Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

getaddrinfo: Name or service not known

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Programa Piauí Digital terá R$ 30 milhões

11 de Janeiro de 2011, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1210 vezes

Convênio entre governo estadual, Ministério da Ciência e Tecnologia e Telebrás implementará rede de banda larga em 43 cidades.

Cidadãos de 43 municípios do Piauí, um dos estados mais pobres do Brasil, em breve terão acesso à internet em alta velocidade graças ao recém-criado programa Piauí Digital. A iniciativa, formada pelo governo estadual, Ministério da Ciência e Tecnologia e Telebrás, demandará investimentos de R$ 30 milhões. Desse total, R$ 25 milhões serão custeados pelo governo federal, por meio do MCT. O restante será de contrapartida do governo do Piauí.

O convênio para investimentos no programa foi assinado em 15 de dezembro, em Brasília.

Os recursos serão gastos na instalação de uma rede de fibra ótica que interligará os órgãos públicos, diminuindo os custos da administração e tornando a execução das tarefas mais eficiente. Para a população, serão disponibilizados telecentros e terminais de consultas à internet.

A rede, cuja conexão ficará a cargo da Telebrás, também será utilizada para fomentar atividades de ensino à distância e gestão integrada de hospitais e postos de saúde. Para tanto, serão utilizados programas que disponibilizam prontuários online, agendamento de consultas e controle dos estoques de farmácias. Tecnologias capazes de possibilitar videoconferências estão nos planos.

Em termos de segurança pública, o Piauí Digital beneficiará o sistema de vigilância das polícias civil e militar, além do Corpo de Bombeiros. Serão instaladas câmeras conectadas à internet e sistemas de monitoramento à distância nas principais cidades.

O setor de turismo será outro a ser beneficiado pela iniciativa. Pequenos empresários poderão usufruir de redes sem fio, assim como a população local e turistas. Cadastros temporários serão exigidos para ter acesso.

Para participar da iniciativa, os municípios deverão entrar em contato com o governo estadual. Cada prefeitura deverá, para entrar no programa, oferecer um terreno para instalação de torres de comunicação e custeá-las.

As primeiras cidades beneficiadas pelo programa serão as 13 integrantes da Grande Teresina. “Vamos levar banda larga para todos os municípios do Estado. Vamos fazer uma revolução na informação”, garantiu o governador do Piauí, Wilson Martins, durante a assinatura do acordo com o MCT.

O Piauí é o segundo estado do Brasil com pior taxa de acesso à internet. Apenas 7,9% dos domicílios do estado possuem meios de conexão à rede mundial de computadores, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O último colocado é o Maranhão, com 7,8%.

Fonte: MCT


Tags deste artigo: piauí telebrás furusho internet pnbl cidades digitais

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.