Ir para o conteúdo
Ir ao Topo
ou

FISL 14

Rádio Software Livre

FISL 14 - Ao vivo

Patrocinadores

#Ficadica

 

 

Mostra de Projetos

Assine nossa news!

Receba nossas notícias no seu email

TV Software Livre

Teaser fisl14 - Participe! :-)
 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Richard Stallman e a libertação do ciberspaço no fisl14

6 de Julho de 2013, 0:00 , por Leonardo Foletto - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1394 vezes
Traduções

 

Durante a terceira tarde de atividades do fisl14, ocorreu uma das palestras mais aguardadas do evento: Livre Software and other essentials for computing freedom, com o americano Richard Stallman. Fundador da Free Software Foundation, Stallman é programador, hacker e um influente ativista político de tecnologia e liberdade da informação. É o autor da GNU GPL, a licença livre mais usada no mundo, que consolidou o conceito de copyleft

Para Stallman, a militância pelo Software Livre é uma questão ética, social e política. “Ou os usuários controlam os programas ou os programas controlam o usuário”, afirmou. O ativista ressaltou a importância do compartilhamento: “Nós precisamos bem mais do que o controle individual, nós precisamos do controle coletivo”, disse.

Stallman compara os softwares proprietários ao sistema colonial, no qual a população é privada do seu direito à liberdade e é dominada pelas grandes corporações. O objetivo principal de Stallman é a “libertação do cyberspace”, condição em que os usuários poderiam usar, modificar, copiar e distribuir legalmente qualquer material através da rede.

 

O jornal Zero Hora, de Porto Alegre, fez uma entrevista com Stallman em que ele também respondeu algumas destas perguntas. Confira um trecho aqui abaixo; a íntegra está na edição de hoje (sábado, 6/7) do jornal.

Por que os governos querem saber tudo sobre as pessoas?

Stallman – Porque assim o governo pode pegar qualquer delator. O governo não quer que nós saibamos o que acontece. Os Estados Unidos já mostraram que estão dispostos a caçar e condenar delatores, a qualquer custo. O monitoramento que temos nos Estados Unidos hoje é incompatível com os direitos humanos.

Como vê o uso dessas ferramentas para organizar protestos contra governos?

Stallman – É irônico, dado o quão horrível é o Facebook. O Facebook é uma ferramenta monstruosa de monitoramento. Eu imploro para que você não use. Eu nunca usei.

Confira a íntegra da fala de Stallman..

Foto: Guilherme Dias/indicefoto


Tags deste artigo: richard stallman software livre liberdade compartilhamento ética vigilância