Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Apresentando o Debian GNU/Linux 6.0

25 de Fevereiro de 2011, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 339 vezes

Enviado por Julio Cesar Bessa Monqueiro (julioΘhardware·com·br):

“Tradução, por Roberto Bech, do DistroWatch Weekly desta semana, a respeito do Debian 6.0:

Eu e o Debian temos uma relação meio incomum: eu respeito o trabalho da equipe do Debian, admiro sua enorme estrutura de pacotes, a infraestrutura, a coordenação e o processo de testes que fazem parte do projeto. Muitas vezes eu me pego usando um filho ou neto do Debian no meu trabalho, ou nos computadores aqui de casa. Já trabalhei com alguns desenvolvedores do Debian na correção e na atualização de pacotes, e posso dizer que são ótimas pessoas, sempre dispostas a ajudar. Sim, tem um “mas” a caminho. Mas, até agora, eu nunca consegui instalar uma versão estável do Debian no meu hardware para uso cotidiano. Sempre que sai uma nova versão eu baixo, boto para rodar e o instalador trava em algum ponto, ou o sistema não inicia, ou então algum componente importante não é reconhecido. É uma coisa intrigante, porque muitas outras distros funcionam no mesmo equipamento, incluindo projetos baseados no Debian como o KNOPPIX ou o Ubuntu. Com o lançamento do Debian 6.0 eu tive a esperança de que essa maré de azar acabasse.

Leia em: http://www.hardware.com.br/artigos/debian6/” [referência: hardware.com.br]


Fonte: http://br-linux.org/2011/apresentando-o-debian-gnulinux-6-0/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.