Aller au contenu
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

Linux Magazine

getaddrinfo: Name or service not known

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Mon réseau

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tux Chile

Connection timed out - connect(2) for "www.tux.cl" port 80

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

404 Not Found

Soft Libre Honduras

redirection forbidden: http://www.preguntaslinux.org/syndication.php -> https://sarah.ttnrd.com/tr?id=01ac77c170a173fd5f5f073786a1f848438fbf08be.r&tk=eyJhbGciOiJIUzI1NiIsInR5cCI6IkpXVCJ9.eyJwdWIiOiI1MjJjNjE1YTlhODQ4MGNhYjhiMTA0MTIiLCJ0cyI6IjA5MjMxNzE2IiwiZCI6InByZWd1bnRhc2xpbnV4Lm9yZyJ9.-n3m4a1yWt1oGB-5rA9L8AyWFAD-TZOR0yxJcJh3sfw

Linux Rep.Dominicana

404 Feed not found error: FeedBurner cannot locate this feed URI.

 Retour à FREE SOFTWAR...
Plein écran

Campus Party 2011: Maddog prega empreendedorismo entre geeks em defesa da inclusão digital

janvier 19, 2011 0:00 , par Software Livre Brasil - 0Pas de commentaire | No one following this article yet.
Viewed 954 times

Muito esperado pelo público que lotou o palco principal da Campus Party Brasil 2011 no início da tarde, Jon Maddog Hall chegou para convocar os geeks campuseiros para uma nova missão: tornar os sistemas de computação acessíveis com  a construção de negócios sustentáveis com tecnologia aberta e software livre. Diretor executivo da Linux International, uma organização sem fins lucrativos que promove o desenvolvimento de aplicações em código aberto, Maddog apresentou o projeto Cauã, que que pretende ajudar pessoas a ganharem a vida como administradores de sistemas ou empreendedores na área de tecnologia.

Uma espécie de lenda entre os usuários convictos do Linux, o senhor de barba branca brincou com a plateia logo no início da palestra: “vocês me conhecem como o velhinho do software livre, ho ho ho, sei disso”,  confessou antes de pontuar o contexto que o levou a pensar nesse projeto gratuito. A ideia de Maddog é fazer computadores mais amigáveis, popularizar sistemas (como os de automação dos equipamentos eletrônicos das casas), diminuir o consumo de energia e poluição e fazer dos geeks, os caras com o conhecimento técnico e sem visão para ganhar dinheiro, os gestores desses empreendimentos sustentáveis.

O projeto Cauã inclui auxílio na criação de planos de negócio, no treinamento, certificação, licenciamento e definições de marketing. Os computadores seriam fabricados no Brasil por pequenas empresas e teriam seu custo de manufatura reduzidos pela a metade devido à diferença entre os impostos de importação de peças e de máquinas prontas. O maior custo seria da conexão de internet, já que o hardware deveria ser financiado por longos anos e o pagamento incluído no valor dos serviços e suporte prestados.

Após a palestra, a correria de os fãs e jornalistas em torno dele foi a de praxe dos eventos de tecnologia, mas Maddog improvisou uma coletiva de imprensa e tirou fotos com todos os admiradores, deixando o clima tranquilo mesmo diante dos mais eufóricos e apressados. A empreendedora de educação cultural Danielle Nastari estava entre os fãs e justificou porque ele não é uma celebridade ”do nada”, alguém que vive da fama das conquistas do passado.”O trabalho atual dele na defesa da inclusão digital é fundamental, quem não tem acesso ao mundo digital está excluído do futuro.

Esse projeto e as pesquisas que ele apresenta provam que os custos para a conexão das pessoas não é tão alto como as grandes corporações dizem, conforme é mais conveniente para elas. Com essas informações, o público pode cobrar mais dessas empresas uma outra postura. Ele tem tanto peso e, pela idade, nem precisaria estar aqui. Mas ele está preocupado com os jovens e está  formando novos líderes, captando seguidores. Essa é uma forma de perpetuar seu trabalho”, defendeu a campuseira.Os interessados podem ter mais informações sobre o projeto Cauã pelo sítio http://www.projectcaua.org.

* fonte: blog do Serpro


Les tags de cet article : campus party furusho maddog 2011

0Pas de commentaire

Poster un commentaire

Les champs sont obligatoires.

Si vous vous êtes déjà enregistré(e) comme utilisateur, vous pouvez vous connecter pour être reconnu(e) automatiquement.