Ir para o conteúdo
ou

Logo-noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

404 Not Found

Tecno Libres - Cubas

No route to host - connect(2)

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

A Internet das Coisas na Latinoware 2010

28 de Julho de 2010 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda
Visualizado 403 vezes

 

Geoffroy Simon, da Bélgica, é co-fundador da Getyoo, uma rede social que expande as conexões virtuais para conexões reais, implementando a ideia que ele mesmo chama de Internet das Coisas. Esta será a primeira vez de Geoffroy no Brasil e, enquanto prepara sua viagem, a equipe da Latinoware o entrevistou para mostrar um pouco sobre o que será a palestra de Geoffroy em nosso evento.

Latinoware: Temos a impressão que a rede social Getyoo estava em sua mente já há algum tempo, mas, antes de iniciá-la, você decidiu fazer um mestrado em empreendedorismo. Isto parece mostrar que você acredita que uma educação formal é chave para o sucesso. Você pode elaborar um pouco mais sobre este assunto?

Geoffroy Simon: Sobre a educação formal, eu diria Sim e Não. Eu realmente acredito que a educação é chave para o sucesso, mas para ser um empreendedor há algo mais importante do que ter feito bons estudos: é estar motivado.

Há centenas de maneiras de se tornar inteligente ou qualificado. Algumas pessoas são realmente boas em matemática, outras são realmente boas em relações sociais. No final, é apenas uma questão de motivação. Uma das maiores marcas do mundo diz: "Just Do It!" (Apenas Faça!). Algumas pessoas estão altamente qualificadas para fazer grandes pesquisas, mas incapazes de fazer delas um negócio.

Pessoalmente, eu não era lá essas coisas na escola. Eu era hiperativo e, assim, sentar em uma cadeira todo o dia ouvindo o professor não era a minha maneira preferida de construir algo. Larguei meus estudos de Ciências Políticas por isto. Algumas pessoas são realmente boas em especializar-se, outras não são tão qualificadas, mas têm a habilidade de entender rapidamente as coisas, imaginar conceitos. Errar é a melhor maneira de aprender. Mas, no final, você precisa definitivamente questionar a si mesmo e analisar o que você fez. Não importa qual o trabalho que você deseja, se você o fizer com paixão você terá sucesso.

Finalmente, fazer alguns cursos para aprender o que você ama e o que você quer fazer é a melhor maneira de trazer a sorte para o seu lado. A educação pode ser chave para o sucesso mesmo para as pessoas autodidatas.

Minhas dicas para a educação:

1. Ame a diferença
2. Seja generoso
3. Ouça as mulheres

LW: A Getyoo se baseia em Clickeys para conectar a rede social virtual com a rede social física de seres vivos. Você pode nos explicar o que é o Clickey e como ele também tem um papel na economia de recursos naturais?

GS: O Clickey é uma ferramenta inovativa para dar fim aos catálogos e cartões de visita impressos trocados em feiras, eventos, conferências. A rede Getyoo evita o desperdício de papel e salva as árvores ao permitir a digitalização de todos os documentos em papel. As pessoas podem obter a informação digital simplesmente clicando em objetos, posters ou adesivos com o Clickey. O mesmo dispositivo também permite que as pessoas se conectem entre si em uma rede online e troquem seus dados de contato.

Este minúsculo dispositivo USB permite a transmissão e recepção de informação através da tecnologia NFC. Os Clickeys são uma ferramenta conveniente para o "networking", permitindo o compartilhamento de cartões de visitas digitais ou perfis no mundo real. Eles também podem ler "tags", pequenos chips RFID que podem ser colocados em objetos a fim de fornecer informações relacionadas a eles. As "tags" são hiperlinks da vida real ao conteúdo digital, como um vídeo, um documento em PDF, um website ou qualquer tipo de conteúdo disponível na web. Ao conectar o Clickey a um computador você recupera toda a informação e os contatos selecionados.

Ele economiza dinheiro gasto na impressão para o exibidor e é uma boa solução para os visitantes do evento, que evitam carregar toneladas de brochuras e folhetos.

LW: Vocês da Getyoo falam muito sobre a Internet das Coisas. Isto lembra textos de ficção cyberpunk, especialmente o Mister Boy, do James Patrick Kelly, onde, em determinado momento, as pessoas não são mais capazes de distinguir o que é real do que não é. Você não pensa que nós podemos estar nos tornando muito virtuais?

GS: De forma alguma! Nós realmente pensamos que a Internet das Coisas marca uma mudança na tecnologia, da interação baseada em telas em direção à interação física com o mundo ao nosso redor. Nós pensamos estar na direção de algo muito mais humano, real e intuitivo.

A web está se movendo em direção a um número enorme de telas minúsculas. A Internet das Coisas pode, ao contrário, aumentar a consciência do ambiente físico e social, com mais realizações e menos "tempo de tela".

Vemos mais e mais projetos tentando encontrar maneiras de conectar o físico ao digital. O uso de objetos físicos e gestos para controlar interações é muito mais intuitivo e próximo da forma como usamos nossos corpos para interagir com o mundo em geral. Nós pensamos que interfaces tangíveis, que usem nossos sentidos e nosso corpo para a interação, irão nos levar de volta a fazer algo mais humano e próximo ao mundo, ao invés de escaparmos para um mundo virtual abstrato.

LW: Você sabe que a Latinoware é um evento de Código Aberto bastante tradicional. O que a Getyoo tem a ver com o Código Aberto?

GS: A Getyoo foi desenvolvida integralmente com softwares de código aberto. Estamos usando o Zend Framework, um sistema de gestão de base de dados objeto-relacional e também o PostgreSQL, por exemplo. Nossa plataforma permite a pessoas encontrar outras pessoas que conheceram fisicamente na rede social online da qual fazem parte. Nós somos também uma comunidade aberta, permitindo o compartilhamento de mídia que você obtém online, no mundo real ou em outras redes.

A Getyoo é totalmente aberta a participação e todos podem manifestar suas opiniões, comentários e críticas clicando na ferramenta de feedback que implementamos em nosso portal (Get Satisfaction). Nós estamos sempre ouvindo ideias e compartilhando as nossas, tanto online quanto no mundo real. Nós amamos o espírito comunitário e frequentemente participamos de eventos como a Latinoware para compartilhar ideias e colaborar com outros. Nós temos sido sempre transparentes a respeito da tecnologia que estamos usando, a forma como trabalhamos e como fazemos o nosso desenvolvimento.

Nós seguimos as especificações de comunicação em área próxima (Near Field Communications) desenvolvidas pelo NFC Forum, que é uma organização que desenvolve padrões que garantem a interoperabilidade entre dispositivos e serviços. Assim, nossas "tags" serão compatíveis com qualquer telefone móvel que entre no mercado com um leitor NFC. Nós também estamos trabalhando em uma aplicação para smartphones para as pessoas que já possuam um, assim elas não precisarão de um Clickey para conectar aos objetos físicos. Desta forma, nós vamos permitir a todos usarem nossos serviços gratuitamente, sem a necessidade de possuir um Clickey.

*  fonte:  Latinoware 2010

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.