoiar o excelente trabalho de Felipe Fonseca comprando o livro, é só neste mesmo link fazer o pedido.

O Felipe pratica exatamente aquilo que sempre defendo na nova inclusão digital; a produção de conteúdo local para a rede a partir de conhecimentos e saberes individuais e coletivos das comunidades e a proliferação através destes conhecimentos por redes.   Ou seja, deixamos de ser meros consumidores de informação e conteúdos para sermos produtores, invertendo a lógica das mídias até aqui.

Desde que eu era criança pequena lá na roça, que eu sonhava em escrever um livro para publicar minhas idéias.  Um espécie de grito para a humanidade ouvir, mas nunca consegui.  Mas a idéia continua e agora penso em contar para o mundo minha saga de migrante nordestino da roça a metrópole.
Quero também fazer uso da internet publicar online e livre.

Parabéns ao Felipe Fonseca.

Boa leitura a todos.

Jesulino Alves.

 

 

 

 

 



Inclusão Digital - Minha Opinião Sobre as Mudanças na Telebrás e PNBL.

2 de Junho de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Por; Jesulino Alves - Articulador comunitário de inclusão digital e militante do software livre.

Faço questão de emitir minha humilde opinião abaixo, pois também sou um cidadão afetado pela carência destes serviços.

Faz um bom tempo, que descobrimos que ter acesso a conexão com internet é estratégico para o Brasil e seu desenvolvimento social.
Mas faz mais tempo ainda que a privatização das teles, motivou a modernização do setor, mas apenas para quem pode pagar e não obriga as empresas a levar internet de qualidade aos bairros periféricos das grandes cidades e dos pequenos municípios do interior do Brasil.  Conexão na zona rural pior ainda.

Então restabelecer uma empresa e achar que ela vai resolver um problema grave de infraestrutura e legislação é bobagem.
A telebrás pode ser um bom meio para ajudar o programa, mas não será um fim.

Acesso a internet tem que ser direito fundamental do cidadão, direito a comunicação, previsto em lei aprovada e regulamentada.
Para poder valer este direito tem que ter ampla mobilização social, pressão total dos movimentos sociais por todo o Brasil.

Entregar a responsabilidade para empresas privadas, pequenas ou grandes fazer esta operação de resgate desta cidadania violada, sem uma fiscalização com multas e punições rigorosas, vai nos levar a cair no mesmo problema do passado.   As empresas só investem onde dá retorno e mais uma vez as periferias e pequenos e pobres municipios do Brasil ficariam novamente sem nada nesta história ou com soluções quebra-galhos.

Os milhões do Fust até hoje ninguém consegue gastar e ninguém no brasil sabe uma formula milagrosa de por este dinheiro para operar o projeto.
É como um tesouro enterrado que ninguém usa até que o dono morre e os herdeiros não sabe onde foi enterrado e nunca mais resgata tornando-o perdido, enquanto a alma fica penando por um bem que deixou de fazer a sociedade.

Quando recentemente uma empresa conhecida como telefônica chega a uma escola municipal de Guarulhos e diz que lá não pode instalar internet porque não há viabilidade técnica, e saca um documento de desistência para a diretora assinar, nós chegamos a conclusão da distância que tem entre as ideias do plano e a implantação fisica técnica e real das conexões em cada domicilio de todo o território brasileiro.
Levar internet a todos os cidadãos tem que ser prioridade de todo o governo, inclusive estados e municípios e não um plano isolado e confiado apenas as empresas privadas, embora elas não podem ser dispensáveis e partes do processo.

Espero que no dia 6/06/2011 no evento wireless mundi aqui em São Paulo O senador Valter Pinheiro e o Secretário Cezar Alverez possa nos trazer novas perspectivas e encaminhamentos positivos.

País conectado é País com Banda Larga e rápida para todos.
Acesso a internet tem que ser um direito fundamental e universal.
Garantir a internet livre e aberta é a garantir a democratização plena da comunicação.
Saber o que fazer com estas ferramentas deve estar claro para toda a população, para que haja resultado social de todos os investimentos.
Para isto acontecer é preciso mediação e articulação junto aos excluídos digitais abrindo novas fronteiras do conhecimento, consumido e produzido e compartilhado na comunidade e em redes interconectadas.