Aller au contenu
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Mon réseau

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Retour à FREE SOFTWAR...
Plein écran

Tecnologias educacionais estão em todas as escolas do Paraná

octobre 5, 2009 0:00 , par Software Livre Brasil - 0Pas de commentaire | No one following this article yet.
Viewed 2381 times
(


Laboratórios de informática nas 22 mil escolas paranaenses viabilizam acesso de estudantes, professores e funcionários a conteúdos didáticos, realização de serviços e pesquisas.
AEN) - Com uma política voltada à melhoria da educação, independente de onde o aluno reside, o governo do Estado possibilitou que escolas da zona rural, abandonadas em outras gestões, fossem beneficiadas com qualificação dos professores e melhoria na infraestrutura. Todas as escolas estaduais da cidade e do campo possuem laboratório de informática.

O Programa Paraná Digital possibilitou que os 1,4 milhão de estudantes tivessem acesso à rede mundial de computadores. Foram investidos mais de R$ 100 milhões no programa. As 22 mil salas de aula dispõem de televisores de 29 polegadas que reproduzem arquivos de imagens, sons e vídeo como apoio à prática pedagógica. Os professores receberam capacitação e “pendrives” para preparar as suas aulas para transmitir na TV Multimídia.

“Antes os alunos tinham de ir até a cidade para estudar em escolas com bibliotecas, com computadores e com professores qualificados. O atual governo proporcionou muito mais do que melhorias; realizou uma revolução”, afirmou Lucélia Terezinha Dziubate Ferreira, diretora do Colégio Estadual Arroio Grande, zona rural do município de Pitanga.

A diretora contou que grande parte dos professores preferia trabalhar nas escolas da cidade. “A falta de estrutura nas escolas da zona rural espantava professores, funcionários e alunos”. Para ela, a revolução na educação começou quando o Governo investiu maciçamente em todas as escolas, sem distinção da localização. Lucélia destacou também o concurso público como outro investimento que favoreceu a qualificação dos professores. “Era um entra e sai de professores e funcionários nas escolas. Com o concurso, acabou a rotatividade e, com isso, há comprometimento do profissional com o local de trabalho”, avaliou.

O Colégio Estadual Arroio Grande conta com laboratório de informática e todas as salas têm TV Multimídia, como todas as escolas estaduais do Paraná. A escola funciona com dualidade administrativa, ou seja, o prédio é administrado pelo município e pelo Estado. As crianças que estudam da 1ª a 4ª série acabam sendo beneficiadas, pois também usufruem a infraestrutura disponível aos alunos da rede estadual de 5ª a 8ª série e do ensino médio.

Ivonete Grandevolski, mãe de aluno, disse que se sente tranquila em ter o filho estudando perto de casa. “Os pais estão mais seguros em saber que o filho não precisa mais ir até a cidade para ter qualidade de ensino”, destacou.

O aluno Paulo Cezar dos Santos Barbosa, 19 anos, disse que estudou durante um período na cidade, pois não havia ensino médio em sua escola. Para ele, com o ensino médio e com laboratório de informática a seu dispor não há razão em se deslocar até a cidade para estudar. “Voltei para a minha antiga escola, os professores são dedicados e tenho aqui os mesmos recursos da escola do centro”.

Outra exemplo é o Colégio Estadual Cerrado das Cinzas, localizado na zona rural da cidade de Arapoti. A escola conta com laboratório de informática e televisores multimídia à disposição dos alunos do Estado e também do município.

“Os alunos de escola rural não se sentem inferiorizados, porque sabem que a escola que frequentam conta com os recursos de um colégio da cidade”, disse Leonilde Maria Amadei Simões, diretora do Colégio Estadual Cerrado das Cinzas.

De acordo com ela, os televisores possibilitaram que todo o treinamento de prevenção à gripe A, por exemplo, fosse realizado com sucesso. “Os funcionários assistiram ao vídeo de orientação durante a suspensão das aulas”.

* Fonte: Celepar

Les tags de cet article : celepar paraná

0Pas de commentaire

Poster un commentaire

Les champs sont obligatoires.

Si vous vous êtes déjà enregistré(e) comme utilisateur, vous pouvez vous connecter pour être reconnu(e) automatiquement.