Tags: Dell, Ubuntu

Atualização: a história não é bem assim, e o Ubuntu não está sumindo da Dell. Veja os detalhes no comentário do Adilson, trazendo detalhes internos da Canonical.

O texto original do post fica disponível a seguir, para manter o histórico.

Trecho do Tecnoblog, via PSL-Brasil:

Sem muito alarde, a Dell norte-americana anunciou nesta segunda-feira que deixará de comercializar máquinas com o Ubuntu pré-instalado a partir de seu site, oferecendo a opção pelo software livre apenas pelas compras feitas por telefone. De acordo com a fabricante, a decisão foi estimulada porque a plataforma atende melhor as necessidades de públicos específicos como usuários avançados ou entusiastas pelo software livre.

“Recentemente promovemos uma série de mudanças para simplificarmos nossa oferta de produtos online, nos focando apenas nos produtos mais populares em uma tentativa de reduzir a complexidade da experiência da compra online”, diz a empresa, que completa que “as páginas relacionadas ao Ubuntu no site também deverão passar por uma reforma”.

“Durante mais de dois anos nós distribuímos o Ubuntu e não será agora que iremos parar de fazê-lo”, completa a Dell (via tecnoblog.net)