Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Copyright: Para Radiohead, P2P não ameaça músicos

27 de Janeiro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 568 vezes

A declaração do guitarrista Ed O´Brien é interessante: ele afirmou que não acredita que o download está matando a música, mas a indústria musical vai se matar se não se adaptar à era digital.

O posicionamento deles (e de outros artistas da chamada “Featured Artists Coalition”) é em favor de que os artistas tenham condições de controlar melhor o seu trabalho, mudando as práticas da indústria – que, segundo eles, está tentando forçar “uma legislação antipirataria sem consultar os artistas”.

Vale lembrar que no Brasil há um movimento similar: o Música para Baixar (apoiado por nomes como Leo Jaime, Leoni, Ritchie e Roger Moreira – uma constelação dos anos 80!?) que defende que “quem baixa música não é pirata, é divulgador”.

Veja também o posicionamento da padroeira Shakira.

Trecho da Info, fonte também das informações acima:

Desde o lançamento de In Rainbows (2007), quando a banda colocou o álbum à venda pela quantia que o internauta quisesse pagar – inclusive nada – o Radiohead se transformou em um ícone dos que defendem a livre circulação e distribuição de músicas online.

No ano passado, a banda expressou seu desconforto com as gravadoras que, segundo eles, “abusam dos direitos autorais para seu próprio benefício e prejudicam os fãs”. (via info.abril.com.br)


Fonte: http://br-linux.org/2010/copyright-para-radiohead-p2p-nao-ameaca-musicos/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.