Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a _todas as no...
Tela cheia Sugerir um artigo

Palestra aborda formas para tornar tecnologia mais atrativa para crianças

15 de Julho de 2016, 20:23 , por Vagner Benites da Silva - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 64 vezes
Licenciado sob CC (by)
28224294912 ff96462656 z

Foto: Ana Carolina

Texto: Eduardo Ferras
 
No meio da manhã de sexta-feira, 15, foi realizada no Fórum Internacional Software Livre (FISL) a palestra “Incentivando crianças e jovens a criarem aplicativos com MIT App Inventor”. A talk procurou abordar a tecnologia de uma forma mais atrativa para as crianças. 
 
Os palestrantes Ana Luisa Veroneze e Rafael Gauna Trindade, ambos buscando formação no curso de Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), se interessaram por um curso de extensão onde o objetivo era inserir a tecnologia no dia a dia de jovens dos Ensinos Fundamental e Médio, realizando atividades em escolas públicas e dentro da universidade.
 
No decorrer dos encontros, os participantes aprendem sobre lógica de programação, oportunidades de criação com o conhecimento aprendido focado no desenvolvimento de aplicativos móveis através da plataforma MIT App Inventor (http://appinventor.mit.edu/explore/), que possui blocos lógicos e tem sua divisão em duas telas, uma sendo responsável pela parte de regras e criação do funcionamento do aplicativo e a outra a parte de designer da aplicação.
 
Inicialmente, os estudantes utilizaram jogos educacionais para prender a atenção dos alunos durante as oficinas, mas identificaram um grau de conhecimento relativamente baixo em torno da programação computacional. Com isso, optaram pelo MIT App Inventor, que possui controles de repetição e formas de interação com componentes de interface.
 
    Durante a palestra foi realizada uma demonstração da criação de um aplicativo simples para emissão de sons de acordo com as ações do usuário. Para isso, foi utilizado o guia da ferramenta criado pela equipe do projeto, disponibilizado na página (https://www.facebook.com/CompClubUFSM).
 
    Por fim, a dupla destacou algumas dificuldades encontradas no ensino, como a frequência dos alunos e o idioma da ferramenta utilizada.

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.


<script src="https://s7.addthis.com/js/152/addthis_widget.js"></script> <!-- Piwik --> <script type="text/javascript"> var _paq = _paq || []; _paq.push(['trackPageView']); _paq.push(['enableLinkTracking']); (function() { var u = "piwik.colivre.coop.br/"; if(!u.match(/^https?/)){ var protocol = ("https:" == document.location.protocol ? "https" : "http"); u = protocol + '://' + u; } _paq.push(['setTrackerUrl', u+'piwik.php']); _paq.push(['setSiteId', 3]); var d=document, g=d.createElement('script'), s=d.getElementsByTagName('script')[0]; g.type='text/javascript'; g.defer=true; g.async=true; g.src=u+'piwik.js'; s.parentNode.insertBefore(g,s); })(); </script> <noscript><p><img src="http://piwik.colivre.coop.br/piwik.php?idsite=3" style="border:0;" alt="" /></p></noscript> <!-- End Piwik Code -->