Ir para o conteúdo
29 JUN / 02 JUL 2011
Centro de Eventos PUCRS - Porto Alegre - Brasil
Agende-se para o fisl13! De 25 a 28/07/2012
ou

<a href='/fisl12/patrocinadores'><span>Patrocinadores</span></a>

<a href='/fisl12/mostra-de-solucoes-e-negocios-livres'><span>Mostra de Negócios Livres</span></a>

Transmissão

Tvsl_horizontal

Nossa Rede!

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Hackers discutem a divulgação de informações de interesse público em palestra

2 de Julho de 2011, 0:00 , por Desconhecido - 2020 comentários | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1904 vezes
Traduções

A divulgação e o desenvolvimento de projetos tecnológicos voltados à difusão de informações de interesse público foi o tema central da palestra “Transparência Hacker: agregando e vizualizando dados de interesse público”, que ocorreu no último dia do fisl12. Os hackers Capi Etheriel e Pedro Markun relataram suas experiências na comunidade Transparência Hacker (THacker). O site promove discussões e desenvolve aplicações digitais com o fim de auxiliar a população em ações sociais e na fiscalização do poder público.

Capi citou projetos criados a partir da colaboração dos membros da comunidade, como o Jogo da Vida do Processo Legislativo. O aplicativo desenvolvido rastreia qualquer projeto de lei, diz em que instância está e por quanto tempo ficou parado em cada uma delas. O objetivo é utilizar a tecnologia como ferramenta de transformação social, e não apenas de entretenimento. Ele destacou que os membros da comunidade não promovem invasões a sites governamentais, embora possam usar informações obtidas por esse meio.

A interação entre movimentos e organizações sociais com a comunidade THacker também foi um dos assuntos questionados. Segundo Pedro Markun, há uma grande distância entre os dois, causado pelo afastamento destes grupos sociais das tecnologias. Ele lembrou de alguns projetos desenvolvidos pela comunidade, que fracassaram devido ao mau uso das aplicações, ou mesmo ao descaso dos beneficiários. Um dos exemplos foi um site que organizava a captação de voluntários para as chuvas que atingiram o estado de Alagoas em maio deste ano. Cerca de 500 interessados foram inscritos, porém a Defesa Civil do estado não pôde preparar a logística de transporte.

Os projetos são desenvolvidos espontaneamente, através das ideias surgidas nos fóruns de discussão. Então, voluntários se disponibilizam para ajudar. Não é preciso ter conhecimento técnico de programação, visto que o auxílio pode se dar em outra área. No final da palestra, eles ainda demonstraram tecnicamente como utilizam as informações de interesse público em seus aplicativos.


Fonte: Alexandre Alscher Kupac

2020 comentários

Enviar um comentário
Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.