Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

IDG Now!: Microsoft é condenada a pagar US$ 290 milhões por violação de patente

13 de Agosto de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1229 vezes

Decisão judicial também impede a companhia de vender qualquer produto que possa abrir arquivos com as extensões .XML, .DOCX ou .DOCM.

Um juiz norte-americano considerou a Microsoft culpada em um caso de violação de patentes e ordenou que a empresa pagasse uma indenização de 290 milhões de dólares para a empresa canadense i4i, informou nesta quarta-feira (12/8) a agência de notícias Reuters.

A i4i desenvolveu um programa para a manipulação de documentos e alegou que uma de suas patentes foi violada pela Microsoft no aplicativo Word. O juiz também impediu que a companhia de Redmond venda qualquer produto que possa abrir arquivos com as extensões .XML, .DOCX ou .DOCM.

A Microsoft anunciou que vai apelar da decisão. “Estamos desapontados com a decisão da corte”, disse Kevin Kurtz, porta-voz da empresa em um e-mail. “Acreditamos que as provas apresentadas demonstram que não infringimos a patente e que a patente da i4i é inválida. Vamos recorrer.”

Essa não é a primeira vez que um formato do Microsoft Office é questionado judicialmente. Na semana passada, por exemplo, a companhia disse que vai deixar os clientes europeus escolherem o tipo de arquivo padrão da suíte de aplicativos, incluindo formatos como OpenOffice XML (OOXML) e o Open Document Format (ODF), dois populares formatos de código aberto.

Entre os programas que a companhia não poderá vender até resolver a questão judicial estão o Word 2003, Word 2007, o Word 2008 for Mac e a próxima versão do editor de textos, que fará parte do pacote Office 2010, a ser lançado no primeiro semestre do próximo ano.

* fonte: IDG Now!


Tags deste artigo: ms word patente

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.