Ir para o conteúdo
7 a 10 de Maio de 2014
Centro de Eventos da PUCRS | Porto Alegre | Brasil
ou

FISL 14

Inscritos

Patrocinadores

Mostra de projetos

#FICADICA

Redes

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Moeda digital pode ser o caminho para ganhar dinheiro e divertir investidores

8 de Maio de 2014, 14:46 , por Paulo Santana - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 100 vezes

Palestra sobre a Bitcoin atraiu muitos participantes no primeiro dia.

Para ganhar dinheiro ou para diversão, a Bitcoin atrai cada vez mais seguidores. A moeda digital foi tema de palestra durante a 15a edição do Fórum Internacional Software Livre (FISL), que ocorre até sábado (10/05), no Centro de Eventos da PUCRS. De acordo com o community manager do eMasters, Kemel Zaidan, o interesse pela moeda tem diversos motivos. O palestrante, porém, garantiu que prefere estudar a tecnologia empregada neste sistema.

- A comunidade de usuários da Bitcoin tem de tudo. Tem especulador tentando ganhar dinheiro, capitalista selvagem pensando que esta é uma boa oportunidade de investimento para ganhar mais, tem ativista achando que é uma forma de diminuir a dependência da economia em relação aos bancos e governos - afirmou Kemel Zaidan, que respondeu a uma série de questões dos interessados após a palestra no FISL.

A palestra de Kemel Zaidan demonstrou o que é a Bitcoin, como essa moeda funciona e quais as características. O profissional destacou que o sistema da Bitcoin é um ótimo exemplo de software livre.

- A Bitcoin é puro software livre. O protocolo é aberto, os softwares são livres e desenvolvidos de maneira aberta e colaborativa. As decisões também são tomadas de forma aberta e colaborativa. É um bom exemplo de software livre e aberto, caso de sucesso - ressaltou.

A Bitcoin é uma criptomoeda (moeda cujas operações são protegidas com criptografia) online, ou seja, uma moeda virtual, cuja criação e transferência é baseada em protocolos. É diferente de uma moeda convencional, não há uma instituição financeira por trás. Todas as transações são feitas de uma pessoa para a outra, sem intermediários e quanto mais pessoas usarem, maior valor ela terá.

Foto: Larissa Machado



<script src="https://s7.addthis.com/js/152/addthis_widget.js"></script>