Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Perguntas recentes:

getaddrinfo: Name or service not known

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Ambiente de Relacionamento da Comunidade Inkscape Brasil

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Preview inkscapeO Inkscape é um programa livre (de código aberto) para desenho vetorial (similar ao Corel DRAW), que implementa o padrão abeto SVG, que também pode ser usado diretamente na web.

 

Participe da Lista de Discussão!


Inkscape 0.47, depois de MUITO trabalho, chegou!

26 de Novembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Depois de mais de um ano de muito trabalho e um necessário atraso no lançamento, acaba de sair o Inkscape 0.47!

Inkscape 0.47 Mugg Veja as principais melhorias desta versão:

  • Salvamento automático Temporizado: o fim do trabalho perdido
  • Spiro splines: uma nova e excitante forma de trabalhar com caminhos, totalmente fumcional no lápis, caneta e editor de nós
  • Auto suavização de nós: um novo tipo de nó que mantém o caminho o mais suave possível enquanto você move seus vizinhos
  • Novos modos na ferramenta Ajustador: empurrando e modelando objetos inteiros, redimensionando/rotacionando objetos, deletando e duplicando usando o "pincel macio"
  • Sistema de alinhamento e barra de configuração de alinhamento, refeitos e muito mais usáveis
  • Novos efeitos em caminhos, incluindo sketch, hatching, envelope; Efeitos podem ser empilhados e aplicados a grupos
  • Uma grande coleção de filtros pré-definidos no novo menu Filtros
  • Nova exportação para PS e EPS baseada em Cairo: melhor qualidade, suporte a mais funcionalidades, resterização para filros e transparência
  • Corretor ortográfico para textos no documento
  • Muitas extensões novas: restacking, calendário, marcas de impressão, grades cartesiana e polar, interpolação de atributos
  • Opções de otimização de código SVG, agora com sua própria página de preferências
  • Muitas outras melhorias, ajustes de usabilidade, correção no vazamento de memória, e vários bugs corrigidos

3 das minhas extensões aparecem nessa lista das principais melhorias! Essa lista só não está melhor porque não cita o suporte a fontes SVG do Juca, mas veja a lista completa abaixo, para conhecer todos os detalhes e ver a referência às fontes SVG:



Afinal, é fácil ou não instalar programas e drivers no Linux? E remover?

14 de Novembro de 2009, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Mais um assunto que dá “pano-prá-manga”  quando dois técnicos resolvem conversar sobre tecnologia:

1) É ou não é afinal fácil adicionar e remover programas no Linux?
2) É ou não é mais fácil que no Windows?
3) E os drivers, qual dos dois se saem melhor na escolha e instalação?

Bom, minha missão neste blog é ser coerente, e não fundamentalista, procuro apresentar as coisas da forma mais fácil e clara possível, e tentarei não arrastar a asa para lado nenhum, e ser justo com as partes envolvidas, Linux, Windows e Você!

Sendo assim, desenvolvi uma simples tabela comparativa que pode ser muito útil para você visualizar e tirar suas próprias conclusões, apresentando os recursos disponíveis, similares ou não entre os dois sistemas operacionais.

Recurso

windows icon here, start, ubuntuoriginal icon

Adicionar e Remover Programas/Pacotes

Adicionar Remover Programas no Painel de Controle

Central de Programas Ubuntu
Synaptic
Ubuntu Tweak
Scripts (como Ubuntu Perfeito)

Adiciona programas à partir de um repositório remoto

Somente Drivers de Dispositivos

Todos os tipos de aplicativos numa base com milhares à escolher nos modos acima descritos.

Linha de comando “sudo apt-get install nome_do_pacote”
Linha de comando “sudo aptitude install nome_do_pacote”

Adiciona programas à partir de fontes locais (Hd, Cd, DVD, Usb)

Auto-execução
Seleção Manual

Auto-execução
Adição de Repositório Local
Seleção Manual

Adiciona programas à partir auto-executáveis/extratores baixados

.exe (padrão Windows)
.msi (idem)
.zip (Winamp por exemplo)

.deb (padrão debian/ubuntu)
.bin (Google Earth, Picasa)
.run
.sh
.exe (utilizando wine)
.rpm (com alien)
.py (python)

Adiciona programas com compilação específica

button, cancel icon

Make, Make install à partir de pacotes devel

Remove programas por algum tipo de central

Adicionar Remover Programas no Painel de Controle

Central de Programas Ubuntu, Synaptic
Ubuntu Tweak
Scripts

Remove programas por locais fora de uma central

Iniciar > Programas > Programa > Desinstalar
Clicar sobre o programa baixado e solicitar sua remoção

Linha de comando no terminal:
“sudo dpkg –remove nome_do_programa.deb”
Linha de comando “sudo apt-get remove nome_do_pacote”
Linha de comando “sudo aptitude remove nome_do_pacote”
Clicar sobre o programa baixado e solicitar sua remoção

Diante dos comparativos apresentados acima, tecnicamente conferimos um empate técnico às nossas questões, todos tem sistemas muito eficientes de instalação e remoção de programas, desde os mais simples e triviais aos mais técnicos.

Mas há algumas ressalvas:
- Creio que o Windows possui uma leve vantagem no fato de possuir o “Desinstalar” dentro do menu do próprio programa.
- A ausência disso no Linux acaba sendo superada pelos seus outros meios.
- O Linux possui o fantástico recurso de Repositório unificado de programas, permitindo a instalação segura e tranquila de dentro do próprio Ubuntu, sem a necessidade de recorrer à fontes externas como sites, cds e dvds, o que já não ocorre em sua totalidade no Windows, que reserva este fantástico recursos apenas às suas atualizações automáticas de segurança e algumas outras raras exceções.

Para mim, os Repositórios colocam o Linux na vantagem.

Mas e os Drivers?

Continua