Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

getaddrinfo: Name or service not known

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Desafios do BrOffice.org são debatidos em encontro na Latinoware 2010

15 de Novembro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1005 vezes

Ampliar o conhecimento e o uso do BrOffice.org e, consequentemente, disseminar a filosofia do software livre é um dos desafios debatidos na palestra “Encontro Nacional do BrOffice.org – Desafios e Oportunidades”, no Espaço Colômbia, da Latinoware 2010. Durante a discussão, foram abordadas desde políticas de uso de softwares livres em governos até formas de massificação da plataforma no país.

O analista de sistemas e co-lider nacional do Grupo de Usuários do Projeto BrOffice.Org, Carlos Eduardo Braguini, falou sobre a atenção que o programa tem despertado. “Nossos encontros têm crescido em participação. No último, realizado em abril, tivemos quase quatro mil inscritos. Desde o primeiro que fizemos viemos dobrando o número de participantes, até chegar nesse patamar”, comemora.

Para Braguini, ainda há uma restrição ao conceito de software livre por boa parte dos usuários de computadores. “Existem ‘ondas’, no que diz respeito ao software livre. Num primeiro momento, não houve preocupação em explicar esse conceito de open source para as pessoas. Essa ‘segunda onda’ tem um lado mais profissional, mais madura e tem mais condições de dar respostas mais ágeis para a sociedade”, analisa.

Mercado

Também analista de sistemas e um dos coordenadores do BrOffice.org, Claudio Ferreira Filho, expôs o que seriam contradições. “Se gasta muito dinheiro para montar uma estrutura, com um programa pago, quando essa verba deveria ser usada em outras áreas, usando-se um software gratuito”, disse Filho, que credita isso à “forte influência da empresa dominante do mercado de softwares no mundo”. Ainda assim, segundo ele, o Brasil é um caso de sucesso em relação à plataforma livre. “Cerca de 15 milhões de pessoas usam o BrOffice no país”, aponta.

Segundo Braguini, o processo de ampliação do uso de programas de código aberto está em andamento, na medida em que mais pessoas estão conhecendo suas funcionalidades. “Nos eventos que promovemos vem desenvolvedores do Brasil e de outros países para trocar experiências sobre o projeto, em torno de suas atividades”, disse. “Isso abre oportunidades para que os profissionais possam fazer seus trabalhos”, concluiu.

Fonte: Latinoware


Tags deste artigo: furusho odf broffice libreoffice openoffice word excel powerpoint

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.