Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a _todas as no...
Tela cheia Sugerir um artigo

Crianças Hackers: jovens e adultos aprendendo juntos

16 de Julho de 2016, 18:15 , por Vagner Benites da Silva - 1Um comentário | 1 pessoa seguindo este artigo.
Visualizado 235 vezes
Licenciado sob CC (by)
28308771606 cde2cf0257 z

Foto: Camila Cunha

Texto: Amanda Bittencourt e Ntidandara da Silva
 
Segundo Karina Menezes, professora de Educação na UFBA, pedagoga integrante do Raul Hacker Club de Salvador/Bahia, idealizadora do Projeto Crianças Hackers e Mãe do Ian, o Crianças Hackers é um projeto do Raul Hacker Club, de Salvador, Bahia. Os encontros promovidos pelo projeto disseminam princípios da ética hacker, apoiando-se em práticas abertas e solidárias, estruturadas sobre tecnologias livres.
 
O projeto conta com mais de 10 crianças, que são acolhidas pela comunidade do Raul Hacker Club, possibilitando que conheçam outras áreas da tecnologia. Dentro desse projeto foi criado o dia do carimbo maluco, onde se encontram pais, mães e crianças, assim, aproximando-os em situações de aprendizagem mútua, incentivando a presença dos pais, mães e responsáveis nas brincadeiras, desafios e invencionices trazidas por especialistas da área de tecnologia.
 
Nesse dia são ofertadas oficinas, passeios culturais, levando as crianças para “hackearem” os espaços na cidade. No clube, elas modelam brinquedos com uso de led, arduínos e peças de computadores.
 
A Faculdade Área 1/Ruy Barbosa, de Salvador-Bahia foi a primeira a apoiar o projeto que hoje conta com parceiros e apoiadores para se manter de forma gratuita a todos que queiram participar, sejam adultos ou crianças.
 
Os desafios e as perspectivas do Crianças Hackes é de promover práticas de produção coletiva, usar e produzir diferentes linguagens, alcançar mais voluntários da área tecnologia e receber mais financiamentos.
 
As crianças se mostram interessadas, desafiadas e envolvidas nas ações projetadas, ou seja, é possível, trabalhar com tecnologia e crianças pequenas pois desafiam as mentes curiosas de cada um dos participantes com liberdade e ludicidade.

1Um comentário

  • 2014 06 11 185033 minorKa
    18 de Julho de 2016, 18:34

     

    Olá, agradeço pelo texto que foi produzido a partir da experiência mostrada. Porém, peço que seja feita uma correção uma correção pois a primeira faculdade a apoiar o Projeto foi a Faculdade Àrea 1/Ruy Barbosa, de Salvador-Bahia.;)


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.


<script src="https://s7.addthis.com/js/152/addthis_widget.js"></script> <!-- Piwik --> <script type="text/javascript"> var _paq = _paq || []; _paq.push(['trackPageView']); _paq.push(['enableLinkTracking']); (function() { var u = "piwik.colivre.coop.br/"; if(!u.match(/^https?/)){ var protocol = ("https:" == document.location.protocol ? "https" : "http"); u = protocol + '://' + u; } _paq.push(['setTrackerUrl', u+'piwik.php']); _paq.push(['setSiteId', 3]); var d=document, g=d.createElement('script'), s=d.getElementsByTagName('script')[0]; g.type='text/javascript'; g.defer=true; g.async=true; g.src=u+'piwik.js'; s.parentNode.insertBefore(g,s); })(); </script> <noscript><p><img src="http://piwik.colivre.coop.br/piwik.php?idsite=3" style="border:0;" alt="" /></p></noscript> <!-- End Piwik Code -->