Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a _todas as no...
Tela cheia Sugerir um artigo

Valor da IoT está nas experiências das pessoas, diz ativista

13 de Julho de 2016, 14:11 , por Vagner Benites da Silva - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 236 vezes
Licenciado sob CC (by)
28250163056 9c8b13ddc7 z

Texto: Márcia Schuler

Em 2020,  mais de 50 bilhões de dispositivos estarão conectados à internet. O dado foi divulgado pela Cisco, empresa norte-americana de Tecnologia da Informação, em relatório de 2014, o que demonstra o crescimento acelerado da IoT (Internet of Things, ou Internet das Coisas). Mas e como as pessoas poderão aproveitar essas interações? Estamos preparados para essa evolução? Esses foram alguns dos questionamentos trazidos por Cynthia Menezes Zanoni, Technical Evangelist da Microsoft Brasil, na palestra Os desafios da UX na Era de IoT, realizada na manhã desta quarta-feira (13) na 17ª edição do Fórum Internacional Software Livre (FISL17).


“O verdadeiro valor da IoT está na experiência das pessoas”, garante Cynthia.


Para a ativista opensource, essa nova era significa a saída de um cenário isolado de quem produz IoT para a entrada em uma revolução do hardware, em que qualquer pessoa do mundo pode criar.


“As pessoas querem estar conectadas. Tenho um pensamento simplista sobre tecnologia. Você está fazendo isso de maneira certa quando empodera pessoas que não têm o mesmo conhecimento técnico que você”, afirma.

Inspiração brasileira

Um dos desafios encontrados por desenvolvedores brasileiros tornou-se fonte de inspiração. O acesso muitas vezes falho à internet fez com que fosse necessário pensar softwares e hardwares preparados para receber dados offline e sincronizá-los quando o usuário ficar online.
“Conectividade não significa estar 100% do tempo na internet, mas que se possa produzir dados constantemente e vê-los depois”, explica a palestrante.


A criação de dispositivos “wearables”, ou vestíveis, que atendam de fato às necessidades do usuário final está entre os principais desafios dos desenvolvedores.


“Às vezes temos uma tela tão pequena que torna o uso difícil. Preciso pensar que se a pessoa está tendo uma alteração cardíaca, por exemplo, ela precisa apenas tocar na tela para avisar o médico”, exemplifica.


Conhecimento

Durante a palestra, Cynthia ressaltou a necessidade do conhecimento em design para o bom trabalho de qualquer desenvolvedor. Segundo a especialista, é preciso entender o que acontece na tela do usuário e mostrar a ele que determinado aplicativo é, de fato, útil, e que pode ser mais eficiente do que um site responsivo, por exemplo.


“A interface tem que fazer sentido. Se 9% da população é daltônica e a única diferença que tenho em um botão para cancelar uma medicação for a cor, por exemplo, pode haver problemas. Um erro assim pode matar uma pessoa.”


Ao projetar uma aplicação ou hardware, é preciso ter consciência de que não se está pensando uma ferramenta isolada, e sim na continuidade de uso em diferentes áreas. Cyntia destacou ainda que o processamento dos dados exige uma infraestrutura de servidores elaborada para não deixar o usuário desatendido, e a necessidade de projetar produtos com suporte offline.


“Não posso fazer meu usuário ter toda uma rotina e, no fim do dia, um erro dizer que não tem internet suficiente para concluir o processo”.
E o que é preciso para se preparar para a era do IoT? Estudar. Não é necessário ser desenvolvedor para criar IoT. A sugestão da palestrante passa por buscar comunidades maker, que tenham os mesmos objetivos, e ler muito. Cynthia indica o livro Experience Design, disponível pra download no site http://oreil.ly/1ogkaoJ.

Para conferir os slides apresentados na palestra e ter acesso à programação do FISL deste ano, você pode baixar o app Makadu em http://makadu.net/.

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.


<script src="https://s7.addthis.com/js/152/addthis_widget.js"></script> <!-- Piwik --> <script type="text/javascript"> var _paq = _paq || []; _paq.push(['trackPageView']); _paq.push(['enableLinkTracking']); (function() { var u=(("https:" == document.location.protocol) ? "https" : "http") + "://piwik.colivre.coop.br/"; _paq.push(['setTrackerUrl', u+'piwik.php']); _paq.push(['setSiteId', 3]); var d=document, g=d.createElement('script'), s=d.getElementsByTagName('script')[0]; g.type='text/javascript'; g.defer=true; g.async=true; g.src=u+'piwik.js'; s.parentNode.insertBefore(g,s); })(); </script> <noscript><p><img src="http://piwik.colivre.coop.br/piwik.php?idsite=3" style="border:0;" alt="" /></p></noscript> <!-- End Piwik Code -->