Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Notícias da Comunidade Firefox Brasil

17 de Julho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Governo do Ceará economiza R$ 67 milhões com software livre

5 de Maio de 2010, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

O Governo do Estado do Ceará alcançou uma economia estimada em cerca de R$ 67 milhões com o uso de software livre em seus 44 mil computadores desktop e 1 mil máquinas que funcionam como servidores. Esse seria o gasto estimado com licenças de uso de sistemas operacionais (R$ 14 milhões) e pacotes de programas de escritório (R$ 53 milhões) comerciais, caso a administração estadual não optasse pela migração de seus sistemas para programas de código aberto, que geralmente são gratuitos.

De acordo com Regina Estela Lima, coordenadora do Comitê de Software Livre do governo estadual, 80% dos computadores em uso pelo governo já utilizam software livre, como o pacote de programas para escritório BrOffice.org "A meta é chegar a 90%", diz Regina Lima, que também faz parte da Coordenação de Estratégias de Tecnologia da Informação (Coeti), da Secretária de Planejamento e Gestão (Seplag), e apresentou ontem em Fortaleza a experiência do governo estudual no IV Seminário Trade IN de Governança de TI (Tecnologia da Informação).

Entre os órgãos que atingiram posição de destaque no uso de software livre, Regina cita o caso da Procuradoria Geral do Estado (PGE), que completou em 100% sua migração para a plataforma de uso livre, e o caso do Detran, que migrou seu banco de dados para software livre.

Outro ponto de destaque apresentado por Regina Lima no Seminário de Governança foi a nova política de "TI verde", a ser adotada pelo Governo do Estado. Esse novo conceito, que deve guiar novos procedimentos dentro dos órgãos da administração pública, tem foco no uso racional dos recursos tecnológicos em benefício do meio ambiente. A TI verde se concentra na redução da emissão de dióxido de carbônico (CO2), economia de energia, redução de gastos com papel e contenção de lixo eletrônico.

Essa nova política, aprovada pelos gestores de TI do Estado, deverá ser publicada no Diário Oficial por decreto. Como consequência, todos os centros de processamento de dados do governo serão revistos quanto à instalação de ar-condicionado e condições de iluminação. O lixo eletrônico - como computadores antigos, por exemplo - será disponibilizado para entidades beneficentes para reciclagem. Outra etapa, também incentivada pelo governo, será a virtualização dos processos, com a eliminação do uso de papel e a adoção da certificação digital. Neste último item, o destaque no âmbito do governo estadual é a PGE, que a partir de maio passa a não utilizar mais papel em seus processos.

Computação em nuvem

Uma das tendências mundiais na área de TI, a computação em nuvem - cloud computing, que possibilita usar ferramentas e recursos baseados na internet -, também foi apresentada durante o seminário.

A agilidade que os negócios exigem hoje, com a internet incorporada como ferramenta no dia a dia das empresas, foi o ponto principal destacado por Rodrigo Gazzaneo, gerente de práticas de Virtual Data Center da empresa EMC, um dos palestrantes do evento.

O especialista exemplifica que para uma empresa atender a uma demanda de uso de uma nova tecnologia, levaria meses para comprar, instalar e integrar os equipamentos. Mas hoje é preciso mais agilidade. "Com essa demora, a empresa pode já estar fora do negócio. A questão não é ser inovador. É ser inovador e lançar primeiro", diz.

Fonte: Diário do Nordeste

Autor: Ebenezer Fontenele
Disponível em: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=778166



Paraná recebe mais três Bibliotecas Cidadãs, em Ortigueira, REbouças e Sengés

3 de Maio de 2010, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Ortigueira, Rebouças e Sengés são os novos municípios que recebem do Governo do Paraná uma Biblioteca Cidadã. O Governador Orlando Pessuti inaugura nesta quinta-feira (29) às 17h, a Biblioteca Cidadã Dr. Milton José da Silva Ribas, em Ortigueira. No dia seguinte (30), às 9h30, é a vez da Biblioteca Cidadã Mário Retzlaff, em Rebouças. Às 17h, também da sexta-feira (30), em Sengés, a Biblioteca Cidadã Cândido Manuel Martins de Oliveira é inaugurada. O projeto da Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com a Biblioteca Pública do Paraná, secretarias de Assuntos Estratégicos e de Obras Públicas e prefeituras, beneficiará, até o fim de 2010 mais de 300 municípios em todo o Estado. A edificação reúne cultura e tecnologia e concentra, no mesmo espaço, acervo inicial de quase dois mil livros e um telecentro**, com cinco computadores com acesso à Internet em uma construção, que também possui salão comunitário, espaço cívico e de recreação. Com a inauguração dessas três unidades, agora são 92 os municípios que já receberam a Biblioteca Cidadã.

 

As inaugurações começam em Ortigueira, município localizado na região paranaense dos Campos Gerais, que em seus 58 anos de fundação, possui, em média, 25 mil habitantes, que irão usufruir um acervo com o melhor da literatura nacional e internacional. “Essa biblioteca é um importante passo que a cidade de Ortigueira dá em direção à cultura. É um investimento preocupado com o futuro“, declarou o prefeito da cidade Geraldo Magela do Nascimento sobre a inauguração da Biblioteca Cidadã Dr. Milton José da Silva Ribas.

 

Já o prefeito Luiz Everaldo Zak, da cidade de Rebouças, ressaltou que a inauguração da Biblioteca Cidadã Mário Retzlaff é de grande importância para o município, que precisava de um projeto como esse para seus, aproximados, onze mil habitantes. “A biblioteca é uma novidade na cidade. A população de Rebouças está ansiosa com a inauguração do projeto desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cultura”.

 

A cidade de Sengés, com 18 mil habitantes e 76 anos, receberá a Biblioteca Cidadã Cândido Manuel Martins. “Esse projeto mostra o governo do Estado se preocupando com a cultura. Do dia 30 em diante, os habitantes de Sengés terão uma nova maneira de lazer e diversão, ao mesmo tempo em que adquirem conhecimentos”, diz o prefeito do município Walter Juliano Dória.

 

A Biblioteca Cidadã estimula ainda a valorização cultural da região – com artistas que pintam um painel na entrada principal. Na Biblioteca Cidadã Dr. Milton José da Silva Ribas, em Ortigueira, o convidado foi o artista Miguel Casturino Desiderio, que preparou um painel com o mapa do município, destacando os pontos turísticos e principais atividades comerciais do município, como a produção de mel e cerâmicas. Em Rebouças, a Biblioteca Cidadã Mário Retzlaff o painel também possui o mapa da cidade e dentro deste estão inseridos o Rio Potinga, o Cristo Redentor, a área agrícola e a estrada de ferro construída pelo Engenheiro Antônio Rebouças. O artista responsável é Pedro dos Anjos Andrade. Na cidade de Sengés, a pintura de Marinez de Camargo Fillus simboliza a Cachoeira do Sobradinho no Rio Lajeado Grande. O projeto também prevê o plantio de uma ou mais árvores nativas no terreno. No município de Rebouças, será um Ipê amarelo. A Jasmim-manga amarela foi a escolha de Sengés.

 

A secretária de Cultura Vera Mussi Augusto – que tem presença confirmada na solenidade de inauguração convida pessoas de todas as idades para conhecer os livros. “Uma biblioteca é uma conquista. Com ela podemos descortinar o mundo das idéias e do pensamento. Tenho certeza que todos vão ficar encantados”. Ela explica que a Biblioteca Cidadã possui um acervo que contempla todos os gêneros literários e chama a atenção para o fato dessa biblioteca promover a inclusão cultural e intelectual da população de cada região atendida.

Projeto:

 

A Biblioteca Cidadã – criada em 2004 pela Secretaria de Estado da Cultura do Paraná – é hoje o maior projeto de construção de bibliotecas públicas já realizado na história do Brasil. O objetivo é oferecer às regiões mais carentes do território paranaense um equipamento cultural que promova a democratização do conhecimento seja pelo valioso acervo de livros, ou mesmo pela inclusão digital, por meio dos telecentros.

 

Para tornar a Biblioteca Cidadã uma realidade nos municípios mais carentes do Estado, o Governo disponibiliza a construção de um prédio de 184 metros quadrados, sobre um terreno que é oferecido pela prefeitura de cada cidade atendida. A qualificação pessoal destes espaços é feita com um treinamento da Biblioteca Pública do Paraná para os funcionários de cada município atendido. Essa ação conjunta estreita, ainda mais, a importante parceria de entre a estrutura pública estadual e municipal.

 

O orçamento previsto para cada biblioteca completa (edificação, acervo, equipamento e treinamento de pessoal) é de R$ 312 mil. A edificação depois de pronta reúne cultura e tecnologia e concentra, no mesmo espaço, acervo inicial de dois mil livros que contempla todos os gêneros literários com grandes autores da literatura nacional e estrangeira.

 

O projeto Biblioteca Cidadã que vai atender até o final de 2010 um total de mais de 300 municípios paranaenses tem sua importância reconhecida pelo ministro da cultura, Juca Ferreira: ”Eu queria elogiar a nossa querida secretária de Cultura, Vera Mussi, que é uma das secretárias mais envolvidas com as bibliotecas no Brasil”, comentou, fazendo referência ao trabalho que vem sendo realizado pelo governo paranaense na área cultural.


Serviço:

Ortigueira

Biblioteca Cidadã Dr. Milton José da Silva Ribas – Av. Laurindo Barbosa de Macedo, 789. Telefone: (42) 3277-1950. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Rebouças

Biblioteca Cidadã Mário Retzlaff – Rua Barão do Rio Branco, 536. Telefone: (42) 3457-2276. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Também será feito atendimento duas vezes por semana a noite, das 19h às 21h.

Sengés

Biblioteca Cidadã Cândido Manuel Martins – Rua Prefeito Aristides Pereira Mattos Netto, 333. Telefone: (43) 3567-1222. Horário de funcionamento: De Segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 13h às 17h.

 

* fonte: SEEC PR

**Nota: os computadores dos telecentros usam Linux, BrOffice.org, Firefox, Gnome, etc

 



Tags deste artigo: firefox